Repositório Institucional
Busca por palavra-chave

2021

Trata-se de um trabalho de conclusão de curso, que tem como objetivo trazer
conhecimentos e técnicas adquiridas em sala de aula, através do curso de graduação de
Tecnologia em Construção de Edifícios, pela Faculdade e Pós-Graduação IDD, com a
orientação dos professores Kenny Joe Mormelo e Oscar Negrão, sendo coordenado pelo
professor Mateus Barão.
No decorrer deste trabalho, foram aplicados conceitos de mecânica de solos, fundações,
resistência dos materiais, concreto armado, sistemas prediais, tecnologia da construção,
sistemas e técnicas de impermeabilização, orçamento e custo, responsabilidades socioambiental, planejamento e controle, afim de entregar um trabalho dentro dos padrões de
um projeto real, podendo assim entender o processo e a evolução de uma obra, analisar as
dificuldades encontradas, obtendo raciocínio lógico, busca de novas tecnologias, melhoria
contínua e senso crítico sobre as tarefas pertinentes ao canteiro de modo geral.

Data: 10/08/2021 | Download do arquivo

Data: 10/08/2021 | Download do arquivo

Este documento tem por finalidade formalizar e integrar ao trabalho de conclusão de curso, as atividades já elaboradas, realizadas e entregues na
disciplina de projeto integrador , onde foi elaborado todo o estudo de projeto e processo legal para a construção de um edifício chamado Residencial
Arapoti, neste resumo apresentaremos o plano de projeto , memorial descritivo, implantação de canteiro, plano de gerenciamento de resíduos,
indicadores de consumo, memorial de cálculo estrutural, dimensionamento e projeto elétrico, projeto hidráulico, cronograma de obra, estimativa de
custo, curva S e curva ABC.

Data: 10/08/2021 | Download do arquivo

Obras paralisadas ocasionam grande impacto urbanístico ao seu entorno, e a existência destes espaços desocupados em plena zona urbana de São Paulo é um contraponto ao fato de que a cidade (à qual o prédio de estudo de caso se encontra) possui um déficit habitacional em torno de 474 mil moradias, segundo FGV- 2019. Portanto, estudar uma possível reabilitação de sua estrutura trás aspectos positivos em termos sociais, econômicos, sustentáveis e de segurança estrutural, visto que as peças em concreto armado sofrem processos de deterioração por reações químicas e físicas que ocasionam danos a estrutura, os quais em elevado grau de degradação podem levar à colapsos, podendo prejudicar inclusive a estabilidade estrutural de edificações vizinhas. Um dos primeiros passos ao estudar uma possível reabilitação de uma edificação é inspecionar e conhecer o grau de degradação de suas peças estruturais. Portanto, este trabalho possuiu como objetivo geral determinar o grau de deterioração utilizando o método GDE/UnB de uma estrutura em concreto armado; a qual sua construção foi paralisada há aproximadamente 30 anos. Por fim, obtivemos como resultado um nível de deterioração ?crítico?, indicando que é necessário intervenções imediatas na estrutura; e como resultado para objetivos específicos foi apresentado a obtenção do fim da vida útil residual de projeto, calculada através da metodologia proposta por Tutti (1982) e apresentados problemas patológicos verificados durante a inspeção da edificação, as quais foram principalmente: corrosões, infiltrações, fissuras, biodegradação, lixiviação, crosta negra.

Data: 29/06/2021 | Download do arquivo

Levando em consideração a incidência de manifestações patológicas em revestimentos cerâmicos, e as consequências causadas por possíveis desplacamentos, tais como: acidentes, gastos com retrabalhos, desperdícios de materiais e produção de resíduos; é de suma importância a escolha correta do revestimento bem como a sua correta aplicação. Buscando evitar o surgimento de tais manifestações, presume-se que a absorção de água de revestimentos cerâmicos pode influenciar na resistência de aderência à tração e consequentemente no desplacamento de revestimento cerâmico. Portanto, o objetivo geral deste trabalho é verificar a influência da absorção de água de revestimentos cerâmicos na resistência de aderência à tração. Para isso, foram realizados cinco ensaios com cinco tipos de revestimentos cerâmicos, um de cada uma das cinco classes de absorção da NBR 13.006 (ABNT, 2020) - Placas cerâmicas: Definições, classificação, características e marcação. Cada tipo de revestimento cerâmico foi recortado em 10 pastilhas de 50x50mm e assentadas com argamassa colante em substrato padrão de 250mmx500mmx20mm, conforme NBR 14.081 (ABNT 2012) - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas. Na tentativa de evitar variáveis no ensaio, como: temperatura, pressão, umidade, argamassa colante, quantidade de água de amassamento e tempo de cura, foram fabricadas 50 pastilhas metálicas de 50x50mm que possibilitaram que os ensaios de todas as peças fossem realizados no mesmo dia. Durante os ensaios, foram avaliadas as formas de ruptura e principalmente a tensão de ruptura. Dentre os cinco ensaios realizados, três resultados foram dados como conclusivos, nos quais, foi observado um aumento de 18,5% na resistência de aderência à tração quando a absorção de água do revestimento cerâmico era maior, atingindo os objetivos do trabalho de verificar a influência da absorção de água de diferentes classes de revestimentos cerâmicos na resistência de aderência à tração e corroborando a hipótese de que a absorção de água de diferentes classes de revestimentos cerâmicos influencia na resistência deaderência à atração.

Data: 29/06/2021 | Download do arquivo

Neste estudo foi realizada uma análise comparativa sobre a suscetibilidade de vários agregados graúdos, coletados em regiões distintas do estado de São Paulo, a participarem da reação expansiva álcali-agregado. Para a obtenção dos resultados de potencialidade reativa dos agregados, adotou-se o método de ensaio acelerado, de acordo com a NBR 15577-4 (ABNT, 2018), o qual prescreve a execução de barras de argamassa elaboradas com uso de um cimento padrão, as quais ficam imersas em solução de hidróxido de sódio em estufas com temperatura controlada e mantida em 80ºC no período de 30 dias, realizando eventualmente as leituras especificadas em (horas/dias), conforme prescrito na norma. As amostras analisadas identificaram, em sua maioria, agregados potencialmente reativos, indicando que a utilização do material não aplicado é recomendada em concretos destinados a elementos estruturais enterrados e com presença de umidade, como fundações e/ou usinas hidrelétricas, todavia, nada impede a utilização do material em concretos destinados a elementos estruturais livres de contato com umidade.

Data: 22/06/2021 | Download do arquivo

Os revestimentos de argamassa e cerâmico de fachada são utilizados frequentemente em edifícios residenciais e comerciais, ou seja, a sua importância caracteriza-se pelo seu uso intenso, desempenhando importantes funções estéticas e de proteção do edifício, inclusive a sua importância está relacionada aos custos diretos da construção e de manutenção de fachadas. O presente trabalho tem como objetivo comparar os resultados obtidos pelos métodos de percussão e termografia para identificar manifestações patológicas em fachadas de revestimento cerâmico ou de argamassa. Para tanto, foi elaborada uma comparação em um estudo de caso em que foi utilizada uma câmera termográfica do modelo S60 MyFLIR e o teste de percussão com martelo com pontas em PVC para o mapeamento das manifestações do tipo deslocamento e desplacamentodo revestimento cerâmico e de argamassa de fachada. A referência literária teve ênfase nas anomalias do tipo deslocamento em revestimento cerâmico e a de argamassa de fachada, bem como, a técnica da termografia infravermelha utilizada para detectar regiões que apresentam problemas. No estudo de caso, foram coletados dados e comparadas as regiões com anomalias do termograma concedido pela câmera termográfica com o mapeamento pelo ensaio de percussão, porém, os resultados apresentaram uma grande diferença. O método de registro com a câmera termográfica do modelo S60 MyFLIR, não demonstrou eficiência para a detecção de anomalias de deslocamento de revestimento da fachada. E por fim, chegou-se a conclusão que existe uma diferença considerável entre os dois ensaios, validando os objetivos e hipóteses deste trabalho.

Data: 22/06/2021 | Download do arquivo

O presente trabalho demonstra a avaliação dos pavimentos de concreto das estações tubo da Linha Verde Sul. O estudo tem por objetivo determinar o índice de condição do pavimento (ICP) das estações tubo: São Pedro, Xaxim, Santa Bernadethe, Fanny e Marechal Floriano. A partir da obtenção do ICP, que consiste em uma nota atribuída ao trecho, foi possível conceituar e comparar a condição dos pavimentos rígidos, possibilitando que os administradores organizem programas de manutenção, prevenção e de recuperação. A metodologia aplicada foi fundamentada em duas etapas: vistorias e inspeções visuais nas estações e a avaliação objetiva do estado de conservação dos pavimentos. As vistorias e inspeções visuais foram realizadas com base na norma DNIT 060/2004 ? PRO e seguiram as seguintes fases: definição dos trechos da rodovia, determinação do tipo de inspeção, levantamento dos defeitos visíveis e catalogação dos dados coletados na inspeção. A avaliação objetiva do estado de conservação dos pavimentos seguiu os critérios estabelecidos na norma DNIT 062/2004 ? PRO, seguindo as seguintes etapas: análise dos dados obtidos em inspeção, cálculo dos índices de condição do pavimento (ICP), atribuição dos conceitos, análise do cadastro documental e emissão de laudo. Após a análise de 360 placas, constatou-se que o valor médio do ICP das estações tubo foi de 84 e o conceito do pavimento de concreto foi caracterizado como muito bom, superando a expectativa da hipótese inicial que para um pavimento de aproximadamente 11 anos de utilização o conceito seria bom.

Data: 22/06/2021 | Download do arquivo

A real complexidade da execução de uma obra não pode ser notada se for observada de forma superficial. Assim que este seguimento é estudado de forma profunda, percebe-se a importância do adequado entendimento dos mecanismos que compõem a construção de uma edificação, assim como os benefícios do planejamento de uma obra. O mau gerenciamento e/ou execução de uma obra, geram atrasos, custos extras, reparos, menor durabilidade da estrutura, entre outros inconvenientes, ou seja, a melhor ferramenta do gerenciamento é a antecipação de problemas e o encontro de uma solução para eles. Quando uma obra passa por um processo de planejamento, é possível utilizar ferramentas que aumentam a produtividade e melhoram a qualidade do produto final. A organização do sistema proporciona controle do tempo e custos do projeto. O fato de toda construção ser diferente, apresenta novos desafios, torna o processo construtivo mais complexo, resultando em diferentes possibilidades de resolução de um mesmo problema, sendo função do gerente de projeto escolher antecipadamente e com embasamento teórico e prático as soluções que trazem mais vantagens em cada cenário. Portanto, este trabalho prático aborda o planejamento e o gerenciamento da execução de um projeto civil, onde cada capítulo discorre sobre um tema referente aos processos construtivos e/ou práticas eficientes. Bem como coordenação do tempo e os custos da obra, descrevendo os métodos construtivos e administrativos a serem implementados, além de ferramentas visando melhorar o desempenho e a produtividade da obra.

Data: 22/06/2021 | Download do arquivo

A utilização de agregados sempre esteve presente na produção do concreto e a busca pelo conhecimento de suas características tem se tornado tão importante quanto sua aplicação e comportamento nas estruturas. O desempenho do concreto pode estar diretamente relacionado às propriedades mecânicas dos agregados graúdos em suas diversas características e formulações propostas. O presente trabalho avalia o comportamento mecânico em concretos produzidos com diferentes tipos de rochas utilizadas como agregado graúdo encontradas na mesorregião metropolitana de Belo Horizonte. Através de análises realizadas em laboratório, são comparados os resultados obtidos nos ensaios de resistência à compressão e módulo de elasticidade em corpos-de-prova moldados dos concretos produzidos para diferentes classes de relação água/cimento e para cada tipo de agregado graúdo empregado no estudo. Por meio dos resultados apresentados, é possível determinar para a amostragem ensaiada, os tipos de agregados graúdos para cada classe requerida, que obtiveram o melhor desempenho nos ensaios estabelecidos. Estes resultados promovem ainda a possibilidade de futuras discussões e pesquisas relacionadas ao desempenho do concreto desejável aos diferentes tipos de rochas disponíveis para sua formulação.

Data: 15/06/2021 | Download do arquivo

Os sistemas de impermeabilizações nas construções muitas vezes são reconhecidos por serem executados a partir da experiência cotidiana, ausência de mão de obra qualificada e projetos, consequentemente sem a devida importância, dessa forma se tornando um grande responsável pelas manifestações patológicas nas construções. Tendo como base o custo inicial da aplicação do sistema de impermeabilização comparando com o custo da solução aplicada, após a identificação do problema gerado, seja por infiltração, corrosão ou outras manifestações patológicas, esse custo de correção pode atingir percentuais de até 25% acima do inicial. Visto isto, este trabalho possuiu como objetivo conhecer como a temática da impermeabilização é tratada nas construtoras no estado do Paraná. Para tanto, foi realizada uma pesquisa tipo survey, composta de um formulário feito no ?Google Forms?, enviado para as construtoras do estado do Paraná, atribuindo uma nota para cada alternativa, e assim classificando-as do nível ruim ao ótimo. Após isso foi feita uma análise estatística das respostas, mostrando itens importantes que precisam ser seguidos, identificando itens falhos, relacionando os maiores problemas e um resumo com uma classificação geral de como o tema é tratado pelas construtoras, além de associar o tamanho da empresa com o número de problemas ocorridos, a ausência de projetos, fiscalização e manutenção da impermeabilização. Obteve-se um total de 213 respostas, e por fim atingiu-se um índice de 8,92% das construtoras no nível ótimo, 64,32% no nível médio/bom, e 26,76% no nível ruim, quanto a importância que a construtora dá a temática da impermeabilização. Os objetivos estabelecidos nesta pesquisa foram atingidos e a hipótese que as construtoras não dão a devida importância foi derrubada.

Data: 15/06/2021 | Download do arquivo

O objetivo deste trabalho é comparar o grau de fissuração de argamassas de emboço contendo cinco composições diferentes, sendo que algumas possuem aditivo plastificante, outras contém cal hidratada CH-I, outras têm cal hidratada CH-III e uma argamassa possui somente aditivo plastificante e cimento CP II-F, sem adição de cal. O método utilizado para esse presente trabalho foi primeiramente pré determinar traços em massa para cada tipo de argamassa, sendo que a quantidade de água foi pesada dependendo da trabalhabilidade da argamassa, sabendo que aditivos plastificantes e o tipo de cal hidratada influenciam na quantidade da mesma. Na sequência aplicou-se essas argamassas em cinco painéis protótipos onde foi mensurado cada grau de fissuração. Para acompanhar o avanço nas fissuras, foram feitas medições periódicas a cada sete dias até completar vinte oito dias. A metodologia empregada para medir as fissuras foi através da cola de barbante contornando as fissuras, assim, podia-se medir seus comprimentos com maior precisão, e, para medir as espessuras, foi utilizado fissurômetro. Os resultados mostraram que as argamassas que contém aditivo plastificante misturado com cal hidratada fissuram menos em relação as outras, e que as argamassas utilizando cal hidratada tipo CH-I fissuram menos quando comparadas a cal hidratada tipo CH-III. Conclui-se então que o emprego de aditivos plastificantes é significativo para a redução do grau de fissuração em argamassas de emboço e, consequentemente, o não surgimento de fissuras garante o conforto visual, a satisfação do cliente e a valorização do trabalho.

Data: 15/06/2021 | Download do arquivo

Este trabalho possui como objetivo geral a comparação do coeficiente de carbonatação (kCO2) dos concretos do Metrô de São Paulo com diferentes idades. Como objetivo específico, se propõe a prever a vida útil das estruturas analisadas com base em ensaios experimentais e modelos analíticos encontrados na literatura e ainda avaliar a influência do tratamento superficial empregado no concreto nas estruturas do Metrô no avanço da frente de carbonatação. A realização desta pesquisa se justifica pela importância técnica, econômica e social da previsibilidade da deterioração das estruturas pelo processo de carbonatação, como forma de alocar recursos e planejar as intervenções necessárias no sistema metroviário sem afetar a circulação dos trens e gerar transtornos aos usuários. Para este trabalho, foi feito um estudo de caso em estruturas existente do Metrô, selecionadas pelos critérios de ano de construção e disponibilidade para realização dos ensaios. Foram realizados ensaios de campo, com remoção do concreto e aplicação de indicador de pH (solução de fenolftaleína) para determinação das profundidades da frente de carbonatação. Também foram utilizados corpos de prova de concreto obtidos em obras em construção pelo Metrô para verificação, em laboratório, da eficiência da película protetora antipichação para evitar o processo de carbonatação da estrutura. Os resultados obtidos são comparados para a comprovação da hipótese inicial proposta, sendo ainda apresentadas propostas para futuros estudos e trabalhos.

Data: 15/06/2021 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como objetivo comparar os resultados dos ensaios, perfil de cloretos, concentração de sulfatos, esclerometria, e potencial de corrosão entre os anos de 2013 e 2016 do píer do porto de Paranaguá-PR. Concebido em meados dos anos 2000, com sua principal função o transporte de uréia e cloro, com seu funcionamento em ritmo intermitente, está localizado na costa do estado. Pertencente ao grupo Mosaic, tendo sua administração sendo parcialmente pertencente ao estado e parcialmente ao grupo privado, sua administração é majoritariamente pelo grupo privado. Para tanto, sua concepção estrutural é inteiramente em concreto armado e sue ambiente extremamente agressivo para a estrutura de concreto, classificada como V conforme NBR 6118/2013. Com isso verificou-se durante o período de 3 anos, conforme constatou-se nos relatórios de inspeção um agravamento das manifestações patológicas na ordem e 30% conforme ensaios dos parâmetros de durabilidade, tais como, teor do perfil de cloretos, concentração de sulfatos, esclerometria e potencial de corrosão. Tais ensaios realizados em ambos os relatórios, constatou-se o avanço significativo do grau de deterioração da estrutura, que devido à não intervenção, conforme inspeção em 2013, elevou o grau de criticidade dos elementos e o avanço dos agentes agressivos frente à estrutura. E, por fim, considerou-se que o breve estudo das análises dos documentos, processos, orçamentos e as diferentes diretrizes que foram necessárias para a correta intervenção foram determinantes em seu alto custo e sua elevada deterioração como é mostrado neste documento, os estudos orçamentários e comparativos das análises laboratoriais.

Data: 15/06/2021 | Download do arquivo

O gerenciamento de risco em barragens exige constantemente dos responsáveis pela segurança que sejam decididas quais ações e medidas serão adotadas no empreendimento para a manutenção ou reestabelecimento do nível de segurança. A falta de informações acerca do projeto ou das alterações realizadas durante as fases construtiva e operativa, acaba agregando incertezas e subjetividade a este processo, incorrendo na adoção de medidas nem sempre relevantes para a mitigação dos riscos no empreendimento. O objetivo deste trabalho é avaliar os benefícios da utilização de um modelo de análise de risco no processo de tomada de decisão, sendo escolhido o modelo FMEA/FMECA para aplicação às estruturas de uma barragem de acumulação de água para geração hidrelétrica.

Data: 13/04/2021 | Download do arquivo

No Brasil, a manifestação patológica em estruturas de concreto armado mais frequente é a corrosão das armaduras. A despassivação das armaduras e a iniciação do processo de corrosão muitas vezes sinalizam o fim da vida útil das estruturas, porém recuperar e estender a essa vida útil se torna cada vez mais necessário. A utilização de inibidores de corrosão por impregnação pode ser uma alternativa em diversos casos, desde que utilizados em concretos que permitam sua penetração e seu alcance o nível das armaduras em quantidades suficientes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a penetrabilidade de um inibidor de corrosão, existente no mercado, em concretos com diferentes níveis de permeabilidade. Para tanto, utilizou-se quatro traços de concreto distintos, com permeabilidades diferentes medidas através do ensaio de absorção por lâmina de água conforme NBR 9779 (2012) e mediu-se a penetrabilidade do inibidor após 13, 26, 39 e 52 dias após a sua aplicação na superfície dos corpos de prova moldados. Para avaliação da penetrabilidade, utilizou-se um ensaio colorimétrico (qualitativo) desenvolvido pelo fabricante que indica se o inibidor está presente no concreto da amostra em quantidades suficientes. O ensaio foi realizado em 3 (três) fatias diferentes para cada corpo de prova, nas profundidades entre 1 e 2 cm, 3 e 4 cm e 5 e 6 cm. Os resultados dos ensaios indicaram que o inibidor penetrou em quantidades suficientes nos dois traços de menor porosidade na fatia de profundidade 1 a 2 cm, apenas após 52 dias. Para os dois traços de menor porosidade, não foram obtidos resultados significativos que indicassem sua penetração, assim como nenhum traço apresentou resultados representativos em tempo menor que 52 dias. Nenhuma das amostras apresentaram penetração do produto em quantidades suficientes para seu perfeito desempenho, em profundidades superiores aos 2 cm no tempo avaliado neste estudo.

Data: 30/01/2021 | Download do arquivo

Nos últimos anos ocorreram dois acidentes com barragens de proporções catastróficas, Córrego do Feijão em Brumadinho e Fundão em Mariana, barragens de rejeito, ambas no estado de Minas Gerais. Estes eventos levantaram inúmeros questionamentos e deram enfoque ao monitoramento dessas estruturas. Os instrumentos e toda a metodologia aplicada para esta finalidade passaram a receber um olhar mais crítico. Este movimento proporcionou a entrada e difusão de inúmeras tecnologias. A evolução de equipamentos já consolidados e a entrada de outros que antes tinham aplicação em finalidades diferentes, passaram a integrar esses monitoramentos. Estas tecnologias, recentes ou mais antigas, foram adaptadas ou mescladas e passaram a auxiliar no monitoramento, seja em tempo real ou em períodos intermitentes. Este trabalho visa propor a aplicação de uma padronização dos métodos e da infraestrutura usualmente empregados no monitoramento além dos procedimentos relacionados aos levantamentos topográficos de marcos superficiais de barragens, buscando assim garantir confiabilidade e segurança na obtenção dos dados colhidos em campo, minimizando assim eventuais erros advindos desses levantamentos. A proposta envolve um estudo de caso demonstrando os ganhos dessa padronização na em relação com o praticado atualmente.

Data: 30/01/2021 | Download do arquivo

A gestão eficiente de obras é fundamental para se alcançar números significativos no final da etapa de construção. Desde a concepção do projeto até a entrega das ?chaves?, o gerenciamento dos processos da obra auxilia na detecção de problemas, muitas vezes de forma antecipada, evitando prejuízos financeiros e atrasos. Administrar tempo, recursos e equipe, cumprindo o cronograma, dentro da previsão orçamentária, em obra e fora do canteiro é de fato um trabalho árduo e de máxima importância. O presente trabalho apresenta um roteiro simplificado de gerenciamento e execução de uma residência com ocupação residencial/comercial, em concreto armado e alvenaria de vedação. Foram apresentados etapas importantes para o gerenciamento de obra, desde a compatibilização de projetos até etapas de acabamento. Este trabalho torna-se um guia simplificado de gerenciamento e execução de obra.

Data: 30/01/2021 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como objetivo determinar a distribuição das incidências das Manifestações Patológicas na Instituição Casa dos Pobres São João Batista, pois esta, é uma instituição de interesse público, fundada por Dom Manuel da Silveira D?Elboux, em 1954, localizado na cidade de Curitiba, para atender as pessoas migrantes e carentes do Estado do Paraná. Foram realizadas inspeções visuais e desenvolvidos os projetos arquitetônicos, então inexistentes, para maior qualidade no mapeamento e identificação dos problemas, quantificando-se áreas, comprimentos e elementos afetados. Baseando-se nos dados coletados, determinou-se a distribuição de incidências de cada manifestação patológica, catalogando-as, ou seja, organizando-as conforme a quantificação e repetição de cada problema, sendo estes apresentados no formato de percentual, levando em consideração os diferentes pavimentos, blocos, regiões da edificação, assim como a instituição como um todo. Constatou-se a ocorrência de 06 (seis) tipos principais de manifestações patológicas, distintas na edificação, como o recalque da fundação, fissuração, infiltração, corrosão, desplacamento de revestimentos cerâmicos e de argamassa, anomalia em pinturas, entre outros. Sendo que 12,98% dos 18.988,19m² de área de superfícies averiguadas da instituição estão acometidos de alguma manifestação patológica, das quais destaca-se os problemas de infiltração, que representam 54,95% do total, seguidos de recalques do piso/fundação com 18,46%.

Data: 24/01/2021 | Download do arquivo

OBJETIVOS:Determinar as características atuais da estrutura e microestrutura do concreto da Estação Elevatória de Esgoto de Pinheiros;Determinar as possíveis causas da deterioração do concreto na Estação Elevatória de Esgoto de Pinheiros com base nos resultados dos ensaios.

Data: 24/01/2021 | Download do arquivo

Devido ao grande número de barragens existentes no mundo e os impactos sociais, ambientais e econômicos que o rompimento dessas estruturas pode causar, o tema é também uma questão de gerenciamento de riscos. Neste contexto, é prática comum de alguns países criarem métodos de classificação de risco de suas barragens em forma de leis, regulamentos e políticas internas próprias de acordo com suas necessidades. Adotando o critério de classificação de barragens de acordo com o ICOLD - International Commission on Large Dams, que define grandes barragens como estruturas com altura igual ou superior a 15 metros medida do ponto mais baixo da fundação à crista da barragem ou altura entre 5 e 10 metros e reservatório com capacidade de armazenar mais de três milhões de metros cúbicos, os países membros do comitê com maior número de grandes barragens são China, Estados Unidos, Índia, Japão e Brasil, respectivamente. Os critérios adotados para a classificação de risco nesses países não são exatamente os mesmos, sendo assim, o presente estudo buscou apresentar breve histórico regulatório e comparar a Lei Brasileira de Segurança de Barragens em relação às legislações internacionais quanto à classificação de risco em grandes barragens de acumulação de água. Dados os critérios de classificação de risco adotados por cada país, constataram-se divergências quanto à linearidade desses critérios, essas divergências evidenciam a adoção de critérios próprios para a classificação/avaliação de risco no âmbito da segurança de barragens de acordo com suas necessidades locais.

Data: 24/01/2021 | Download do arquivo

Em resposta à pressão da sociedade pela garantia da segurança das barragens existentes, grandes empreendedores vêm buscando continuamente a melhoria da gestão da segurança de suas barragens, através de novos protocolos de identificação, mitigação e gerenciamento dos riscos. O presente trabalho apresenta um estudo de caso da barragem de terra da margem direita da UHE Salto, onde foi identificado durante a rotina de inspeções sinais de comportamento anômalo do sistema de drenagem no pé da barragem. Em se tratando de uma canaleta de drenagem executada sob uma berma de equilíbrio da barragem, a recuperação do sistema consiste de uma obra de grande porte, exigindo da equipe técnica do empreendedor e das consultorias envolvidas a previsão de um plano de acompanhamento e intensificação do monitoramento até a definição do timing técnico e operacional para execução das ações corretivas necessárias. O desenvolvimento do trabalho seguiu as seguintes etapas: 1) Estudos para diagnóstico e entendimento dos mecanismos de falha e evolução das manifestações das anomalias associadas; 2) Intensificação do monitoramento a partir da criação de uma rotina de inspeções visuais periódicas, instalação de novos instrumentos, monitoramento a partir de televisionamento e medidas de vazão e volume de material carreado; 3) Desenvolvimento do projeto de recuperação e de instrumentação permanente; 4) Elaboração de um plano de contingência e ações emergenciais considerando cenários críticos. As ações definidas foram implementadas gradativamente e desenvolvidas ao longo de aproximadamente dois anos enquanto se planejava a logística das obras. Em geral o quadro se manteve estável até março de 2021, com evolução na deterioração da tubulação de concreto e aumento do volume de material carreado, entretanto não houve sinais de percolação descontrolada (erosão interna). As ações realizadas foram acompanhadas pela equipe de segurança de barragens e gestão de riscos da CTG HeadQuarter na China, e as obras de recuperação foram executadas entre abril e outubro de 2021, na janela hidrológica favorável.

Data: 24/01/2021 | Download do arquivo



2020

O presente trabalho avalia a condição de conservação dos viadutos localizados na malha viária da cidade de Curitiba. Dessa forma, objetiva analisar o estado atual de uma amostra de viadutos que represente o comportamento da população. Para tanto, utiliza o procedimento metodológico de levantamento de campo, englobando a análise da literatura para embasamento, a escolha e vistoria dos viadutos e, por fim, a análise dos resultados obtidos. As vistorias foram realizadas visualmente, utilizando uma ficha padrão para classificar a seriedade dos casos encontrados. Dentre os resultados, evidencia as manifestações patológicas mais encontradas (infiltração e lixiviação e eflorescência), seu grau de seriedade e o registro fotográfico das mesmas. Conclui que a falta de manutenção preditiva acarreta um aparecimento maior de manifestações patológicas, em grande parte causado pela influência de percolação de água. Recomenda-se, em trabalhos futuros, a expansão da amostra e continuidade das análises, bem como um aprofundamento das medidas corretivas que podem ser empregadas.

Data: 24/08/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho tem como objetivo analisar a influência da distância de condomínios horizontais de alto padrão no valor de mercado de casas no entorno destes na cidade de Curitiba. Foi adotado o método comparativo direto de dados de mercado (MCDDM) com a utilização de inferência estatística. A análise foi realizada com uma amostra de dados localizados até 2.000 metros de distância dos condomínios horizontais. A hipótese levantada é de que a presença de condomínios horizontais de alto padrão provoca o aumento do valor de mercado dos imóveis no entorno. Ao final do estudo podemos confirmar a hipótese levantada, o comportamento da variação dos preços dos imóveis foi significativo em uma distância de até 800 metros, após não houve variação considerável dos preços analisados.

Data: 24/08/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho possuiu como objetivo comparar os parâmetros de durabilidade encontrados na caldeira de recuperação A (CR-A) que tem uma área de 1.464,80m² e está em operação há 47 anos e na caldeira B (CR-B) que possui uma área de 770,64m² e está em operação há 38 anos. Ambas as caldeiras estão localizadas em uma fábrica de papel e celulose que está localizada na cidade de Limeira no estado de São Paulo, e por possuírem uma diferença de construção de idade de 9 anos, e estarem localizadas em um ambiente que apresentam grande concentração de agentes químicos agressivos para as estruturas de concreto. Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica, onde foram executados ensaios tecnológicos de teor de sulfatos, teor de cloretos, ensaio de pacometria, profundidade de carbonatação, índice esclerométrico, ultrassonografia e potencial de corrosão. Com posse dos resultados dos ensaios foi possível apresentar em forma de tabelas as diferenças de concentrações e comparar as diferenças entre as caldeiras de recuperação A e B. Quando falamos de sulfatos a caldeira A tem uma concentração 250% maior que a caldeira B, com relação a cloretos a caldeira A possui 10% a mais do que a caldeira B. Os resultados apontam para uma deterioração maior na caldeira A, o que se pode ser explicado pela diferença de 9 anos na construção das estruturas e de que a caldeira A fica mais próxima ao tanque que armazena os sulfatos da indústria.

Data: 24/08/2020 | Download do arquivo

Este trabalho tem como objetivo verificar a interferência do índice de umidade do substrato quanto a sua resistência à aderência a tração da manta asfáltica, quando aplicada a maçarico. Este estudo mostra a relação da aderência da manta asfáltica Tipo III-B 4mm quando aplicada com utilização do maçarico em substratos padrões. Consideramos como variáveis o fator umidade superficial sobre a regularização fixadas em 2%, 5%, 10%, 15% e 20%, sem a utilização de primer e com a utilização de 4 primers diferentes, sendo 02 (dois) primers tipo emulsão (base água) e 02 (dois) primers tipo solução (base solvente), também utilizando as placas sem primer para cada umidade. O método de pesquisa utilizado foi o programa experimental, executado em laboratório específico baseado, pois utilizamos pastilhas prismática e não pastilhas redondas e também dividimos as placas fazendo um tipo de teste em cada metade delas, na norma ABNT 12171 de 01/2021 (esta norma prescreve o método e ensaio em laboratório para quantificar o potencial de aderência da camada impermeabilizante ao substrato padrão), através de 20 (vinte) protótipos do tipo substrato padrão (conforme norma ABNT ? NBR 14081-2 de 2015), que simulam o sistema de impermeabilização (base, regularização, imprimação e manta asfáltica). Nestas placas foram checados os índices de umidades e ao atingir o índice proposto aplicamos, em metade da placa, o primer e na outra metade a manta (sem a utilização do primer), este método foi repetido para cada tipo de primer e para cada índice de umidade. Nas metades que foram aplicados os primers, houve o hiato, um tempo para sua devida cura e após isto realizado a aplicação da manta asfáltica com a utilização de maçarico a gás. Foram coladas 10 (dez) pastilhas em cada placa padrão, 05 (cinco) na metade sem primer e 05 (cinco) na outra metade com primer, conforme a norma ABNT ? NBR 13528 -_2010 totalizando 200 (duzentos) testes de arrancamento. As medições foram executadas através do aparelho Aderímetro da Solotest onde foram feitos os testes para verificar a resistência a aderência a tração nos corpos de provas. E os resultados obtidos, demonstrou que para os primers base água os melhores resultados foram obtidos nas placas com maiores percentual de umidades e para os primers base de solvente os melhores resultado foram obtidos nas placas com menor percentual de umidades, podemos afirmar também que todos os primer tiveram resultados bem satisfatórios quanto a resistência a aderência a tração em todas as faixas de umidades testadas. As placas sem primer tiveram aderência bem menor a base quando comparadas com as bases com primer, mas quando levado em consideração apenas a umidade, a variação foi muito pequena.

Data: 24/08/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho tem a finalidade de avaliar a estrutura de uma edificação após ocorrência de incêndio. Tendo como base de conhecimento as NBR 14432 e NBR 15200 e estudos anteriores que informam sobre os procedimentos e resistências exigidas para a estrutura nesses casos, como também o efeito presente no concreto exposto a altas temperaturas, assim definindo a redução da resistência característica do concreto (fck) nessas circunstâncias. O trabalho propõe através do software Eberick V8, realizar um projeto estrutural de 5 pavimentos para avaliar suas condições de estabilidade, tanto global quanto parcial, em 7 situações de incêndios, em diferentes locais e intensidades, para realizar uma análise mais abrangente. Também foram estudadas duas propostas para aumentar a eficiência da estrutura, durante a ação do fogo, sendo elas: aplicar concreto C50 ou aplicar vigas de 19x80cm e lajes de 20cm. O principal fator estudado foram as flechas das vigas e lajes, classificando cada peça, em boa, má, péssima e com mensagem de erro, a partir desse processo foi definido as condições globais da estrutura, considerando as porcentagens totais dos elementos em cada simulação proposta. Com o término das simulações foi definido que o caso mais prejudicial era da ação do incêndio quando atinge toda a estrutura, com maiores chances de colapso global, revelando que a área de ação do fogo é mais relevante que sua temperatura. As condições das peças, presentes no pavimento ático, acabaram sendo as mais prejudicadas pelo incêndio, revelando que os elementos que suportam as maiores cargas e reações, serão os que receberam mais danos, assim uma distribuição de esforços equilibrada pode resultar numa estrutura mais resistente aos impactos dos incêndios.

Data: 20/08/2020 | Download do arquivo

No Brasil, devido à facilidade de execução e ao baixo custo, são muito utilizados como solução para impermeabilização de fundações, principalmente em vigas baldrames,materiais como as argamassas poliméricas e membrana de emulsão asfáltica, seja na primeira impermeabilização ou em serviços de reparo. O objetivo deste estudo foiavaliar o desempenho e a eficiência destes dois tipos de materiais frente à absorção por capilaridade quando aplicados em estruturas de concreto em contato direto com a água.Para tanto, foram produzidos 21 (vinte e um) corpos-de-prova de concreto, nos quais foram aplicados os materiais impermeabilizantes utilizando diversas configurações, os quais foram monitorados quanto à absorção de água por capilaridade quando em contato com uma lâmina d?água de 5 ± 1 mm de altura. Para tal avaliação, empregou-se dois métodos distintos: o ensaio de determinação da absorção de água por capilaridade: a NBR 9779 modificada, e equipamento medidor de umidade superficial de pinos. Por fim chegou-se que a aplicação combinada de argamassa polimérica e emulsão asfáltica é a solução mais eficiente, podendo reduzir em até 68% a absorção de água por capilaridade e em até 97% a elevação capilar no interior dos corpos-de-prova. O equipamento medidor de umidade não se mostrou eficaz para estimar os valores de absorção de água por capilaridade, devido à sua limitação de capacidade de leitura em profundidade, de até 19 mm, o que pode ter prejudicado seu desempenho.

Data: 20/08/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como objetivo o estudo comparativo da resistência à frente de carbonatação do concreto, dosado com rochas do tipo calcárias dolomíticas, em comparação a rochas basálticas e diabásio. O uso de rocha calcária dolomítica nos concretos traz benefícios para Curitiba e imediações, nos aspectos tecnológicos, econômicos, sociais e ambientais, devido à proximidade das jazidas. Prevê-se que, com mais estudos e pesquisas relacionados a esse tipo de rocha, aumenta-se a credibilidade e popularização de seu uso no concreto em estruturas da construção civil. De modo a cumprir o objetivo principal deste trabalho, executou-se um programa experimental com 18 corpos de prova destinados à análise comparativa da frente de carbonatação, utilizando-se câmara de carbonatação acelerada por período de 60 dias com grau concentração interna de CO2 de 5 +/- 0,5%, umidade relativa de 65 +/- 1% e temperatura 23 +/- 1ºC, isto após pré-condicionamento para estabilização da umidade interna dos CPs; e, a título de corroboração aos resultados, executou-se outros 18 corpos de prova destinados à análise comparativa da resistência à compressão. Para a composição dos CPs foram utilizados agregados graúdos oriundos de rochas da região de Curitiba, adquiridos em lojas comerciais, sem diferenciação dos materiais usualmente adquiridos para o uso geral na construção civil. Os resultados indicam que os concretos executados com agregado graúdo de rocha calcária dolomítica apresentaram resistências similares aos concretos executados com agregados de rochas basáltica e diabásio, tanto no que tange à frente de carbonatação quanto à resistência à compressão

Data: 30/01/2020 | Download do arquivo

A indústria da Construção Civil possui grande importância para o crescimento e desenvolvimento do país, exercendo influência considerável no cenário econômico do Brasil, entretanto tem-se um grande número de edificações prontas ou até mesmo sendo construídas que apresentam manifestações patológicas, as quais podem ocorrer nas diversas etapas de produção e uso das edificações. As origens mais comuns em uma edificação para o aparecimento de manifestações patológicas são as etapas de projeto e execução, porém sempre é imprescindível um estudo indicando as causas, assim como eventuais soluções para essas anomalias, de modo a evitar o reaparecimento dessas e de novas irregularidades. Os problemas provenientes de manifestações patológicas vão desde pequenos inconvenientes para os clientes, até casos extremos, em que a segurança fica comprometida, podendo levar à perda de vidas com colapso de estruturas. O presente trabalho apresenta como objetivo principal o estudo na identificação das principais manifestações patológicas presentes e mais frequentes nas 35 unidades vistoriadas no Conjunto Habitacional Jardim Oriental situado no município de Maringá PR e relacionar com as possíveis causas de sua ocorrência a partir dos dados coletados. Para a identificação das manifestações foi aplicado um questionário com os proprietários e realizada uma vistoria visual nas edificações. Ao final do trabalho foi possível observar que o sistema que mais apresentou manifestações patológicas foi o de cobertura, atingindo 97,14% das edificações, devido à sobrecarga das telhas de concreto relacionado com o projeto deficiente da cobertura. Outros sistemas como, esquadrias, revestimento argamassado e aquecimento solar, também tiveram manifestações bastante recorrentes nas edificações devido a vários fatores.

Data: 30/01/2020 | Download do arquivo

Apesar de ser largamente utilizada e desenvolvido em países como Estados Unidos, a protensão ainda está em fase inicial no Brasil, sendo pouco utilizada nas construções. O número de projetistas com conhecimento para desenvolver este tipo de projeto ainda é muito pequeno, além disto são poucas as publicações nacionais sobre o assunto. Em relação a pavimentos com lajes lisas maciças em concreto protendido com cordoalhas engraxadas, ainda é mais escasso o material.Neste trabalho apresenta-se o assunto de pavimentos executados com lajes lisas protendidas com cordoalhas engraxadas, dando ênfase ao dimensionamento de armaduras passivas mínimas. São verificados os critérios adotados pelas normas brasileiras, especificamente a NBR 6118, e a norma americana ACI 318. É feito uma revisão sobre o assunto, buscando identificar as diferenças entre as considerações de cada norma. São tratadas as situações de armadura passiva para os casos de protensão limitada e completa, verificando até que ponto a armadura mínima recomendada pode ser utilizada como armadura resistente a esforços de tração que ocorrem no elemento. Desta forma pretende-se fornecer subsídios aos projetistas, no que se refere ao dimensionamento de armadura passivas mínimas em lajes lisas protendidas, e contribuir com a disseminação do sistema no país.

Data: 25/01/2020 | Download do arquivo

O dimensionamento de estruturas em concreto protendido requer a devida atenção a pontos críticos onde podem ocorrer picos de tensões distribuídas de forma não homogênea. A região de transferência de esforços em elementos protendidos pré-tracionados é um caso particular a ser analisado devido à alta variabilidade das tensões de ligação e a incerteza quanto aos fatores que regem o seu comportamento estrutural. Neste artigo são apresentados os mecanismos de transferência de esforços entre as cordoalhas protendidas e o concreto, suas relevâncias e seus efeitos. São introduzidas as disposições normativas vigentes a respeito do tema, bem como a literatura tradicional e os estudos mais recentes no âmbito do comportamento das regiões de extremidade em elementos pré-tracionados. Equações propostas em normas brasileira, americana e europeias são comparadas com os resultados obtidos em estudos, apresentando-se uma ampla descrição dos fatores que influenciam o comprimento de transferência, de forma a explicitar suas limitações e conformidades. Verificou-se que, salvo em algumas condições específicas de reduzidos cobrimentos e espaçamentos, os valores normativos são adequados. Por fim, são apresentadas as principais formas de falhas que ocorrem devido à introdução das forças de protensão e são propostos dois métodos para o dimensionamento de reforços de extremidade em elementos pré-tracionados, de acordo com a literatura abordada.

Data: 25/01/2020 | Download do arquivo

O concreto protendido não é uma tecnologia construtiva nova e vem sendo utilizado no Brasil em vários elementos, principalmente em lajes lisas protendidas. Aliando-se as lajes lisas com a protensão não-aderente, tem-se um sistema muito eficiente e com possibilidade de utilização de grandes vãos, apresentando bons resultados de desempenho. O desafio dos projetistas estruturais é escolher o melhor sistema estrutural para cada projeto quanto ao custo, facilidade de execução e desempenho estrutural, mas mesmo após essa definição, ainda há várias outras a serem feitas. No projeto de lajes lisas protendidas não é diferente, é preciso definir o melhor traçado das cordoalhas engraxadas, para melhor desempenho da laje em serviço. Sendo assim, o presente artigo visa analisar projetos de lajes lisas e verificar a influência da distribuição das cordoalhas engraxadas em lajes lisas protendidas. Neste trabalho foram analisados apenas opções de arranjo dos cabos concentrados em uma direção e distribuídos na outra. Foram analisados quatro projetos, sempre com duas variações, diferenciados entre si somente pelo arranjo dos cabos, totalizando oito modelos. Por fim, os oito projetos que foram analisados no software TQS, foram comparados quanto aos deslocamentos totais, quantitativos e custos. Percebeu-se que ao manter os deslocamentos bem próximos entre os projetos de mesma dimensão, os quantitativos de armadura ativa foram menores nos primeiros modelos, enquanto que de armadura passiva foram variáveis em cada estudo. Ao comparar os custos finais de armaduras ativas e passivas, verificou-se que houve uma diferença muito baixa entre os modelos, variações irrelevantes do ponto de vista da engenharia. Esse resultado era esperado, visto que foi realizada a homogeneização dos esforços para os dimensionamentos, e mostra que para cada projeto deve existir uma maneira ideal de distribuir os cabos, considerando outras características.

Data: 25/01/2020 | Download do arquivo

No presente trabalho é avaliada a influência da pré-compressão no projeto de lajes planas protendidas. A NBR 6118:2014 exige que seja considerada uma pré-compressão mínima de 1 MPa e armaduras passivas mínimas (positivas e negativas) em lajes planas protendidas. Algumas normas internacionais não prescrevem esta pré-compressão mínima, ou quando exigem, como no caso do ACI 318, permitem que a armadura passiva seja suprimida em alguns trechos. A abordagem mais atual sobre o assunto considera que a pré-compressão mínima não é garantia de um bom comportamento em serviço, e sim o conjunto formado pelas armaduras ativas e passivas, em quantidades e distribuições adequadas (AALAMI, 2014). Sendo assim, para avaliar a importância da pré-compressão mínima, foram analisados dois projetos de lajes planas maciças, por meio dos programas TQS e ADAPT. Nos dois projetos foi variado o nível de protensão, adotando-se, em alguns casos, pré-compressão inferior ao valor mínimo exigido pela NBR 6118:2014. Com estes níveis de protensão reduzidos, obtiveram-se projetos mais econômicos e com bom comportamento em serviço. Em muitas situações foi possível atender ao ELS-F para combinação frequente com valores de pré-compressão inferiores ao mínimo de norma. Com os resultados apresentados pode-se concluir que é possível desenvolver projetos mais econômicos, com adequado nível de segurança e bom comportamento em serviço, com pré-compressão inferior a 1,0 MPa, viabilizando assim o sistema protendido para vãos menores. Acredita-se ser mais coerente não existir a prescrição de pré-compressão mínima na norma, pois a NBR 6118:2014 já estabelece armaduras passivas mínimas para momentos positivos e negativos.

Data: 25/01/2020 | Download do arquivo

Este trabalho verificou a inteferência na resistência da aderência da argamassa colante ACll entre a cerâmica e substrato(base) em função do tempo em aberto, sendo utilizado a Placa de Teste de substrato (250X500X20mm) padrão ABCP(Associação Brasileira de Cimento Portland), utilizando os parametros de aplicação do revestimento cerâmico conforme, além do tempo em aberto, utilizando cura normal nos intervalos de 15min(Amostra 1); 25mim(Amostra 2); 35min(Amostra 3); e 40min(Amostra 4) . Extraido os corpos de prova após 28 dias e apresentado o resultado da resistência de aderência entre a argamassa e a cerâmica. Apresenta uma revisão bibliográfica sobre os componentes e os materiais que integram o Sistema de Revestimento Cerâmico de Fachada(RCF), e as principais manifestações patológicas como Desplacamento, Eflorescência, Fissuras, Gretamento. Para ralização do experimento utilizou-se quatro placas de Substrato padrão, colocadas juntapostas, e aplicado argamassa colante ACII no sentido longitudinal, e assentados dez placas de cerâmica (50x50mm) com dupla colagem, em cada placa de Substrato, aguardando em cura normal exposta ao meio ambiente por 28 dias, efetuou- se o ensaio de arrancamento dos corpos de prova e os relatórios e resultados coletados para determinar a resistência de aderência a tração da argamassa colante ACII em função de periodos de tempo em aberto da argamassa Colante ACII, apresentando a análise e considerações.

Data: 25/01/2020 | Download do arquivo

As normas técnicas apresentam como função padronizar medidas, processos executivos e processos de controle de qualidade. Sendo o seu uso no âmbito da engenharia cada vez mais necessário, tanto para padronizar processos de execução em projetos e obras, quanto para garantir segurança e confiabilidade a produtos. Desde o final do século XIX, quando se deu o primeiro registro intencional de utilização da protensão no concreto, estruturas em concreto protendido têm sido implementadas na construção civil em uma grande quantidade de obras, sendo amplamente utilizadas, destacando-se principalmente em pontes e viadutos. No entanto uma falha em uma ponte póstensionada no Reino Unido no ano de 1985, provocou uma revisão completa nos padrões e normas relativos a estruturas pós-tensionadas. Deste modo o trabalho proposto tem como objetivo estudar a temática da calda de cimento para injeção em pontes de estruturas de concreto protendido através de um estudo comparativo entre normatizações nacionais e internacionais, relativas ao seu controle de qualidade.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Considerando a importância da pavimentação rodoviária no desenvolvimento das cidades, e a busca por pavimentos que assegurem cada vez mais conforto e segurança, o presente Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), tem como objetivo analisar sob o ponto de vista técnico e econômico três tipos diferentes de pavimentos: flexível, rígido e intertravado, com aplicação de métodos consagrados de dimensionamentos estruturais e comparação de custos com aplicação da Tabela do DER/PR visando com isto escolher a solução que apresente a melhor relação custo/benefício numa estrada rural denominada Estrada da Lagoa localizada no município de Araucária, PR, com extensão de 2.960,60 m. Para que isso fosse possível foram realizados estudos geotécnicos e de tráfego contratados pela Prefeitura Municipal de Araucária que gentilmente os forneceu. Dessa forma, dispondo da pertinente compilação dos dados, realizou-se o dimensionamento de cada tipo pavimento proposto, bem como os respectivos orçamentos levando-se em conta somente o pavimento deixando-se de lado outros serviços tais como: terraplenagem, drenagem e outros trabalhos inerentes.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Diversas medidas têm sido adotadas em diferentes cidades pelo mundo com vistas a reduzir a utilização do automóvel particular em regiões centrais ou de grande concentração de pedestres ou mesmo de restringir sua velocidade de modo a melhorar a circulação e qualidade de vida da população em geral, tornando mais brandos os eventuais acidentes. Em 2015, a Prefeitura Municipal de Curitiba delimitou uma área na região central na qual restringiu a velocidade à 40 km/h monitorada por medidores eletrônicos de velocidade. A medida incluiu o uso de sinalização horizontal e vertical indicativa e educativa, lembrando que o condutor se encontra dentro da chamada ?Área Calma? em alusão à redução de velocidade, instituída pelo Decreto municipal nº 871/2015. Essas medidas encontram embasamento nas experiências do que se convencionou chamar no meio acadêmico de Traffic Calming. O objetivo do presente trabalho é levantar as informações mais pertinentes em relação ao assunto e fazer um estudo pontual do caso de Curitiba, levantando informações de acidentes antes e após a implantação de tais medidas e identificar a percepção da população diretamente atingida, seja de motoristas ou pedestres.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Com base na construção civil contemporânea, em função das características de mercado em constante evolução, gradativamente, tem-se procurado um melhor desempenho dos materiais e sistemas construtivos, o sistema de protensão para lajes viabiliza que projetistas trabalhem de maneira mais arrojada e com maior liberdade arquitetônica, vãos maiores, atendendo a necessidade do mercado atual. Com o intuito de estudar as características e a otimização do dimensionamento de lajes protendidas, o presente trabalho apresenta o dimensionamento das armaduras mínimas de uma laje protendida de uso residencial comparando o consumo de material no uso de pós tração aderente e não aderente com concreto do grupo I de resistência a compressão C30 e C50 de acordo com a NBR 6118, apresentando também uma breve análise deste parâmetro na norma norte americana ACI 318:2019, onde o uso da protensão em lajes é difundido em proporções muito maiores às do mercado Brasileiro. Através da utilização do software ADAPT Floor-Pro, utilizando um modelo de laje fictício com a carga de uso residencial da NBR 6120:2003 com vãos modulados característicos de projetos residenciais de 7,5m por 8,0m, foram adicionadas as armaduras ativas para atender as principais premissas da NBR 6118:2014, extraindo os esforços solicitantes e as tensões em serviço para a análise da armadura positiva. Totalmente contrário ao ACI, a NBR apresentou um acréscimo na taxa de armadura passiva positiva necessária com o aumento da resistência característica a compressão do concreto.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Com a evolução das arquiteturas, cada vez mais arrojadas no que se refere o comprimento dos vãos livres e a esbeltez dos elementos, a protensão se tornou uma alternativa ao concreto armado e ganha cada vez mais espaço no mercado. Entretanto um dos fatores negativos deste sistema é a utilização obrigatória de uma armadura passiva positiva mínima perante os critérios da NBR 6118/2014. O presente artigo refere-se ao estudo da armadura mínima de uma laje lisa em concreto protendido com cargas do tipo residencial, utilizando os sistemas de protensão aderente e não aderente com concreto de alto desempenho. Em princípio serão identificadas as vantagens e/ou desvantagens de cada um dos métodos em questão e posteriormente analisados os consumos de materiais resultantes da armadura passiva mínima. Por fim será realizada uma comparação dos resultados obtidos utilizando os critérios estabelecidos pela NBR 6118:2014 e também pelo ACI 318-19, a fim de estabelecer uma possível diferença econômica do uso entre as duas.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Com o atual aumento na tecnologia e do controle tecnológico aplicado em elementos pré-fabricados de concreto, em virtude das exigências muitas vezes da arquitetura ou grandes vãos a serem vencidos, vem sendo utilizada em grande quantidade elementos protendidos, onde as perdas de protensão inerentes do processo são um ponto crítico no dimensionamento dos mesmos. O presente trabalho descreve, portanto, os procedimentos para os cálculos das perdas de protensão em pista de elementos pré-fabricados, juntamente com recomendações e critérios adotados para cálculo das mesmas, sendo adotados conforme necessidades do problema, criando um roteiro lógico para esse procedimento. Para isso, mostra-se sucintamente a teoria aplicada para o desenvolvimento dos cálculos, conforme revisão bibliográfica exposta. Com isso, cria-se um roteiro para resolver um exemplo numérico, o qual parte de uma seção pré-estabelecida, sem qualquer pré-dimensionamento ou lógica para escolha da mesma, sendo o resultado apenas um final pertinente ao processo. Finalmente, são fornecidas as conclusões e comentários para melhorias.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Costumeiramente barracões industriais possuem coberturas com telhas metálicas, porém, alguns inconvenientes podem ser verificados com o passar do tempo. Com o surgimento de infiltrações nos pontos de fixação, sobreposição de telhas e nos cortes de rufos e calhas, assim como a degradação da camada protetora (Alumínio, Zinco e Silício), aplicada na chapa metálica da telha no processo industrial, surgem os indesejados pontos de corrosão. Este estudo propôs, comparar a eficiência de diferentes tipos de polímeros com base elastomérica (borracha líquida, borracha termoplástica e manta líquida), aplicados em diversas camadas sobre chapas metálicas, na proteção contra a corrosão aparente. Para tanto foi realizado um programa experimental com chapa de 20 cm x 20 cm com furos simétricos simulando cortes. Os produtos foram aplicados as chapas em diferentes quantidades de camadas e as mesmas foram expostas a câmara de névoa salina, com a finalidade de acelerar o processo de corrosão na chapa. Como resultado obtve pontos de corrosão em todas as chapas, independentemente à aplicação do polímero e da quantidade de camadas para este ambiente salino. Os produtos utilizados borracha líquida, borracha termoplástica e manta líquida, não apresentaram uma perfeita eficiência no que se refere à proteção a corrosão.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

O número de casos de colapso de marquises vem crescendo cada vez mais, principalmente os casos com vítimas fatais que ocorrem em grandes centros urbanos de muitas cidades. Tendo como exemplo mais recente dois casos com vítimas fatais em São Paulo, em apenas dez dias, fatos que podem ser minimizados com a realização de inspeções periódicas e manutenções preventivas nestes elementos. Logo, este trabalho possuiu como objetivo comparar os resultados da aplicação da metodologia original de determinação do grau de deterioração de estruturas (GDE/UnB) com os resultados desta metodologia ajustada segundo o Fluxograma de Inspeções em marquises de concreto. Para tanto, foi executado um estudo de caso com a realização da inspeção em duas etapas, etapa preliminar e etapa detalhada de inspeção, assim como aplicou-se também a metodologia de inspeção GDE/UnB original, o que permitiu analisar os resultados de ambos os métodos aplicados para o mesmo elemento. A aplicação dos métodos de inspeção realizou-se em uma marquise de concreto armado de uma edificação localizada no município de Piçarras, cidade litorânea de Santa Catariana. E por fim, chegou-se quepara o método ajustado a classificação da estrutura é estado CRÍTICO, já para aplicação do método original, chegou-se na classificação de estado SOFRÍVEL

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

O avanço crescente da construção civil vem exigindo dos projetistas estruturais alternativas cada vez mais desafiadoras como forma de vencer a sustentação das edificações projetadas. A introdução assertiva da protensão no dimensionamento de estruturas de concreto torna capaz a resolução de grandes empecilhos arquitetônicos. Dentro desse nicho, a utilização de lajes de transição, especialmente para embasamento de edifícios em alvenaria estrutural, possibilita um robusto enrijecimento capaz de suprir as necessidades de tensão e deslocamento na estrutura. Como forma de externar o conhecimento sobre o comportamento desse tipo de laje, o presente trabalho apresentará o dimensionamento analítico de um caso real de laje de transição, sobre a qual 13 pavimentos tipo de alvenaria estrutural estarão apoiados. Para fins comparativos, a estrutura será simulada, globalmente, em concreto armado convencional, com auxílio do software Eberick, da AltoQI, e em concreto protendido, nas modalidades aderente e não aderente, com auxílio do software Adapt Builder Edge. Ao final das etapas de dimensionamento e análise, é constatado um modelo conclusivo para o objetivo proposto, no qual são apresentados os desempenhos dos modelos analisados, balanceando-os quanto aos aspectos de tensão e deformação resultantes à estrutura.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

As estruturas de concreto são uma realidade comum no cenário atual da construção civil no Brasil. No que tange à construção de edifícios, há uma predominância pela utilização de concreto moldado in loco, porém para esse tipo de obra é necessário um grande volume de fôrmas e escoramentos, além de mobilizar uma grande mão de obra. Com a utilização de elementos pré-fabricados, mais especificamente vigotas pré-fabricadas, reduz-se a utilização de escoramentos e elimina-se a utilização de formas no fundo da laje, sendo que as peças chegam na obra já concretada, possuem uma certa resistência portanto, necessitando somente ser encaixados nos vãos, colocados os enchimentos e concretado a segunda parte. Apesar de já existirem vigotas protendidas que apresentam diversas vantagens sobre as vigotas convencionais e treliçadas, salienta-se a possibilidade de utilização de vigotas treliçadas com pré-tração aderente, devido ser mais simples de ser fabricados quando comparados com as vigotas protendidas, pois dispensa o uso de extrusora e ainda permite o acréscimo de armadura passiva no seu processo de fabricação e montagem, razão pela qual se elaborou esse estudo, objetivando analisar a viabilidade técnica da utilização de vigotas treliçadas pré-tracionadas principalmente em edificações de pequeno e médio porte.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Em frente ao impacto causado pela crise da economia brasileira na indústria daconstrução civil, faz-se necessária para as empresas do setor, a busca pormudanças nos modelos de gestão, com a aplicação efetiva de planejamento econtrole de obras a fim de possibilitar a otimização e racionalização de recursos,redução e controle de custos, controle de qualidade, escopo e prazo, identificaçãopreliminar de riscos, e aproveitamento de oportunidades de ganhos durante operíodo de execução de obras.Deve-se também ser compreendida, e atribuída a devida importância, para a corretaexecução da obra com controle técnico e de qualidade, tendo o objetivo de evitarconsequências como falhas e patologias, possíveis de acontecer durante o períodode obra e pós-obra.Neste contexto, este trabalho aborda as etapas de gerenciamento e execução deobras, com o estudo e aplicação prática de um projeto, cujo escopo contempla umaunidade comercial, uma unidade residencial e duas edículas. Destacando algumasetapas importantes como o orçamento, planejamento da obra e gestão, e fases daexecução como a impermeabilização e plano de concretagem, entre outras.A obra do projeto, objeto deste trabalho, foi orçada em R$1.062.862,16, com prazoprevisto de execução de nove meses.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

O processo de uma construção de obra possui diversas etapas, iniciadomuito antes das atividades do canteiro de obras, onde requer um conjunto de ações e planejamento específico para atingir os resultados esperados do projetoconcebido. Ao mesmo tempo, as informações de todas as fases deverão estarinterligados num sistema único.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho foi elaborado com o intuito de descrever as etapas do processo construtivo de uma obra residencial e comércio vicinal. Os projetos foram fornecidos pelo cliente, assim como relatório de sondagem, terraplanagem e análise do solo. De modo a facilitar o entendimento dos processos envolvidos, este trabalho foi dividido nas seguintes etapas: legalização do empreendimento, financiamento imobiliário, análise de viabilidade do comércio vicinal, processos construtivos e ferramentas de gestão. Trata-se de um verdadeiro passeio por temas extremamente relevantes para a construção civil. Pode-se concluir através do estudo que o sucesso de um empreendimento está diretamente relacionado ao cumprimento de todas as etapas de planejamento, controle e segurança do trabalho.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

Em frente ao impacto causado pela crise da economia brasileira na indústria da construção civil, faz-se necessária para as empresas do setor, a busca por mudanças nos modelos de gestão, com a aplicação efetiva de planejamento e controle de obras a fim de possibilitar a otimização e racionalização de recursos, redução e controle de custos, controle de qualidade, escopo e prazo, identificação preliminar de riscos, e aproveitamento de oportunidades de ganhos durante o período de execução de obras.Deve-se também ser compreendida, e atribuída a devida importância, para a correta execução da obra com controle técnico e de qualidade, tendo o objetivo de evitar consequências como falhas e patologias, possíveis de acontecer durante o períodode obra e pós-obra.Neste contexto, este trabalho aborda as etapas de gerenciamento e execução de obras, com o estudo e aplicação prática de um projeto, cujo escopo contempla uma unidade comercial, uma unidade residencial e duas edículas. Destacando algumas etapas importantes como o orçamento, planejamento da obra e gestão, e fases da execução como a impermeabilização e plano de concretagem, entre outras.A obra do projeto, objeto deste trabalho, foi orçada em R$1.062.862,16, com prazo previsto de execução de nove meses.

Data: 24/01/2020 |

O planejamento, controle e execução de obra se caracteriza por conjuntos de estratégias e ferramentas que influencia no controle financeiro, na qualidade e na eficiência. O presente trabalho tem como objetivo estudar, identificar, aplicar ferramentas e exemplificar as etapas e processos na construção da residência e do comércio adjacente. Com base no objetivo de planejar uma obra organizada e com uma perspectiva de tornar a obra o mais eficiente e verde possíveis com processos simples e de baixo custo, foi realizado o estudo encima do projeto da residência e do comércio com base na experiencia de obras anteriores, juntamente com o que foi estudado na pós-graduação.Ao longo desse trabalho, são descritos as possíveis opções de financiamento disponíveis no mercado para a construção da residência e do comercio, os documentos necessários para regularizar a obra perante a prefeitura, os materiais que deverão ser empregados na obra, a mão de obra, método construtivo, cronograma, orçamento, etapas construtivas, estudo e criação de um projeto de acessibilidade que adapta a residência para um cadeirante, processos a serem empregados e pensamentos que tornem a obra mais eficiente e amigável ao meio ambiente.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

A utilização de estruturas pré-fabricadas com elementos protendidos cada vez mais apresenta melhores soluções, no que diz respeito a redução de prazo de execução e custos das obras de edifícios comerciais e residenciais (ALBUQUERQUE, A.T-1999). A construção civil contemporânea devido à alta concorrência exige dos empreendedores soluções mais rápidas e com menos custos para a construção de edifícios. Menos desperdício de materiais, otimização do canteiro de obras, redução de horas trabalhadas e consequentemente acidentes de trabalho, e outros aspectos construtivos são fundamentais para um melhor retorno financeiro do empreendimento. O presente artigo científico tem por objetivo avaliar e comparar a construção de um edifício comercial de garagens (Edifício VITA - caso real já executado), com quatro pavimentos em Araranguá/SC, executado com estrutura e vedações convencionais (in loco), sendo que o sistema estrutural é em com lajes nervuradas planas e vigas somente nas bordas; paredes de vedações em alvenarias (tijolos cerâmicos com revestimento em argamassa de cimento) e o acabamento dos lajes em concreto polido (tipo industrial), em relação a uma construção industrializada, em concreto armado (pilares) e protendidos (lajes alveolares, vigas), modelado e dimensionado com as mesmas dimensões e características arquitetônicas da obra já concluída. Os resultados finais para cada tipo de sistema estrutural, serão desenvolvidos pelo autor deste artigo, sendo que para a obra com sistema estrutural in loco, já é existente, e para o sistema em pré-fabricados, será desenvolvido um projeto específico. Os custos das duas obras serão feitos de acordo valores de mercado atual, sendo que será consultado também em empresas da região, para se fazer essa avaliação. No final do artigo será apresentado os comparativos e particularidades dos dois sistemas estruturais para esse edifício, no que diz respeito ao prazo de execução, e o custo final de cada tipo, com destaque para os itens :consumo de materiais, e mão de obra.

Data: 24/01/2020 | Download do arquivo

As estruturas cimentícias das edificações estão sujeitas a várias manifestações patológicas, sendo a eflorescência uma das mais encontradas. Esta formação causa prejuízos estéticos, econômicos e ambientais às construções. Desta forma, é de elevada importância realizar estudos para minimizar ou eliminar a formação deste fenômeno. Este trabalho objetivou analisar a interferência do tipo de cimento utilizado em argamassas de emboço no surgimento de eflorescências. Para tanto, foi desenvolvido um programa experimental com a execução de pastilhas de argamassas com os cimentos CP II F 32, CP III 40 RS e CP IV 32, as quais foram expostas ao ensaio acelerado de eflorescência e à comparação quantitativa desta formação através de programa de pontos de pixel. Para análise qualitativa dos cristais formados no material de eflorescência foram realizados ensaios de difração de raio X e microscopia eletrônica por varredura. Ao final dos testes, com o ensaio de DRX foi observada a presença de carbonato de cálcio no material esbranquiçado de eflorescência formado nas pastilhas, porém nas compostas pelos cimentos CP III 40 RS e CP IV 32 apresentaram menor área desta formação. No ensaio de microscopia eletrônica observou-se os cristais resultantes do processo de hidratação do cimento (Hidróxido de Cálcio, Silicato de Cálcio Hidratado) e a presença do Carbonato de Cálcio no material de eflorescência (sendo este visível somente na pastilha composta com o cimento CP II F 32).

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

As estruturas de concreto são uma realidade comum no cenário atual da construção no Brasil. No entanto, mesmo com todos os estudos já desenvolvidos sobre as vantagens do concreto protendido, esse método construtivo ainda sofre uma barreira cultural por parte de construtores e engenheiros, razão pela qual, elaborou-se este artigo, objetivando a comparação entre dois modelos estruturais, em concreto protendido, sem vigas (CP-I e CP-II). O Modelo CP-I é estruturado por lajes maciças protendidas e pilares, com feixes concentrados de cordoalha no sentido vertical da planta e protensão distribuída no plano horizontal. Uma adaptação do CP-I deu origem ao Modelo CP-II, constituído por vigas-faixas protendidas com a mesma espessura das lajes nervuradas passivas. A segunda composição estrutural mescla a economia da supressão de vigas aparentes, com a redução de peso propiciado pelas lajes nervuradas e a maior eficiência do aço CP 190 nas faixas mais críticas. Efetuou-se a comparação entre os dois modelos, em relação à análise técnica e econômica, a fim de avaliar a viabilidade da utilização de lajes protendidas para um edifício de 14 pavimentos. Os parâmetros construtivos foram verificados conforme as exigências da NBR 6118:2014, visando manter certa equivalência técnica entre os modelos. Por fim foram elaborados orçamentos analíticos para cada modelo e comparados a fim de apreciar o mais viável técnica e economicamente. Constatou-se a configuração estrutural CP-II, como melhor opção técnica e econômica para o caso analisado.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

A partir da década de 70 observa-se uma crescente preocupação com a durabilidade de estruturas de concreto. Diversos materiais vêm sendo estudados com o objetivo de desacelerar o processo de corrosão das armaduras, principalmente por meio da restrição da penetração de agentes agressivos, água e/ou oxigênio. Dentre os mais utilizados estão os hidrofugantes de superfície, pinturas poliuretânicas e cristalizantes minerais. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência da aplicação detratamentos de superfície para concreto contra a entrada de íons cloretos e ao dióxido de carbono. Três tratamentos diferentes foram selecionados: um hidrofugante, um cristalizante e uma tinta poliuretânica, aplicados sobre amostras de concreto de dois traços diferentes. As amostras foram submetidas aos ensaios de migração de cloretos, carbonatação acelerada e molhabilidade. De modo geral, os resultados obtidos confirmam a hipótese de que a aplicação dos produtos é eficiente contra a entrada de agentes agressivos. Dentre os produtos estudados, o poliuretano foi o que apresentou maior capacidade protetora, tanto para íons cloretos quanto para dióxido de carbono. O aumento no consumo de cimento também proporcionou reduções significativas na penetrabilidade dos agentes, confirmando a importância do estudo de traço para proteção e recuperação de estruturas de concreto.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

O presente trabalho tem como objetivo avaliar a interferência da inclinação e da aplicação de ponte de aderência em juntas de concretagem na resistência à tração na flexão utilizando telas de aço. Para tal, foram realizados ensaios de tração na flexão em corpos de prova prismáticos com juntas inclinadas a 45º e a 90º com e sem a aplicação de ponte de aderência. Para garantir a inclinação e o posicionamento das juntas no meio dos corpos de prova durante a primeira etapa de concretagem, foi utilizada tela padrão viveiro, fixada às formas com arames. Após a realização dos ensaios, foi feito um tratamento estatístico nos resultados obtidos, concluindo-se que mediante emprego de ponte de aderência em junta inclinada obtêm-se valores estatisticamente similares aos observados para os corpos de prova de referência, que não apresentam juntas de concretagem. A execução de junta de concretagem inclinada sem o emprego de ponte de aderência ainda assim produziu resultados superiores ao observado em juntas de construção verticais, tanto com e sem o emprego de ponte de aderência, estando estes últimos estatisticamente empatados.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

Este trabalho estuda e compara cinco dos principais métodos de definição de prioridades encontrados na literatura, de diferentes áreas do conhecimento e desimples aplicação, através da utilização dos mesmos em edificações com histórico de manifestações patológicas. Entende-se que a definição de prioridades em obras de intervenção é uma atividade crítica e de difícil decisão. Para tanto foram selecionadas três edificações na cidade de Joinville, SC. Estas edificações foram vistoriadas, tiveram suas manifestações patológicas catalogadas, para então realizar a aplicação das ferramentas de definição de prioridade. Foram utilizados os seguintes métodos: Comparação por Pares, Grelha de Análise, Método de Hanlon, Matriz GUT e FMEA. Esta análise indicou que os métodos adotados na saúde como o Método de Hanlon e Grelha de Análise apresentam alta variabilidade dos resultados para aplicação na engenharia civil, não fornecendo respostas confiáveis. Os métodos de Comparação por Pares, GUT e FMEA apresentaram resultados mais concisos, podendo ser aplicados em manifestações patológicas da construção civil. Ainda assim, todos os métodos são sujeitos à experiência e ao conhecimento do aplicador, podendo variar de profissional para profissional.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

A indústria da Construção Civil possui grande importância para o crescimento e desenvolvimento do país, exercendo influência considerável no cenário econômico do Brasil, entretanto tem-se um grande número de edificações prontas ou até mesmo sendo construídas que apresentam manifestações patológicas, as quais podem ocorrer nas diversas etapas de produção e uso das edificações. As origens mais comuns em uma edificação para o aparecimento de manifestações patológicas são as etapas de projeto e execução, porém sempre é imprescindível um estudo indicando as causas, assim como eventuais soluções para essas anomalias, de modo a evitar o reaparecimento dessas e de novas irregularidades. Os problemas provenientes de manifestações patológicas vão desde pequenos inconvenientes para os clientes, até casos extremos, em que a segurança fica comprometida, podendo levar à perda de vidas com colapso de estruturas. O presente trabalho apresenta como objetivo principal o estudo na identificação das principais manifestações patológicas presentes e mais frequentes nas 35 unidades vistoriadas no Conjunto Habitacional Jardim Oriental situado no município de Maringá PR e relacionar com as possíveis causas de sua ocorrência a partir dos dados coletados. Para a identificação das manifestações foi aplicado um questionário com os proprietários e realizada uma vistoria visual nas edificações. Ao final do trabalho foi possível observar que o sistema que mais apresentou manifestações patológicas foi o de cobertura, atingindo 97,14% das edificações, devido à sobrecarga das telhas de concreto relacionado com o projeto deficiente da cobertura. Outros sistemas como, esquadrias, revestimento argamassado e aquecimento solar, também tiveram manifestações bastante recorrentes nas edificações devido a vários fatores.

Data: 20/01/2020 |

O avanço crescente da construção civil vem exigindo dos projetistas estruturais alternativas cada vez mais desafiadoras como forma de vencer a sustentação das edificações projetadas. A introdução assertiva da protensão no dimensionamento de estruturas de concreto torna capaz a resolução de grandes empecilhos arquitetônicos. Dentro desse nicho, a utilização de lajes de transição, especialmente para embasamento de edifícios em alvenaria estrutural, possibilita um robusto enrijecimento capaz de suprir as necessidades de tensão e deslocamento na estrutura. Como forma de externar o conhecimento sobre o comportamento desse tipo de laje, o presente trabalho apresentará o dimensionamento analítico de um caso real de laje de transição, sobre a qual 13 pavimentos tipo de alvenaria estrutural estarão apoiados. Para fins comparativos, a estrutura será simulada, globalmente, em concreto armado convencional, com auxílio do software Eberick, da AltoQI, e em concreto protendido, nas modalidades aderente e não aderente, com auxílio do software Adapt Builder Edge. Ao final das etapas de dimensionamento e análise, é constatado um modelo conclusivo para o objetivo proposto, no qual são apresentados os desempenhos dos modelos analisados, balanceando-os quanto aos aspectos de tensão e deformação resultantes à estrutura.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo

As estruturas de concreto são uma realidade comum no cenário atual da construção civil no Brasil. No que tange à construção de edifícios, há uma predominância pela utilização de concreto moldado in loco, porém para esse tipo de obra é necessário um grande volume de fôrmas e escoramentos, além de mobilizar uma grande mão de obra. Com a utilização de elementos pré-fabricados, mais especificamente vigotas pré-fabricadas, reduz-se a utilização de escoramentos e elimina-se a utilização de formas no fundo da laje, sendo que as peças chegam na obra já concretada, possuem uma certa resistência portante, necessitando somente ser encaixados nos vãos, colocados os enchimentos e concretado a segunda parte. Apesar de já existirem vigotas protendidas que apresentam diversas vantagens sobre as vigotas convencionais e treliçadas, salienta-se a possibilidade de utilização de vigotas treliçadas com pré-tração aderente, devido ser mais simples de ser fabricados quando comparados com as vigotas protendidas, pois dispensa o uso de extrusora e ainda permite o acréscimo de armadura passiva no seu processo de fabricação e montagem, razão pela qual se elaborou esse estudo, objetivando analisar a viabilidade técnica da utilização de vigotas treliçadas pré-tracionadas principalmente em edificações de pequeno e médio porte.

Data: 20/01/2020 |

As edificações necessitam cuidados desde sua concepção até a o momento do seu uso. Caso alguma das etapas tenha problemas, como por exemplo erros de levantamentos, projetos, execução e falha e/ou falta de manutenção acontecerá o surgimento de manifestações patológicas nas edificações. Para tanto, o presente trabalho tem o objetivo de analisar o banco de dados da equipe de pós obra de uma construtora da cidade deCuritiba, com os chamados abertos pelos proprietários de 32 (trinta e dois)empreendimentos residenciais, em alvenaria convencional, padrão Minha Casa Minha Vida, entregues pela mesma construtora. Visto que os avanços tecnológicos na área de manutenção das edificações oferecem mais segurança aos usuários, mantendo as estruturas funcionais por muito mais tempo e aumentando seu valor econômico, além disso, a manutenção, evita diminuição de cumprindo a função social, é de suma importância ter conhecimento dos pontos mais frágeis para que, em futuros empreendimentos, estas falhas sejam previamente sanadas. Foi tomado como base um banco de dados da construtora e filtrados os dados por classificação das ocorrências. As análises demonstraram que a maioria dos chamados abertos pelos moradores foram de reclamações envolvendo problemas hidráulicos, elétricos e acabamentos. Além disso, foi constatado mais de 60% das manifestações patológicas foram originadas por problemas na execução da obra.

Data: 20/01/2020 | Download do arquivo



2019

A investigação dos danos causados pelo fogo às estruturas de concreto armado permite coletar dados sobre a estabilidade da estrutura e a necessidade de ações corretivas. Nesta perspectiva, o trabalho procurou avaliar a integridade do concreto armado da laje do auditório após um incêndio. O estudo de caso consistiu na caracterização da edificação e o levantamento dos dados de incêndio, extração dos testemunhos da laje do auditório e análises físicas e mecânicas nestes testemunhos por meio de testes destrutivos e não destrutivos. Os resultados dos ensaios indicaram que houve diminuição na resistência média à compressão axial dos testemunhos extraídos na área sinistrada em comparação com extraídos fora desta área. A fragilidade do concreto nas regiões delimitadas entre 08 e 14, confirmou a hipótese de que houve perdas significativas de resistência do concreto armado e que o auditório terá que passar por um reforço estrutural para retornar às operações corriqueiras.

Data: 24/08/2019 |

A argamassa estabilizada está cada vez ganhando mercado junto as construtoras para execução de revestimento de fachada. Porém, foram encontrados, algumas patologias de aderência, ao qual não se sabe se durante seu período de utilização há possibilidade de alguma alteração na aderência à tração. Este trabalho tem por objetivo analisar as possíveis interferências do tempo de utilização da argamassa estabilizada em relação a resistência de aderência à tração. Por meio de programas experimentais, foram utilizados 16 blocos de concreto utilizando a argamassa estabilizada, sendo aplicados em períodos distintos como: 12h, 24h, 36h e 48h e aplicado argamassa convencional em 4 blocos de concreto, para efeito comparativo. Posteriormente foram realizados 3 ensaios de resistência de aderência à tração em cada amostra, totalizando 60 ensaios, comparando os resultados entre si e de acordo com a norma NBR 13276 (ABNT,2016), afim de avaliar se em todos os períodos há alteração de resultado e se atendem a norma.

Data: 24/08/2019 | Download do arquivo

O presente trabalho tem por finalidade avaliar as melhorias de desempenho dos solos à partir de injeções de resinas de poliuretano para preenchimento de vazios na estrutura de solos arenosos sob as fundações. Neste trabalho, estudaremos também as características da permeabilidade do solo arenoso e sua capacidade de absorção de resinas poliméricas, assim como detalhamento dos polímeros e suas propriedades. Considerando que o solo é uma parte fundamental para absorver esforços de qualquer tipo de estrutura de fundação, deve-se dar uma atenção especial a este solo, através de metodologias de manutenção e monitoramento; que devem ser realizadas constantemente. A capacidade das estruturas de fundações cumprirem seus estados de funcionamento está diretamente ligada à segurança das estruturas, garantindo melhorias nos sistemas e evitando ônus aos ativos, principalmente, devido às intervenções corretivas.

Data: 24/08/2019 | Download do arquivo

O presente artigo tem como premissa descrever e analisar o comportamento das lajes alveolares protendidas, quanto sua resistência ao cisalhamento em região fissurada. Este trabalho, apresenta os procedimentos que podem ser empregados nas indústrias de pré-fabricados, para análise dos painéis alveolares protendidos, de modo a garantir a qualidade dos produtos e em conformidade com as normas vigentes.Através de estudos de casos, foi realizado a verificação de cisalhamento com duas tipologias de painéis de lajes alveolares. Os resultados obtidos foram comparados no Estado Limite Último e Estado Limite de Serviço. Foram discutidos os valores e fornecidas conclusões e recomendações para ensaios futuros.Esta análise se deve ao fato de que com a crescente demanda na utilização das lajes alveolares ao longo dos últimos anos no Brasil, há uma necessidade da correta avaliação da capacidade efetiva desses elementos, visto que não possuem armadura para combater o esforço cortante. Desta forma, este trabalho apresenta uma avaliação quantitativa, elaborada a partir de critérios de análises e através de cálculos de resistência das lajes alveolares, quando submetidas aos esforços de cisalhamento, de modo a verificar o comportamento dos painéis de acordo com as recomendações da Norma Brasileira (NBR 6118:2014). Apresentando resultados como principal objetivo de auxiliar os profissionais, empresas de pré-fabricados, na elaboração de projetos e verificações desses elementos.

Data: 30/01/2019 | Download do arquivo

Na indústria de fertilizantes a utilização de vigas protendidas de cobertura são recorrentes pelo fato das baias de armazenamento do produto fertilizante possuírem vãos de 10 a 20 metros, além de ser um ambiente agressivo onde concreto armado fissurado possui uma baixa durabilidade. Com isso a temática principal deste trabalho constitui-se em uma análise técnica e econômica entre vigas com sistema de pré-tração e pós-tração não aderente, através de um estudo de caso utilizando o software comercial VPRO®. Assim foram modeladas duas vigas com mesma seção I e vão de 19,98 metros para os dois sistemas protendidos propostos, a fim de atender a exigências da NBR 6118:2014 a fissuração e extrair os quantitativos de concreto, aço e fôrmas. Por fim verificou-se os resultados das tensões nas vigas. No geral, utilizando-se de protensão completa em ambos os sistemas, para as combinações rara e frequente as fibras inferiores e superiores das vigas apresentaram apenas tensão de compressão e não há fissuração. No ato da protensão a viga com pré-tração apresentou uma pequena tração de 0,69 MPa, estando dentro do limite de 3,16 MPa da NBR 6118:2014. Com os quantitativos de materiais se elaborou orçamento para visualizar o custo de cada viga, sendo o sistema com pré-tração 15,65% mais econômico. Ao final deste estudo mesmo com a viga pré-tracionada tendo um custo menor de produção, considerou-se a viga com pós-tração não aderente uma solução viável já que a mesma atingiu as exigências da NBR 6118:2014, não depende de transporte até a obra e não exige um alto investimento financeiro inicial.

Data: 30/01/2019 | Download do arquivo

Com a crescente inovação na tecnologia do concreto os engenheiros passam a ter mais soluções técnicas nas obras como por exemplo a utilização do concreto de alta resistência. Os projetos devem seguir esta tendência e se beneficiar dos ganhos de performance para diminuição de custo final destas obras. O presente trabalho faz a verificação para Armadura Mínima de vigas protendidas com pós-tração aderente utilizando Concreto de Alta Resistência (CAR), e para tanto serão aplicadas as análises para Estado Limite de Serviço (ELS) e Estado Limite Último (ELU) propostos pela NBR 6118:2014. Quanto à armadura mínima a NBR 6118:2014 não faz distinção de taxas entre pós-tração aderente e não aderente. O artigo discute estudos de armadura mínima em vigas protendidas com pós-tração aderente e concreto de alta resistência utilizando o Momento mínimo e a taxa mínima da NBR 6118:2014. Também foi verificado os critérios de armadura mínima da ACI 318-18 para melhor entendimento nessa modalidade de concreto. Ambos os métodos foram validados neste estudo através de cálculos manuais e através do software ADAPT-Floor Pro 2017, ferramenta que utiliza método dos elementos finitos.

Data: 30/01/2019 | Download do arquivo

O presente trabalho tem como objetivo comparar as áreas de seção transversal das chapas de aço colada utilizadas para reforço a flexão, pois sabendo que, existem vários métodos de cálculo de reforço em chapa de aço colada, cada qual utilizando modelos que diferem entre si em alguns pontos, tais como: estádios, método das tensões admissíveis, método dos estado limite ultimo ou de serviço, diagrama de tensões ou deformações, normas regulamentadoras entre outras hipóteses simplificadoras, diante disto surgiu a necessidade de conferir se tais divergências afetariam consideravelmente nos resultados obtidos. Visto isto, foi feito um estudo dos métodos de cálculo de J. Bresson, Cánovas, Ziraba e Hussein e J. L. Campagnolo para reforço de vigas de concreto armado submetidos à flexão, utilizando chapas de aço colada e a aplicação desses métodos em um caso, e por fim foi apresentado um quadro das áreas das seções transversais das chapas de aço colada, fazendo uma comparação dos resultados obtidos entre os métodos.

Data: 26/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho busca realizar um estudo comparativo entre os métodos de identificação de manifestações patológicas do tipo desplacamento em fachadas através do ensaio de percussão e termografia. Tendo como as justificativas tecnológicas, econômicas, sociais e ecológicas a utilização da câmera como uma ferramenta mais ágil e não destrutiva, método viável de realizar manutenção preventiva, não requer instalação de cadeira suspensa, reduz o entulho gerado por reformas futuras. Foram analisados e comparados os resultados do ensaio de percussão e registros da câmera termográfica para o mapeamento das manifestações patológicas de destacamento do revestimento cerâmico e de argamassa da fachada no Edifício Arturo, em Perdizes – São Paulo/SP. A revisão da literatura teve ênfase nas manifestações patológicas frequentes nos revestimentos cerâmicos e de argamassa, além da utilização da termografia infravermelho para identificação dos pontos que apresentam problemas. Nesse estudo de caso o método mostrou coerência em alguns dos pontos identificados pelo ensaio a percussão, tanto para fachadas com revestimentos cerâmicos quanto para revestimento com apenas argamassa, porém com resultados finais melhores para a fachada com o acabamento cerâmico.

Data: 26/01/2019 | Download do arquivo

O gás CO2 é um dos grandes agentes de degradação das estruturas de concreto. Estas, em contato com este gás, estão sujeitas ao fenômeno da carbonatação, que reduz a alcalinidade do concreto e desestabiliza a camada protetora do aço, tornando-a passível de corrosão. Dentre os mais diversos tipos de ensaios não destrutivos "END" para detectar anomalias, destaca-se a ultrassonografia do concreto. Técnicas não destrutivas baseadas na propagação de ondas de ultrassom vêm sendo cada vez mais utilizadas para avaliação da homogeneidade do concreto em peças estruturais. Neste contexto, este trabalho possui como objetivo verificar a influência da carbonatação do concreto na velocidade de propagação das ondas ultrassônicas do mesmo. Por meio de um programa experimental foram moldados quinze corpos de prova de concreto de mesmo traço (1:1,08:1,92), variando apenas o fator água/cimento, divididos em três grupos: a/c 0,45, a/c 0,55 e a/c 0,65. Os corpos de prova foram submetidos à câmara de carbonatação acelerada e posteriormente ao ensaio de ultrassom conforme o avanço da carbonatação no concreto. Para a análise, fatiaram-se os corpos de prova com espessura aproximada de 3 cm para posterior aspersão do indicador químico fenolftaleína diluída na face do concreto, possibilitando a visualização da região carbonatada. Os resultados obtidos possibilitaram observar uma variação na velocidade de propagação das ondas ultrassônicas através do concreto carbonatado. Observou-se também que houveram maiores variações na velocidade da onda ultrassônica nos corpos de prova com maior fator água/cimento.

Data: 26/01/2019 | Download do arquivo

Pisos industriais de câmaras frigoríficas são construídos com particularidades técnicas peculiares para que suportem temperaturas de até -35ºC. Essas peculiaridades consistem desde o tipo de dimensionamento do piso até um sistema de ventilação para mantê-lo em temperaturas no qual não congele, sendo isto um grande investimento, com mão de obra altamente especializada. O presente estudo de caso tem como objetivo avaliar as condições de um piso industrial de concreto refrigerado após um incêndio em câmaras frigoríficas para armazenagem de carnes e alimentos de origem láctea. Os bombeiros levaram cinco dias para apagar o fogo. A seguradora assumiu que iria pagar os danos, porém se posicionou que o piso estaria em condições de uso e que não cobriria o valor de uma nova construção, este que seria um dos itens mais despendiosos. A justificativa para o estudo de caso foi para comprovar à alta degradação da estrutura de concreto que compõe o piso, sendo inviável sua recuperação. A partir disso, foi elaborado um plano de trabalho para que se justificasse que o piso, devido ao sinistro do incêndio ocorrido, não estaria em condições de ser reutilizado ou recuperado tendo em vista os danos verificados após o ocorrido. Foi realizada uma vistoria no local onde foi minuciosamente feito o levantamento de todos os danos e suas manifestações patológicas para catacterizar os fatos. Para fundamentar mais ainda o estudo, foi contratado um laboratório para que se extraisse corpos de prova do piso e que foram submetidos a análises de resistência da compressão axial e resistência à tração por compressão diametral. Após as análises laboratoriais e a vistoria técnica do local, foi constatado, atrávés dos ensaios, que o concreto do piso não foi avariado em sua resistência e estava em condições normais, mas devido as consequências dos estragos que o fogo ocasionou, a estrutura de concreto do piso ficou completamente danificada, inviabilizando uma intervenção de recuperação dos danos para reaproveitar a estrutura do piso de concreto.

Data: 26/01/2019 | Download do arquivo

O presente trabalho buscou apresentar a adaptação de um projeto desenvolvido na metodologia CAD à metodologia BIM 4D para controle do planejamento. Através de um estudo de caso de uma edificação, foi proposto um processo para criar um objeto que pudesse ser utilizado em métodos de controle do planejamento da obra. Para isso, foram empregadas três ferramentas (Project, Revit e Navisworks) que, em conjunto, possibilitaram adaptar cronograma e modelo para a nova metodologia, buscando integrá-los e analisa-los. Com a integração entre as ferramentas e análise do conteúdo gerado, confirmou-se a hipótese. Também, auxiliou no esclarecimento das principais ações durante o processo, principais dificuldades e benefícios tanto da adaptação à metodologia BIM 4D quanto dos métodos de controle do planejamento.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O Estudo de viabilidade projetual se baseia na análise inicial de um determinado empreendimento ou edificação. Neste momento são levantados alguns dados importantes para identificar o potencial do estudo, como por exemplo: Área do terreno, condicionantes, zoneamento, parâmetros urbanísticos, topografia, infraestrutura (LEAL, 2007)A demanda da atualidade se baseia em qualidade, eficácia, redução de custos e alta produtividade. Para isso o mercado tem adotado novas soluções para execução de projetos tridimensionais com alta tecnologia, possibilitando englobar relações espaciais, informações geográficas, quantidades e propriedades construtivas em um único pacote de dados (COELHO; NOVAES, 2008).Apesar das informações serem preliminares nesta fase do projeto de viabilidade, pode-se contar com a utilização da ferramenta BIM e conceitos da filosofia Lean para a concepção. Um bom estudo irá relatar se viabilizará ou não a execução de determinada edificação. Já um estudo com falsas expectativas poderá se tornar um grande problema com futuras surpresas, refletindo em custos e atrasos desnecessários (GARRIDO, 2015)A plataforma BIM pode ser definida como o método de trabalho virtual que integra os agentes da cadeia construtiva, vêm introduzindo na arquitetura, engenharia, construção e operação (AECO) uma maneira inovadora de conceber os espaços. Esta plataforma pode ser aplicada nas mais diversas etapas do ciclo de vida de um empreendimento, desde a concepção da ideia, estudo de viabilidade, projeto, execução de obra, manutenção e demolição (CATELANI, 2016).A presença de esquipes multidisciplinares proporciona uma maior segurança na execução de estudos de viabilidade projetual e no compartilhamento de informações (COSTA; ABRANTES 1996).O presente trabalho de conclusão de curso resultará na análise comparativa entre diferentes metodologias de concepção do estudo de viabilidade projetual.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho tem como objetivo analisar, através de um estudo de caso realizado em uma obra real, se os custos gerados por não conformidades dentro de um canteiro de obras é capaz de interferir no resultado financeiro do projeto, o lucro. Os custos de não conformidades são despesas decorrentes da falta de qualidade durante as etapas de projeto e execução das obras, e que, portanto, podem ser evitadas desde que seja realizado um gerenciamento e um controle, garantindo então que a qualidade que foi previamente acordada com o cliente – interno ou externo – está sendo entregue. Para garantir que isto ocorra, metodologias como a do Lean Construction e a do Building Information Modeling podem ser utilizadas, uma vez de que algumas de suas diversas ferramentas conversarem entre si, facilitando o processo e a comunicação. Ainda, outro grande player neste mercado é o Project Management Institute, que através de seu guia conhecido como PMBOK, é capaz de criar diretrizes bem definidas de boas práticas de como devem ser realizados estes planos de gerenciamento e controle, afim de garantir a qualidade do projeto. Com estes três principais pilares é possível garantir a qualidade de um produto de construção civil, reduzindo consideravelmente as não conformidades e os custos atrelados à elas. Consequentemente, com a redução de despesas não previstas, fica explícito a elevação da margem de retorno dos projetos, uma vez que o lucro passa a não ser mais afetado por esta categoria de custos, e possivelmente viabilizando o investimento em questão, fato este que pretende-se comprovar no presente trabalho.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Apresenta-se no presente Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), os estudos relacionados à avaliação estrutural de pavimento flexível na Rodovia SP- 304, subtrecho: Distrito de Artemis – Piracicaba, sob administração do Departamento de Estradas e Rodagens de São Paulo – DER/SP. O segmento foi contemplado com serviços de conserva especial, que tem por objetivo dar sobrevida ao pavimento até que se viabilize serviços de restauração e por isso, haviam serviços sendo realizados na rodovia, que não contemplavam um projeto de restauração, desta forma considerou-se a proposta de verificar qual foi o ganho estrutural e qual a vida útil remanescente do pavimento reciclado no serviço de conserva, resultando em dados relevantes quando analisados juntamente aos custos de desembolso financeiro.Os dados da condição inicial do pavimento existente foram coletados paraelaboração de projeto de restauração, servindo como comparativo entre as metodologias dos procedimentos DNER-PRO 011/79 e DNER-PRO 269/94 para sua análise estrutural, demonstrando nos estudos aspectos a serem considerados na escolha do dimensionamento a ser empregado.Analisou-se o tráfego de veículos em três subtrechos próximos ao objeto de estudo e o comportamento da frota de veículos, para verificação das variáveis e escolha e aplicabilidade dos dados.As deflexões recuperáveis foram analisadas em situações que contivessem resultados utilizando correlação de deflexões Falling Weigth Deflectometer (FWD) para Viga Benkelman, mas também em situação mantendo a deflexão na condição ensaiada, verificando o impacto no dimensionamento das espessuras de reforço do pavimento. Por fim executaram-se avaliações objetivas do revestimento existente no sentido de se levantar dados dos defeitos de superfície, aplicando-se procedimentos próprios do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT).

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O presente Trabalho de Conclusão de Curso consta da avaliação funcional da superfície do pavimento das vias de circulação de veículos, equipamentos e pessoas (vias de serviço) do Aeroporto Internacional de Curitiba, onde foram coletados dados referentes aos defeitos de pavimento, baseando-se nas Normas do Departamento de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para determinação do Índice de Gravidade Global (IGG) e a aplicação do método de avaliação das condições do pavimento normatizado pela American Society for Testing Material – ASTM, denominado PCI (Pavement Condition Index), que é indicado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como um dos procedimentos mais consistentes para avaliação da superfície de pavimentos. Para aplicação da norma DNIT 006/2003 – PRO, desenvolvida para ser utilizada no cálculo do IGG em rodovias, foram necessárias pequenas adaptações devido às características das vias e sua utilização dentro do contexto aeroportuário. As vias foram divididas em subtrechos homogêneos e a norma DNIT 005/2003 – TER foi utilizada na identificação dos defeitos. Para a determinação do PCI foi utilizado o programa Pavement Management System for Airports (PAVEAIR) disponível no site da Federal Aviation Administration (FAA). Este programa é baseado na norma ASTM D6433 - Standard Practice for Roads and Parking Lots Pavement Condition Index Surveys, que padroniza a determinação da condição do pavimento de estradas e estacionamentos. O Regulamento Brasileiro de Aviação Civil n. 153 determina que requisitos e procedimentos de monitoramento e avaliação do estado do pavimento, baseados em metodologia do SGP, devem ser estabelecidos e documentados. Nas vias pavimentadas de circulação de veículos, equipamentos e pessoas as condições de trafegabilidade devem ser monitoradas e mantidas livres de defeitos, desníveis, depressões e deformações que possam dar origem a Foreign Object Debris (F.O.D), perda do controle direcional e danos à integridade dos equipamentos aeronáuticos. As metodologias de avaliação aplicadas neste trabalho para as vias de serviço concorrem como uma etapa para complementação de Sistema de Gestão de Pavimentos dentro do aeroporto.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O presente Trabalho de Conclusão de Curso tem por objetivo comparar os resultados obtidos na adoção da solução de restauração utilizando o Catálogo CREMA 2ª Etapa, e os resultados obtidos através do dimensionamento de reforços estruturais do pavimento pelos procedimentos DNER PRO 11/79 e DNER PRO 269/94 em uma hipotética reabilitação de um segmento da Rodovia Federal, BR 373/PR, subtrecho Acesso Guamiranga – Entroncamento PR-160 (Prudentópolis), do km 249,000 ao km 259,000, extensão de 10,000 km, em pista simples. Para tal empreitada foi realizada avaliação estrutural do pavimento existente com levantamentos das deflexões recuperáveis com equipamento do tipo FWD, avaliações objetivas de superfície e avaliação do tráfego solicitante.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Pessoas são parte essencial de processos. Na engenharia e arquitetura não é diferente. Este trabalho tem como objetivo diagnosticar o clima organizacional em empresas da área, identificando os pontos positivos e os aspectos que ainda necessitam de aperfeiçoamento. Além disso, indicar possíveis ações que possam auxiliar no amadurecimento destas empresas em relação à gestão de pessoas e equipes, uma vez que esses temas são consolidados em teoria, mas muitas vezes são complexos de serem aplicados com êxito. Com o auxílio de uma pesquisa exploratória realizada através de questionário online com 67 profissionais da área, visou-se a identificação do panorama geral, e a confirmação da hipótese de que o perfil de liderança presente ainda é o autocrático e que, por consequência, apresentaria uma deficiência na comunicação interna e valorização dos profissionais. Porém, a hipótese foi validada com ressalvas devido a aparente movimentação deste quadro em direção a um ambiente colaborativo e democrático, evidenciando que independente de qual seja o perfil do líder atuante, isso não garante a eficácia da comunicação e ações quanto ao ambiente de trabalho. Desta forma, sugeriu-se diversas ferramentas que podem ser aplicadas para auxiliar nessa transição e aproveitar as oportunidades de melhoria do ambiente organizacional.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

A Norma de Desempenho, ABNT NBR 15575:2013, estipulou a vida útil mínima de vários sistemas envolvidos em uma construção. Para as vedações verticais externas (fachada), por exemplo, o sistema deve atender aos requisitos de desempenho por, no mínimo, 40 anos, desde que respeitadas suas manutenções periódicas preventivas.Para tanto, este sistema (assim como todos os demais) deve impedir que agentes externos o agridam desde sua construção, de forma a não comprometer seu desempenho. Neste caso de fachadas, o maior agente agressivo é a água.Este trabalho tem como objetivo comparar a estanqueidade a água de vedações verticais externas em diferentes tipos de revestimentos argamassados e acabamentos, nas projeçõesdas faces de bloco e das juntas de assentamento. Para isso, foi produzida uma parede para ensaios, em bloco de concreto. Os revestimentos utilizados foram argamassas técnicas decorativas dosada em obra, industrializada e monocamada. Dividiu-se então a parede em 9 panos, sendo que 8 destes receberam cada, um tipo de revestimento e um tipo de acabamento ou proteção superficial diferente. E, ainda, 1 pano não foi revestido para obtenção de valores base. Os ensaios, então, foram realizados por 6 amostragens em cadapano, onde foi possível a determinação dos valores de permeabilidade e, a partir deste dado, a obtenção do Coeficiente de Absorção do pano ensaiado.A metodologia para determinação da absorção de água seguiu os procedimentos normatizados obedecendo a todos seus procedimentos de preparação e cura, bem como a realização de ensaios de absorção por meio do tubo de Karsten, regida por normatização europeia.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

No presente Trabalho de Conclusão de Curso, foi realizado um estudo relacionado a Fatores de Veículos (FV), baseados em informações de pesagens realizadas nos anos de 2013, 2015 e 2017 em dois Postos de Pesagens de Veículos localizados na BR-116 no Estado do Paraná. Foram analisadas 1.705.194 pesagens, distribuídas entre vinte e nove configurações de veículos incluindo ônibus e caminhões. Para os respectivos cálculos foram utilizadas duas metodologias de referência no que se referem aos fatores de equivalência de cargas, a da American Association of State Highway and Transportation Officials (AASHTO) e da United State Army Corpo Of Enginners (USACE). Os principais comparativos foram o comportamento das configurações de veículos pesquisados ao longo dos anos, os valores de FV médios obtidos comparados com FV calculado utilizando os valores limites presentes nas Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito e cálculos de espectros de cargas, tanto por eixo quanto pelo Peso Bruto Total (PBT) e Peso Bruto Total Combinado (PBTC), propiciando dessa forma um amplo número de dados atuais que possam facilitar cálculos para profissionais engajados em dimensionais estruturais de pavimentos viários.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O gerenciamento de obras permite uma avaliação correta das etapas deexecução, analisa prazos de entrega, tecnologias e equipamentos empregados, produtividade e, a cada passo, a avaliação do impacto no custo orçado, fazendo com que os gastos não saiam de controle. Com isso, garante-se que a obra, na fase de execução, mantenha um bom ritmo, dentro do que foi planejado com antecedência, a fim de evitaros imprevistos que sempre encarecem os custos e impactam negativamente nos prazos. Quanto mais tempo se investe nas etapas de planejamento e projeto, menores os custos e os prazos de execução da obra. É inevitável que ocorram imprevistos, como longos períodos de chuvas, problemas com mão de obra, alta de preços, acidentes etc., mas o bom gerenciamento procura prever e reduzir ao mínimo esses riscos.Embora seja cada vez mais rara uma obra sem planejamento, quanto mais tempo se investe nas etapas de planejamento e projeto, menores os custos e os prazos de execução da obra. Tudo isso evita que ocorra improvisações durante a construção, reduzindo o retrabalho, diminuindo desperdícios e a geração de entulho, tornando a obra mais sustentável do ponto de vista do meio ambiente. Além de reduzir problemas com segurança do trabalho no canteiro e aumentar a qualidade das construções. O trabalho em estudo mostra todas as etapas necessárias para a construção de um empreendimento. Foram feitos todos os projetos, orçamentos, cronogramas, croqui do canteiro de obras e as etapas necessárias para financiamento da obra e todos os processos burocráticos na prefeitura, como alvará de construção, vistoria do corpo de bombeiros e Certificado de Vistoria e Conclusão de Obras.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O presente trabalho foi elaborado com o objetivo de servir de manualaos gerentes e executores de obras, bem como, a todo profissional da construção civil ou acadêmico que busque referencias de boas práticas de construção e gerenciamento de obras de pequeno e médio porte. Para isso, utilizou-se um exemplo de projeto fictício para aplicação das ideias contidas neste documento. A edificação em questão é uma residência unifamiliar de médio porte, com sua construção simulada na região norte da cidade de Curitiba/PR. Os conhecimentos aplicados e demonstrados foram baseados nos conteúdos obtidos e discutidos em sala de aula durante o curso de Pós-Graduação lato sensu em gerenciamento e execução de obras, do Instituto IDD.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho apresenta os processos de gerenciamento e execução da obra do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). O trabalho abrangerá desde a documentação necessária para iniciar a obra até a sua conclusão. Para aperfeiçoar e otimizar processos no projeto foram utilizadas ferramentas do LeanConstruction e modelagem em Building Information Modeling (BIM).Com capacidade de atender 200 crianças de zero a cinco anos o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) está localizado na cidade de Curitiba, Paraná, no bairro Uberaba. Possui 953 m² de área construída e contém os seguintes ambientes: Quatro berçários, três salas para depósito de material, uma sala pedagógica, um fraudário, uma sala destinada a administração, hall, pátio coberto, banheiros, lavanderia, refeitório, cozinha e um pré.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho visa aplicar os conhecimentos adquiridos e ministrados durantes as disciplinas do curso de Pós-graduação em Gerenciamento e Execução de Obras por meio de um trabalho prático com base em um projeto real executado na cidade de Curitiba, Paraná. Obteve-se acesso aos projetos arquitetônicos, estruturais e complementares em que um dos autores teve a oportunidade de acompanhar a execução da obra em estudo. O objetivo é elaborar um guia orientativo por meio de caso prático abordando diversos temas do universo de Gerenciamento e Execução de Obras. Partindo desde os requisitos legais para aprovação de um empreendimento nos respectivos órgãos competentes, elaboração de estudo e análises de linhas de financiamento, elaboração de orçamento e cronograma, definições de equipamentos a serem empregados, métodos construtivos, dimensionamento de equipes, definição e concepção de layout de canteiro de obras, métodos e detalhes de contratos e contratações, aplicações de boas práticas em gestão e Lean Construction e outros assuntos considerados pertinentes.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

O presente trabalho apresenta os procedimentos de arquitetura, engenharia civil e gerenciamento de projetos para sua correta execução, em uma breve apresentação teórica e sua aplicação em um estudo de caso de residência unifamiliar. O estudo tem o objetivo de montar um manual dos itens – em ordem cronológica - para se montar o planejamento de uma obra, plano de contratação, a locação, a execução, as sequências construtivas, uma o cronograma e orçamento da execução, entre outras coisas características do planejamento e execução da obra. Para tanto, elencou-se os padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, juntamente com as principais recomendações sobre o gerenciamento e execução de obras. O formato seguindo a cronologia de uma obra foi escolhido com o objetivo de facilitar a compreensão do material proposto. Com este trabalho, espera-se que técnicos e operários da construção civil sejam capazes de gerenciar e executar obras de maneira eficiente e com excelência, que representem claramente o que foi proposto em projeto e sejam referências no planejamento e na execução de obras.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Em rodovias o pavimento de concreto vem sendo utilizado como alternativa ao pavimento flexível. Naquelas que cruzam regiões com relevo acentuado como serras e montanhas, a geometria da estrada apresenta normalmente raios pequenos e rampas acentuadas, sendo em muitos casos o pavimento rígido de concreto a melhor opção, considerando seu tempo de vida útil. A Rodovia Estadual SC-418, subtrecho da Serra Dona Francisca, teve sua pavimentação concluída no ano de 2001. Em quatro panos com presença de curvas com raios considerados pequenos e rampas de greide elevadas, foi empregado o pavimento rígido de concreto. Após dezessete anos da construção, não foram realizados intervenções e restaurações significativas no pavimento em nenhum desses panos. O presente Trabalho de Conclusão de Curso tem como objetivo principal analisar o Índice de Condição de Pavimento da condição atual do pavimento de concreto de cimento Portland do subtrecho em questão baseado na norma DNIT 062/2004-PRO - Pavimento rígido – Avaliação objetiva – Procedimento. Serão realizados levantamentos de dados em campo para levantamento visual de informações e inventário das condições do pavimento de concreto. Com todos os levantamentos de dados a serem efetuados pretende-se avaliar se há necessidade ou não de intervenções futuras na restauração do pavimento.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

Foram abordados todos os pontos imprescindíveis para o desenvolvimento da obra, do começo ao fim. Uma reforma e ampliação de uma escola indígena localizada no interior do Paraná. Desde o processo de compra do imóvel, juntamente a prefeitura, maneiras de se adquirir o imóvel, todos os documentos necessários para a efetuação e conclusão do processo. Apresentando possíveis formas de financiamento na compra e como será feita a contratação da empresa responsável pela execução da obra. Assim elabora-se os projetos para o desenvolvimento do mesmo, como compatibilizações necessárias e profissionais responsáveis que estão envolvidos no processo. Na elaboração de orçamentos, gerando descontos e minimizando custos e descobrindo todos pontos importantes a serem verificados, com a compra de materiais, ponderando a racionalização, fiscalizando a obra e profissionais e fazendo o gerenciamento global da mesma. Criamos todo o escopo, elaboramos o cronograma e escolhemos a equipe que será trabalhada para essa obra em especifico, avaliando a distância da mesma e como será desenvolvido todo o processo nos noventa dias de duração. O tema aborda o quão importante é estar presente na execução de uma obra, realizando todos os processos de gerenciamento para a eficiência da obra, cumprindo cronograma, escolhendo profissionais e materiais de boa qualidade.

Data: 25/01/2019 | Download do arquivo

A instrumentação de uma barragem torna-se uma ferramenta não apenas para a avaliação das condições de segurança do empreendimento em todas as suas fases, mas também para verificação de hipóteses adotadas em projetos. O presente estudo comparou o resultado dos deslocamentos de dois sistemas diferentes de auscultação de uma junta de contração de uma barragem: o método dos “três pinos” o qual foi desenvolvido no estudo, e os dados dos deslocamentos do medidor triortogonal de junta. Visto isso, o sistema de “três pinos” consiste na verificação da movimentação relativa entre trechos da parede seccionada por uma junta, que possibilitou verificar os deslocamentos nos eixos horizontais e verticais assim como o medidor triortogonal. Por fim, os resultados obtidos possibilitam confirmar parcialmente a hipótese inicial e correlacionam os resultados encontrados entre os dois equipamentos nos deslocamentos do eixo horizontal, correlacionando os resultados deste eixo com a temperatura média diária obteve-se valores lineares, seguindo um comportamento esperado dos deslocamentos da junta em relação a temperatura ambiente.

Data: 24/01/2019 | Download do arquivo

No presente trabalho foi realizado o levantamento das principais manifestações patológicas encontradas em um condomínio residencial de baixo padrão, construído em sistema estrutural de paredes de concreto e entregue no fim de 2017, tomando como partida o levantamento de chamados para manutenção corretiva da construtora. A finalidade do trabalho foi retroalimentar o mercado da construção civil verificando as manifestações patológicas com maior frequência de ocorrência neste tipo de edificação. Com a análise deste histórico de chamados foi realizado a identificação e classificação das manifestações patológicas mais recorrentes na construção, possibilitando o desenvolvimento de um estudo de possíveis causas, soluções e métodos de profilaxia para o caso estudado. Para a realização deste trabalho além do levantamento das chamadas e compilação de dados, foram realizadas vistorias in loco onde foram coletadas informações com os moradores, analisados tecnicamente os casos de maior recorrência e coletado material fotográfico. A compilação dos chamados, juntamente às vistorias realizadas mostraram que, de forma generalizada, mais de 36% das manifestações apresentadas na construção ocorreram devido à problemas hidráulicos, como infiltrações, vazamentos, aparelhagem mal instalada, etc, seguido das esquadrias de alumínio com 20%, revestimentos com 14%, instalações elétricas com 11% e por fim problemas ocasionados pelo sistema estrutural com 8%. Os problemas levantados em obra demonstraram, possivelmente, que as falhas encontradas podem ter se originado tanto em projeto como, também, no processo executivo devido ao curto prazo de entrega que foi imposto ao empreendimento. Os objetivos do trabalho foram efetivamente cumpridos, com resultados satisfatórios, se aproximando, em muito, das hipóteses levantadas.

Data: 24/01/2019 | Download do arquivo

Em elementos protendidos a força de protensão diminui ao longo do tempo, no entanto os fatores que contribuem para essa perda de protensão podem ser calculados. Podemos citar como fatores: perda de protensão devido ao atrito do cabo, encurtamento elástico, fluência e retração do concreto, relaxação do aço e atrito com o solo (subleito). A perda de protensão devido ao atrito do subleito (SG) está intimamente relacionada com o peso total do radier e o coeficiente de atrito entre o radier e o subleito, sendo que a medida que o coeficiente de atrito aumenta será necessário inserir mais cabos para combater essa perda de protensão. O objetivo desse artigo foi analisar os impactos do atrito entre solo-estrutura em um radier protendido não estaqueado, fazendo um comparativo entre a perda de protensão devido ao atrito do subleito (SG) estimada pelas formulações do Post-Tensioning Institute (PTI) e uma análise em elementos finitos considerando a não linearidade geométrica dessa interação. Assim foi possível analisar a relevância da perda por atrito do subleito através de um comparativo dos resultados obtidos pelos softwares ADAPT MAT 2017 e SAP2000, sendo que este último proporciona análises mais complexas permitido avaliar a nãolinearidade da interação.

Data: 20/01/2019 | Download do arquivo

As normas vigentes no Brasil relacionadas à inspeção e avaliação de Obras de Arte Especiais (OAEs) estão baseadas na observação de elementos estruturais de forma individualizada, sendo a nota da obra a menor nota atribuída à um elemento, o que muitas vezes não representa o real estado da OAE. Além disso, em muitos casos as normas deixam a cargo dos inspetores o julgamento em relação à condição da estrutura, impondo muita subjetividade ao processo. Visando melhorar o processo de inspeção e avaliação de OAEs, esse artigo apresenta uma nova metodologia considerando critérios mais objetivos. O propósito do modelo é fornecer uma lista com a classificação das OAEs ao invés de patamares, como atualmente é feito. A classificação das OAEs em relação à performance permite estabelecer de forma sistemática as ações de manutenção a serem executadas com base na posição da obra numa lista geral, auxiliando uma aplicação mais eficiente dos recursos. A metodologia desenvolvida foi aplicada em 181 obras localizadas em rodovias federais no Estado do Paraná. Os dados das inspeções foram inseridos numa ferramenta computacional que permite a aplicação de filtros, facilitando a análise dos dados disponíveis. No presente artigo são primeiramente apresentadas as principais características do modelo desenvolvido e os resultados da aplicação, com a morfologia das obras e processos construtivos. Em seguida é dado foco nas OAEs com superestrutura em vigas I protendidas com a apresentação das principais manifestações patológicas verificadas. Por fim, o índice de performance das obras com a morfologia selecionada é comparado com as demais obras da malha viária.

Data: 20/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho tem por finalidade apresentar, os procedimentos degerenciamento e execução de uma residência unifamiliar, em um condomíniodenominado Coralina, localizado no município de Campo Largo.O gerenciamento de obras envolve a administração de tempo,recursos e equipe para que haja o cumprimento do cronograma de obra, daprevisão financeira estipulada e atenda aos requisitos de qualidade.Desta forma este trabalho apresenta uma série de procedimentosde como a obra em questão deve ser planejada e executada para atender asconceitos acima citados.

Data: 20/01/2019 | Download do arquivo

Este trabalho teve por objetivo geral verificar a uniformidade dos índices GUT(Gravidade, Urgência e Tendência) atribuídos por diferentes profissionais deengenharia civil e arquitetura para os mesmos cases de manifestações patológicas em estruturas de edificações. Tal investigação é importante para testar a aplicabilidade da utilização de uma matriz de prioridades GUT para nortear a ação de organizações públicas e privadas que sejam responsáveis por grande número de imóveis. A pesquisa foi realizada por meio da aplicação de questionários que traziam imagens e relatos de 5 situações (cases) de anomalias em edificações, e que foram respondidas por 36 engenheiros civis e arquitetos de variados níveis de experiência e formação em estruturas e patologia. Devido à considerável variabilidade detectada nas respostas para as mesmas situações, a utilização da ferramenta proposta para análise global se mostrou a priori inadequada para subsidiar decisões de gestores de patrimônio imobiliário. Todavia, a relativa facilidade de compreensão dos termos técnicos e a possibilidade de apuração numérica dos resultados, revelam que pode existir um bom potencial para utilização dessa sistemática de avaliação das condições estruturais. Para tanto, seria necessária a realização de estudos para o desenvolvimento de ferramentas operacionais que levassem a uma maior padronização de procedimentos de abordageme avaliação dos problemas, além do treinamento prévio dos inspetores habilitados.

Data: 20/01/2019 | Download do arquivo



2018

O presente trabalho buscou por meio da metodologia do grau de deterioração realizar o levantamento dos tipos de manifestações patológicas presentes na estrutura do Prédio da linha de Fibras A/B da empresa Suzano Papel e Celulose, localizado na cidade de Limeira SP. Os procedimentos se valeram da realização de inspeções visuais para identificação dos problemas, quantificando áreas, comprimentos, elementos e pavimentos afetados.Baseando-se nos dados coletados, determinou-se a incidência de recorrência de cada manifestação patológica, ou seja, a quantificação da área de influência de cada problema, sendo esta apresentada como o percentual da área total da edificação, dos pavimentos, tipos de peças estruturais e também regiões da edificação. Constatou-se a ocorrência de 8 tipos de manifestações patológicas distintas na edificação, das quais são: fissuras, exposições das armaduras, corrosão no aço, falta de recobrimento, falha na pintura, desagregação do concreto, falha na vedação e eflorescência.

Data: 20/08/2018 | Download do arquivo

Os frequentes casos de manifestações patológicas em revestimentos cerâmicos associados à falha de aderência ao substrato têm como uma possível causa a presença da água. Nesse sentido, o tema deste trabalho foi determinado após ser verificada a utilização da argamassa impermeabilizante “Argaplus - 1K” por uma renomada construtora de Santa Catarina, e essa informar que, ao fazer reparos em paredes revestidas com placas cerâmicas, os revestimentos que possuíam esse produto impermeabilizante apresentavam aderência inferior aos que não possuíam. Diante desse contexto, o presente trabalho tem como intuito avaliar a influência na aderência de placas cerâmicas em substratos com a utilização de argamassa impermeabilizante. Para isso, realiza-se um programa experimental, no qual são executadas três paredes testes (100x100 cm cada) para posterior realização do ensaio de aderência à tração. Para cada amostra aplica-se um determinado tamanho de revestimento (5x5 cm, 30x30 cm e 60x60 cm), sendo que a argamassa impermeabilizante é executada em apenas uma face de cada parede. Os ensaios são realizados após 28 dias de cura normal dos revestimentos para que, posteriormente, seja possível analisá-los estatisticamente através da regressão linear e da correlação das variáveis existentes. Por fim, avalia-se que o uso da argamassa impermeabilizante apresenta influência na tensão média de ruptura dos diferentes tamanhos de revestimentos cerâmicos, fazendo com que a hipótese deste trabalho seja invalidada, uma vez que não ocorre a perda de adesividade das placas. Além disso, no revestimento de 60x60 cm nota-se que as tensões médias de ruptura são ainda mais elevadas. Tratandose do não uso da argamassa impermeabilizante verifica-se que não há uma correlação entre as tensões médias de ruptura e os diferentes tamanhos de revestimentos.

Data: 21/07/2018 | Download do arquivo

A utilização de métodos de ensaio não destrutivos e semi destrutivos em conjunto às inspeções visuais em estruturas de concreto armado para diagnóstico das mesmas é de grande valia, uma vez que complementa os resultados qualitativos da etapa visual com resultados quantitativos obtidos à partir das leituras realizadas com o auxílio de equipamentos destinados à este fim. A grande preocupação com a aplicação destes métodos, muitas vezes é a confiabilidade quanto aos resultados obtidos, além de uma maior homogeneidade quanto à sua correta forma de aplicação, uma vez que, em alguns casos, as normas não têm conteúdo muito detalhado quanto à metodologia de aplicação. Tomando-se o ensaio de potencial de corrosão, foco principal de estudo deste trabalho, a recomendação atual da norma é que o ensaio seja realizado diretamente sobre a superfície de concreto, sendo necessária a abertura de janelas de inspeção com a retirada das camadas de revestimento para a exposição completa da face da estrutura, o que implica em transtornos não só para os proprietários do objeto de inspeção, como também para os responsáveis pelas inspeções, demandando tempo e equipe para tal atividade. Podendo-se realizar o ensaio sobre as camadas de revestimento sem impacto real sobre os resultados, é possível de maneira mais simples e rápida se chegar aos objetivos desejados.Tendo em vista este cenário, o presente trabalho possui como objetivo avaliar a interferência da argamassa de revestimento da estrutura no resultado do ensaio de potencial de corrosão. Para tanto, foram realizados ensaios de potencial de corrosão em elementos de concreto armado com barras de aço previamente oxidadas, em situações semelhantes, em faces com concreto aparente em comparativo a outras com a aplicação de revestimento argamassado. Os estudos revelaram uma proximidade entre os resultados dos ensaios com elementos com diferentes espessuras de argamassa de revestimento. Sendo assim, quando considerados os parâmetros utilizados, é possível a realização dos ensaios sem remoção da camada de argamassa de revestimento da estrutura em concreto, abrindo assim a possibilidade de estudos mais específicos e uma nova discussão de norma.

Data: 21/07/2018 | Download do arquivo

Os tecnologistas do concreto têm buscado formas de produzir concretos mais duráveis e economicamente viáveis, para isto, a descoberta de aditivos superplastificantes foi crucial, pois permitiu a produção de concretos com menores relações água/aglomerante, além disto a utilização de materiais suplementares também auxilia para a redução do alto consumo de cimento na produção de CAR. O presente trabalho compara o desempenho mecânico dos concretos auto adensáveis de alta resistência produzidos com adição de sílica de casca de arroz, metacaulim e sílica ativa. Através de 240 corpos de prova analisou-se a resistência à compressão obtida aos 1, 7, 28 e 63 dias de idade para os teores de 3%, 6%, 9% em cada pozolana estudada substituído ao cimento em 3 diferentes relações água/aglomerante de 0,41; 0,36 e 0,31. Em relação a viabilidade econômica o uso de adições não se tornou satisfatório para resistências iniciais de 24h. O metacaulim apresentou as mais altas resistências á compressão axial na idade de 28 dias em todas as relações a/a na substituição de 9%, porém nas relações a/a 0,36 e 0,31 os concretos ficaram muito coesos. A sílica ativa e a sílica de casca de arroz apresentaram as melhores reologias no estado fresco, demonstrando uma boa fluidez para o concreto auto adensável.

Data: 21/07/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho teve como o objetivo comparar a diferença na concentração de sulfatos e cloretos em diversas estruturas de concreto armado dentro de uma mesma estação de tratamento de esgoto em sua zona gasosa, ou seja, acima do efluente. O sistema de dimensionamento de estruturas de concreto armado utilizados atualmente generaliza em sua especificação o grau de agressividade do meio para estruturas de saneamento, o que pode estar influenciando o aumento dos custos para esse tipo de obra. Sendo assim, com a elaboração deste trabalho é considerado que estruturas de concreto armado que compõe uma mesma estação de tratamento de esgoto (ETE) possuem graus distintos de concentração de agentes agressivos em suas zonas gasosas, desta forma, as especificações técnicas de projeto poderiam ser adequadas para cada tipo de estrutura que compõe a obra. No presente trabalho o estudo de caso foi elaborado na ETE TOLEDOS I, localizada na cidade de Santa Bárbara D`Oeste – SP. Foram realizadas inspeções visuais e posteriormente ensaios nas quatro principais estruturas que compõe o processo de tratamento de esgoto existente, são elas: Entrada do efluente, Aerador, Decantador e Saída do efluente. Com uma furadeira foi realizada a retirada do pó de cimento das quatro estruturas entre 1 a 5 cm de profundidade, totalizando assim 20 amostras. As amostras retiradas foram encaminhadas a um laboratório, que analisou as mesmas gerando um relatório detalhado do material coletado e de dois parâmetros principais, além da porcentagem de sólidos: Concentração de sulfatos e cloretos. A partir disso foi possível comparar qual a diferença de concentração nas estruturas estudadas as quais se apresentaram com perfis variados, onde em alguns casos os mesmos foram crescentes do 1º ao 5ºcm no sulfato e decrescente do 1º ao 5ºcm de cloreto. Espera-se com este estudo contribuir com o direcionamento de novas pesquisas para esta mesma estrutura ou até mesmo para outras que possuam o mesmo tipo de tratamento.

Data: 21/07/2018 | Download do arquivo

Este trabalho tem como objetivo apresentar o memorial de cálculo da estrutura metálica de um edifício industrial, demonstrando as considerações e os conceitos normativos utilizados nos cálculos.Para isso, foram utilizadas as normas específicas para cada situação de cálculo, bem como os conhecimentos e materiais apresentados em sala, como auxílio para realizar o estudo.Por fim, foram apresentados os materiais e a memória de cálculo que devem ser utilizados para a construção de uma obra com tais especificações, obtendo como resultado, um projeto estrutural seguro e de acordo com as normas vigentes.

Data: 10/05/2018 | Download do arquivo

Este memorial de cálculo tem por objetivo apresentar a rotina adotada para oprojeto estrutural bem como os resultados do dimensionamento da edificação 176037- A01-ENG-C-XL-0006, a qual foi apresentada pelo “cliente” em forma de layout básico. A edificação é de construção metálica, excetuando-se a estrutura de piso e o acabamento inferior externo, o qual será executado com bloco de concreto (h=40 cm).

Data: 10/05/2018 |

Memorial de cálculo para projeto estrutural de um galpão industrial em aço utilizado para depósito. O galpão será construído e executado na cidade de Curitiba-PR, Alto da Glória, Av. Agostinho Leão Jr, em terreno plano, coberto por obstáculos numerosos e altos. As figuras 01, 02, 03, 04, 05 e 06, demonstram o layout do galpão. A tabela 01 apresenta as dimensões do galpão.

Data: 10/05/2018 |

O presente documento apresentará o memorial de cálculo de um edifício industrial, o projeto arquitetônico apresentado pelo cliente apresenta os dados da geometria considerados. A estrutura do edifício utilizará colunas e vigas metálicas, fechamento lateral metálico simples, cobertura em telhas metálicas com lanternim, piso em concreto e venezianas. A edificação, localizada na cidade de Curitiba, Paraná, seu uso previsto é depósito de materiais e será edificada em terreno plano.

Data: 10/05/2018 |

O presente trabalho traz a análise da influência da distância dos hospitais de grande porte e porte especial no valor de mercado de apartamentos em Curitiba. Foi adotado o método comparativo direto de dados de mercado (MCDDM) com a utilização de modelos estatísticos de regressão linear. A análise foi realizada com amostras de dados localizados até 1.500 metros de distância dos hospitais, classificados como hospitais de grande porte (Pequeno Príncipe) e de porte especial (Evangélico e Clínicas). Foram aplicadas as determinações da NBR 14.653-2/2011 (Avaliação de bens. Parte 2: Imóveis urbanos) e para a geração do modelo estatístico foi utilizado o software CastleR. A hipótese levantada é a de que quanto menor a distância ao hospital, maior será a influência desta variável no imóvel, diminuindo seu valor de mercado.

Data: 10/05/2018 | Download do arquivo

Este trabalho possui como objetivo, verificar a interferência do consumo de argamassa polimérica monocomponente na impermeabilidade do bloco cerâmico maciço sujeito a umidade de percolação abaixo de 0,10 m.c.a. A umidade é causadora da maioria das manifestações patológicas, entre elas, está a umidade por percolação, causada pela inexistência ou má aplicação de um sistema de impermeabilização. Além de apresentar artifícios para correta impermeabilização, como por exemplo, a importância do projeto de impermeabilização, o baixo custo de aplicação, método e detalhes de aplicação da argamassa polimérica, vantagens e desvantagens do sistema. Para tanto realizou-se um programa experimental com duração de 72 horas, composto por 12 corpos de prova de tijolos maciços, onde no 2º tijolo foi aplicado argamassa polimérica com consumos de 1, 2, 3 e 4 kg/m² e subdivididos em grupos com 3 amostras cada, formados cada corpo de prova um com 2 tijolos cerâmicos maciços com tecido permeável entre eles. Foi realizado a saturação do 2º tijolo através da face sem argamassa polimérica. Após as 72 horas de ensaio com medições da massa dos tijolos realizadas a cada 12 horas, os corpos de prova com menores consumos de argamassa polimérica mostraram-se ineficientes para a impermeabilização dos tijolos contra a umidade por percolação.Foi verificado que a aplicação em quantia inferior ao especificado pelo fabricante houve interferência na impermeabilização.

Data: 10/05/2018 | Download do arquivo

O avanço do concreto armado no Brasil tornou possível a execução de edificações mais arrojadas e altas. A preocupação do risco de quedas de objetos destas novas edificações fez com que fossem construídos elementos de proteção. Desta forma, deu-se início à construção das marquises. Mesmos sendo parte integrante da edificação, a característica de se projetar "para fora" faz com que a segurança das marquises seja uma preocupação importante, por estar sobre os logradouros com passagem de pedestres. Algumas edificações não têm passado por programas de inspeção ou manutenção, no seu todo, ou mesmo em suas partes componentes. A importância do estudo do comportamento destas estruturas se deve, ao fato de que o risco de ruínas nestes elementos não é apenas uma preocupação para ocupantes das edificações, mas também da população que transita nos logradouros públicos.Nesse contexto o presente trabalho visa verificar as condições de uso e o estado de conservação aparente de marquises na Rua das Flores, Curitiba–PR, o qual foi verificado por inspeção visual e atestado na ficha de verificação do estado aparente de conservação de marquises e possíveis usos inadequados. Nessa constam características do imóvel, tais como: endereço, manutenções, estado de conversação aparente e as manifestações patológicas (causas e efeito). O estudo foi realizado em vinte e três marquises e concluiu que doze marquises se encontram em estado de conservação aparente regular, que a manifestação patológica mais recorrente é a infiltração e o possível uso inadequado mais visualizado foi a presença de condensadores de ar nas marquises.

Data: 10/05/2018 | Download do arquivo

LUNELLI, Délcio Luis; FELISBINO, Reginaldo Marcio; MAZZUCO, Rafael. Análise Comparativa de Custos entre Pavimentação Rígida e Flexível: Estudo de Caso da Duplicação da BR-163/PR. 72 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-Graduação em Pavimentação Rodoviária) – Grupo IDD. Curitiba, 2018.A presente pesquisa é uma análise comparativa entre custos estimados para o pavimento rígido projetado em determinado subtrecho da duplicação da BR-163/PR, localizada na região oeste do Paraná, e a execução hipotética do mesmo em pavimento flexível, usualmente com custos menos elevados, porém de manutenção mais frequente durante toda a vida útil de projeto. Os conceitos estudados na fundamentação teórica sustentaram o aprofundamento do conhecimento sobre o tema, permitindo o levantamento de dados no local, a proposição de um dimensionamento flexível por meio do método DNER/1981 e, por fim, o orçamentos dos serviços com o auxílio do SICRO 3 do DNIT. Os resultados foram discutidos apenas sob a perspectiva dos investimentos iniciais e desconsiderando os custos de terraplenagem e projetos complementares (drenagem, sinalização, instalações de apoio, etc.), a fim de sugerir o pavimento mais adequado para a obra nesses aspectos.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

As variabilidades dos parâmetros geotécnicos dos solos representam muita importância na análise de estabilidade de uma barragem de terra, visto que os parâmetros naturais destes materiais sofrem variações locais (jazida para jazida, mesmo que próximas). Neste contexto, as análises probabilísticas para definição de ruptura de barragens tem sido cada vez mais utilizadas para quantificar as incertezas relativas às variáveis envolvidas nas análises, a partir de conceitos estatísticos, fornecendo como solução um fator de segurança (FS) médio e a probabilidade de ruptura (Pr) do talude.Este artigo apresenta um estudo da estabilidade da barragem de terra na margem esquerda da PCH João Borges, levando em consideração a variação dos parâmetros geotécnicos do solo, através do método probabilístico de Monte Carlo utilizando-se da distribuição normal. A ferramenta utilizada para realização das análises foi o software Slope/W da GeoStudio. Após os resultados das análises de estabilidade, foi comparado os resultados da probabilidade de ruptura com valores bibliográficos de referência quanto aos níveis de desempenho esperados, em função da probabilidade de ruptura e do índice de confiabilidade relacionados a ruptura de barragens. No resultado das análises probabilísticas de Monte Carlo no software Slope/W, a análise com FS mínimo < 1 ocorreu para a condição de carregamento Final de Construção. O resultado que ultrapassou o limite de probabilidade de ruptura de barragens ocorreu também para a condição de carregamento Final de Construção.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

A exposição do elemento estrutural à ação de altas temperaturas causa alterações na micro e macroestrutura do concreto endurecido, as quais refletem nas propriedades mecânicas. O tempo de exposição, nível de temperatura alcançado e o traço do concreto, influenciam no grau de alteração que poderá ser produzido no elemento estrutural. Esse fenômeno provoca elevados gradientes de temperaturas nas camadas internas da estrutura fazendo com que a água presente no concreto se evapore causando efeitos negativos à estrutura. O efeito do resfriamento pode ser tão destrutivo quanto à exposição a altas temperaturas devido aos esforços gerados, contrações repentinas na estrutura que provocam danos estruturais. Neste trabalho realizou-se um estudo referente aos efeitos deletérios das altas temperaturas em concretos de 30 e 80 MPa com e sem adição de fibra de polipropileno propriamente dito. Os ensaios executados com corpos de provas cilíndricos 10 x 20 cm tornaram verídicos os indícios de que tanto o concreto convencional quanto o de alta resistência frente ao fogo apresenta um efeito degradativo com o incremento da temperatura a que estiveram sujeitos, bem como do efeito da água utilizada para o resfriamento da estrutura.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a influência do uso de agregados miúdos e graúdos de diferentes origens mineralógicas, comparando as suas propriedades no estado fresco e endurecido em concretos de cimento Portland. Verificando se a origem do agregado influencia no módulo de deformação e na perda de plasticidade, foi avaliado o uso de dois tipos de aditivos, sendo um aditivo plastificante polifuncional redutor de água a base de lignosulfonatos e o outro um aditivo plastificante polifuncional a base de policarboxilato de elevada redução de água, para saber o melhor desempenho de cada aditivo com determinada composição de agregados. Variando apenas a origem mineralógica dos agregados miúdos de britagem e os graúdos escolhidos, sendo gnaisse e granito, foram realizados ensaios de resistência a compressão, calorimetria da pasta do cimento e módulo de deformação, desenvolvendo uma metodologia de estudos, dividida numa primeira fase em estudo dos agregados e numa segunda, em concreto. O método de dosagem do concreto escolhido para determinação do traço, foi o IPT/EPUSP, conhecido como método IBRACON, por ser um método preconizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, bastante simples e eficiente além de ser um dos mais difundidos. Tem como parâmetro mais importante para concreto estrutural a relação água/cimento, sendo um método que a melhor mistura é aquela que a manutenção proporcional entre os agregados para um mesmo abatimento com diversos consumos de cimento, consome a menor quantidade deágua.Se o projeto especificar resistência a compressão simples, as rochas disponíveis na região mediante um ajuste na curva granulométrica poderão atingir esta exigência. Além da resistência a compressão, também foi exigido o módulo de deformação, e este sempre é definido durante a fase de projeto, então se deve estudar as rochas disponíveis, inclusive suas variantes, para o atendimento destes requisitos. Sendo que não há uma relação entre resistência a compressão simples e módulo de deformação, quando o concreto for produzido com diferentes tipos de agregados. Sendo que os requisitos de resistência à compressão e módulo de deformação devem ser estudados e analisados separadamente. Os estudos mostraram que a perda de abatimento não sofreu influência do tipo de rocha utilizado, mas sim sofreu influência do tipo de aditivo. Diferente de literaturas já publicadas, o desempenho dos aditivos policarboxilatos e Lignosulfonatos, não sofreu influência de qualquer um dos dois agregados estudados.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O objetivo principal deste trabalho foi contribuir para a avaliação dos revestimentos sintéticos texturizados quanto a influência de resistência daaderência quando aplicado ou não fundo preparador. Inclui, também, uma abordagem quanto aos revestimentos de ligantes sintéticos, seus principais constituintes e regras gerais de aplicação e de uso e normas deregulamentação técnica. Os revestimentos sintéticos são materiais que alem de proporcionar qualidades estéticas para a edificação promove a proteção física quanto aos agentes agressivos que degradam a camada de cobertura do concreto e também a camada passivadora do aço provocando a corrosão das armaduras. Portanto, tal revestimento deve ser muito bem executado e ser feita a correta aplicação do sistema que garantirá a devida aderência e durabilidade do sistema. Neste trabalho, será abordado o comportamento da aderência do revestimento sobre superfícies nas quais podem receber o sistema do revestimento sintético, sendo eles: emboço argamassado e emboço com massa corrida. Será observada a influência destas superfícies sobre a aderência do revestimento e sobre estanquidade que propciará ao sistema. Acrescenta-se à proposta uma recomendação do uso correto dos revestimento sintéticos e sua devida manutenção. Um programa experimental que contou com ensaios de resistência a aderência a tração seguindo as normas da ABNT em NBR 13528, onde foram preparados doze substratos cimentício (3 sem selador, 3 com selador, 3 com massa corrida, 3 com massa corrida e selador), em cada substrato foram realizados 2 ensaios de aderência.Os substratos com a presença de massa corrida apresentou menor resistencia, onde o substrato com apenas a aplicação de selador apresentou maior resistência a aderência.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

A verificação das condições atuais de segurança da barragem da PCH Casca III, considerando a avaliação do evento excepcional ocorrido em 29 de janeiro de 2016, estabelece a relação entre os procedimentos de segurança da barragem para o caso normal e excepcional do empreendimento, assim como as medidas emergenciais executadas, monitoramentos hidrológicos, hidráulicos e geotécnicos com as lições aprendidas, avaliação de cheias, conhecimento de projeto, as built e sistema de auscultação face às exigências levantadas pela Lei de Segurança de Barragens nº12.334/2010 e Resolução Normativa nº 696 de 2015 da ANEEL.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Este trabalho apresenta avaliação de imóveis em pequena cidade do estado do Paraná, aplicando o método comparativo direto de dados de mercado através do tratamento por fatores e da inferência estatística, ambos com o objetivo de determinar o valor de mercado do bem avaliando. A pesquisa de dados realizada na cidade do imóvel avaliando e na microrregião avaliatória, resultou em uma amostra menor obtida na cidade de Tijucas do Sul, utilizada na aplicação do tratamento por fatores e a inferência estatística considerando dados de toda a microrregião avaliatória, a variável de localização considerada nos cálculos inferenciais serve para diferenciar as localidades pesquisadas além de serem aplicadas outras variáveis no modelo. O método comparativo direto de dados de mercado através de análises distintas resultou em melhor valor do bem através do tratamento por fatores, mas não é garantida a fundamentação do laudo, os parâmetros não são fundamentados de acordo com o estado do Paraná. Ao aplicarmos a inferência estatística o valor do bem é menor e se enquadra nas condições do mercado atual, a fundamentação do laudo de avaliação respeita as recomendações da norma NBR 14.653-2.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Com o avanço da tecnologia e a criação de softwares de modelos computacionais de estruturas, tornou-se possível e frequente a comparação de viabilidade de diferentes tipos de estruturas para uma mesma obra. Os resultados obtidos podem ser utilizados para gerar estimativas bastante realistas referente à resistência, estabilidade estrutural, quantitativos e custo-benefício em uma obra. Neste contexto, o objetivo deste trabalho é comparar a viabilidade entre galpões com coberturas executadas em concreto pré-fabricado e galpões com coberturas em estrutura metálica para diferentes situações de vento, sendo consideradas para o estudo as velocidades básicas de 0, 30, 42 e 54 m/s. Os dimensionamentos foram realizados nos softwares Metalicas 3D, Pré-Moldar, Pcalc e Oblíqua. Com os resultados obtidos foi possível analisar o comportamento das estruturas em relação à ação do vento, visando economia no orçamento final da obra.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho analisa o banco de dados do departamento de assistência técnica de uma construtora, na cidade de Curitiba, através do estudo das fichas de atendimentos realizados entre agosto de 2015 e setembro de 2017, com o objetivo principal de determinar a incidência das manifestações patológicas identificadas nesses documentos. Como metodologia, foi utilizada a pesquisa documental. Para ser efetuada a análise, foram analisadas as fichas de atendimento da construtora através da criação de planilhas e gerados gráficos que auxiliam no entendimento da incidência da ocorrência das manifestações patológicas, das suas causas e dos custos associados às intervenções realizadas.Com a pesquisa, observa-se a importância de uma compilação de dados e sua análise, para que seja evitada a repetição dos problemas em futuras obras, garantindo a satisfação do cliente e a economia para a empresa. Concluiu-se que a manifestação patológica com maior taxa de incidência foi “mau funcionamento”, com 23,08% dos chamados. Porém, a manifestação patológica com gastos de intervenção mais significativos foram as manchas de umidade, representando 44,53% do valor total gasto no período avaliado.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Esse trabalho científico se deve ao estudo da qualidade do pavimento de concreto da Avenida Eusébio Matoso, São Paulo – SP, de acordo com a norma do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). O índice usado pelo DNIT para determinar o conceito de um pavimento é o ICP (Índice de Condição do Pavimento), que pode ser usado também para ajudar a escolha do momento de intervenção no pavimento para uma determinada manutenção. Foi feito uma análise no local, placa a placa, identificando as patologias encontradas com base na “Ficha de Inspeção Visual” da norma DNIT 060/2004 –PRO. Para a fundamentação teórica, foi pesquisado os procedimentos executivos de pavimento rígidos de concreto, já que grande parte das patologias em concreto, tanto em pavimento como em estruturas, se deve a falhas de execução como falta de acompanhamento técnico ou de mão-de-obra especializada. Os dados obtidos em campo foram compilados e pontuados, e por fim, cada subtrecho foram encontrados seus ICPs e assim verificando o conceito final do trecho. Com a análise do conceito final verificamos que o trecho se encontra em bom estado de conservação, contudo, algumas patologias foram recorrentes em todo o trecho, como as falhas na selagem das juntas (longitudinal e transversal), fissuras lineares e esborcinamento das juntas. Também foram registrados alguns defeitos incomuns pontuais, como pino sobressalente e marcas superficiais.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O estado de deterioração das estruturas em conjunto com a falta de manutenção periódica vem contribuindo para um aumento dos colapsos estruturais ocorridos nos últimos anos, pode-se destacar o colapso do viaduto ocorrido na cidade de Brasília, ficando evidenciado a falta de manutenção um dos fatores que contribuíram para desabamento. O pressente estudo trata-se de um estudo de caso, onde procurou-se avaliar de forma visual o estado de conservação da Ponte, em concreto armado, sobre o rio Tocantins em Porto Nacional, e classificá-la conforme os critérios adotados pela ABNT/NBR 9452:2016. O presente trabalho analisou todo o tabuleiro da referida ponte sobre o rio Tocantins, acessou alguns caixões perdidos, analisou as barreiras rígidas e os 9 (nove) pilares de sustentação da ponte. Para a análise do tabuleiro da ponte, foi necessário dividi-la em 19 (dezenove) trechos, para facilitar o mapeamento das manifestações patológicas encontradas ao logo dos 900 m da ponte. Após o mapeamento e análise das manifestações patológicas encontradas tais como lixiviação estalactites, corrosão das armaduras, pista de rolamento com pavimento deteriorado, juntas de dilatação bem danificas. Foi possível classifica-la, conforme o seu estado de conservação, com base na ABNT/NBR 9452:2016.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Os empreendimentos na construção civil, em sua maioria, requerem um estudo de viabilidade econômica devido ao mercado cada vez mais competitivo e pelo nível de exigência dos consumidores quanto à qualidade e custo dos empreendimentos. Torna-se necessário, então, a elaboração de um orçamento dos custos do empreendimento que, por sua vez, compreende o levantamento dos quantitativos de serviços e insumos. Comumente, levanta-se o quantitativo através de análises dos projetos desenvolvidos de forma manual, pois esses projetos são elaborados em plantas 2D. Essa metodologia, apesar de ser usual, pode apresentar erros causados por falhas humanas, afetando a tomada de decisões sobre o empreendimento. O presente trabalho comparou o método tradicional com a utilização do software Revit, que trabalha com a metodologia BIM para o levantamento de quantitativos. Constatou-se que a metodologia BIM é mais rápida e precisa nos levantamentos, mas necessita de maiores conhecimentos de tecnologia da informação, diferentemente do método tradicional que é mais simples tecnologicamente, o que torna o processo mais oneroso na sua execução.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a influência do diagnóstico em obras públicas de recuperação estrutural. As obras públicas de recuperação no Brasil são precedidas de um processo de licitação, que é feito através de uma concorrência em que basicamente se procura o menor preço, por vezes em detrimento da qualidade. Ocorre que para que haja a licitação, as empresas concorrentes devem apresentar um orçamento, que é baseado em um projeto previamente elaborado pelo órgão público licitante, em que informa o que deve ser feito e como fazer, conforme consta do edital. Ocorre que quando a empresa vencedora por vezes se prepara para iniciar os trabalhos, ela verifica que as manifestações patológicas possuem mecanismos de degradação diferentes do detectados no projeto do edital, de forma que se torna necessário se fazer um correto diagnóstico, afim de se adequar o projeto. Com esta finalidade torna-se necessário fazer minuciosa vistoria e ensaios afim de se chegar ao real diagnostico e abrangência da manifestação patológica, de forma a permitir a execução do projeto de recuperação estrutural mais adequado à situação e com os materiais mais indicados ao caso, objetivando restabelecer a vida útil da estrutura com o melhor custo benefício possível.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O estudo dos processos de degradação de estruturas e sistemas ao longo dos anos, tem sido de suma importância para o conhecimento dos fatores preponderantes para sua iniciação, de maneira a permitir que se possa agir preventivamente e, assim, aumentar a durabilidade das construções. Tais avanços no campo da patologia das construções se deve, entre outros fatores, principalmente aos custos envolvidos nas atividades de intervenção para reabilitação destas estruturas e sistemas. A principal justificativa para a redução de custos, se baseia no conceito apresentado na ?Lei dos Cincos?, apresentada inicialmente por W.R. de Sitter, em 1984. No entanto, em seu artigo, Sitter tratava especificamente das etapas de desenvolvimento da corrosão em armaduras, quais sejam: boas práticas (boas práticas de engenharia no projeto e construção); manutenção (intervenções para limpeza, aplicação de revestimento e aumento de cobrimento pontualmente); reparo e manutenção (pequenos reparos com aplicação de revestimento); renovação (reparos de grande magnitude). Este trabalho apresenta uma pesquisa bibliográfica, incluindo consulta a profissionais, e até mesmo autores de publicações internacionais como Kyosty Tuutti, cujos estudos embasaram a formulação da Lei dos Cincos. Tem-se como pressuposto contextualizar e fazer uma análise com base nos dados encontrados.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O setor da construção civil tenta se adaptar às exigências do mercado atual, muito mais visando o retorno econômico do que a utilização racional dos recursos e a aplicação da boa técnica. Ainda assim, o estudo das manifestações patológicas, principalmente as mais frequentes, é primordial para o entendimento e prevenção deste problema. O objetivo principal do trabalho é mostrar os problemas mais comuns na engenharia civil, discutindo suas causas e possíveis soluções, procurando tratar as patologias de forma simples, com a finalidade de alertar os profissionais da área e abordando de forma sucinta, causas e efeitos das patologias encontradas. O trabalho foi realizado por pesquisa documental com avaliação dos dados coletados em laudos de vistoria para a Caixa Seguradora no período de 2006 a 2016 na região do Alto Vale do Rio Itajaí e Planalto Catarinense. A partir deste trabalho é possível concluir que após a identificação das patologias apresentadas, é essencial que seja feito o planejamento prévio quanto às manutenções preventivas, afim de garantir a segurança da estrutura e prever o dano futuro.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Esse trabalho propõe apresentar e comparar as principais práticas para a garantia do desempenho ótimo do sistema de juntas, bem como orientações sobre locais e tipos adequados de juntas a serem empregadas. Para se alcançar tal resultado foi realizada uma revisão bibliográfica em diferentes documentos, artigos e regulamentos que discorrem sobre as melhores práticas a serem seguidas, para se alcançar a excelência em questão de eficácia e durabilidade das juntas. O trabalho também orienta quanto a execução dos vários tipos de juntas em pisos de concreto que podem ser utilizadas para melhor desempenho das estruturas. Abrangendo assuntos como juntas longitudinais, serradas, de encontro, barras de transferência e lábios poliméricos, o presente trabalho teve como objetivo comparar os trabalhos estudados visando selecionar os métodos que apresentavam maior aceitação e recorrência. Desta forma foram identificadas 12 principais práticas as quais foram adotadas como de maior relevância devido serem citadas por pelo menos 50% dos autores, ainda assim foram classificadas como imprescindíveis as práticas que se mostraram presentes em mais de 80% dos trabalhos estudados.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Após a ocorrência de um incêndio, diversos danos prediais devido à temperatura são constatados, como trincas e fissurações na estrutura de concreto armado, deformações de estruturas metálicas, desplacamento de alvenarias, sujidade e impregnação de fuligem em revestimentos, entre outros. Usualmente, grande parte destas avarias são corrigidas: feitos reforços nas estruturas de concreto, substituídas as alvenarias e revestimentos, e assim por diante, conforme a necessidade e viabilidade. Ocorre que em estruturas de concreto onde não são constatados danos visuais de desplacamento e fissuração, seja feito apenas uma limpeza superficial dos elementos, como pilares e vigas, para remoção de sujidade e fuligem. Contudo muitas vezes não se é levado em consideração se existem danos invisíveis à estrutura, em sua microscopia, que apesar de não haver uma avaria imediata, possa acarretar em uma perda de vida útil da edificação. Afinal numa situação de incêndio a parte da estrutura, que não teve contato direto com as chamas e caloria, sofre grande impregnação de fuligem proveniente da fumaça, que possui diversos elementos químicos em sua composição, e até que o processo de limpeza seja efetuado nos elementos estruturais, existe um hiato de tempo, para que seja levantada a verba (muitas vezes com seguros), sejam feitos projetos e planejamentos, que pode levar diversos meses. Este trabalho teve por intuito verificar a influência da fumaça residual de fogo na velocidade de avanço da frente de carbonatação, haja vista que a fumaça usualmente é composta por carbono. Para tal foram dispostos corpos de prova à intensa impregnação de fumaça, e foram armazenados ao longo de 7 meses para que fosse possível comparar com corpos de prova do mesmo lote, não submetidos à fuligem. Ao longo destes 7 meses foram realizadas 4 aferições comparativas da frente de carbonatação do concreto impregnado por fuligem, e do não impregnado por fuligem, através da asperção de fnoftaleína, e medição da área carbonatada através de paquímetro.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho propõe a verificação da inspeção virtual por meio de drone em fachadas com diferentes tipos de revestimento. Tem por objetivo comparar a eficiência da inspeção virtual de fachadas com a inspeção física por método estatístico em uma edificação com diferentes revestimentos. O estudo inicia com a revisão bibliográfica das manifestações patológicas encontradas em fachadas, assim como métodos quantitativos da degradação em fachadas. Com as inspeções realizadas e o método quantitativo aplicado aos dados, conclui-se que a inspeção virtual por drone auxilia na prevenção e fiscalização das fachadas com revestimento argamassado pintado, já as fachadas com revestimento cerâmico necessitam de estudos mais aprofundados para a efetivação da eficiência do método.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho trata do estudo da interferência que a aplicação de diferentes tipos de hidrofugantes, realizada de diferentes formas (mistura ou pintura), tem sobre a resistência de aderência à tração do revestimento. A relevância deste estudo deve-se ao fato de que, em geral, as manifestações patológicas já existentes em fachadas de edificações sofrem maior degradação devido à influência da água. Uma vez que manifestações patológicas, como trincas ou desplacamento do revestimento, quando expostas ao intemperismo (principalmente à chuva), permitem a entrada de água, ocasionando uma série de outros problemas. A água consiste em um dos fatores de maior atenção para construção civil devido aos seus potenciais efeitos deletérios, e este fato contribuiu para a escolha do tema do presente trabalho. Para o desenvolvimento desse estudo, foram aplicados dois diferentes tipos de hidrofugantes, tanto na forma de pintura como na forma de mistura, sobre o revestimento argamassado em um painel de fachada dividido em cinco partes, sendo uma das partes um painel de referência sem a aplicação de hidrofugante. Na sequência, o painel foi revestido com pastilhas cerâmicas e ficou exposto a intempéries por um determinado período de tempo. Após esta etapa, realizou-se o teste de resistência de aderência à tração do conjunto do revestimento de fachada e, por fim, foi realizada a análise dos resultados obtidos. Os resultados foram satisfatórios e bastante esclarecedores, porém, diferentemente da hipótese inicial, a aplicação do hidrofugante, sendo pintura ou mistura, contribuiu para um aumento da resistência de aderência à tração dos revestimentos de fachada. Concluiu-se, então, que o hidrofugante é um importante aditivo para ser usado em revestimentos de fachada, tendo em vista sua contribuição no que diz respeito à aderência. Para futuros trabalhos recomenda-se o estudo de diferentes traços do revestimento de fachada que possibilite o entendimento de como funciona a curva de incremento da aderência à tração do revestimento, além da análise do tempo que este incremento permanece no revestimento.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

A aplicação de agente de cura química é um método de cura aplicado no concreto formando uma membrana impermeável que coibi a evaporação da água que foi dosada na mistura. Este trabalho tem como objetivo avaliar a influência da cura química no ganho de resistência à compressão, pois ao impedir a entrada e saída da água no concreto em processo de cura, pode comprometer a hidratação dos grãos de cimento. Utilizando concretos classes C25, C30 e C35 foram realizados ensaios de resistência à compressão, conforme a NBR 5739:2007, utilizando corpos de prova padrão, corpos de prova encamisados em tubo de PVC e testemunhos extraídos submetidos a quatro condições de cura – cura em água, cura ao ar, cura química base parafina (PA) e cura química base poliacetato de vinila (PVA). Analisando os testemunhos extraídos foi possível comprovar maior eficiência no ganho de resistência à compressão no concreto classe C25, quando aplicado agente de cura química base PVA em relação aos testemunhos curados em água. Já no concreto classe C30, os testemunhos curados em água tiveram um maior ganho de resistência à compressão em relação a aplicação do agente de cura química base PVA, evidenciando que em concretos com mesma relação agua/cimento podemos obter diferentes comportamento em relação ao desempenho do procedimento de cura. Relativo ao tipo de adensamento, foi observado possível ineficiência do adensamento realizado em mesa vibratória pela presença de bolhas de ar e imperfeições nos corpos de prova encamisados e testemunhos extraídos, com maior evidência, no concreto confinado em tubo de PVC. Sobre o efeito do broqueamento, quando da extração de testemunhos de estruturas de concreto, os corpos de prova encamisados obtiveram resultados de resistência à compressão simples inferiores aos dos testemunhos extraídos, o que leva o efeito do broqueamento a uma condição de menor influência nos resultados em relação a condição de adensamento dos exemplares.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

Este trabalho teve como objetivo verificar a influência das adições de cinza volante ou fíler calcário no calor de hidratação do concreto autoadensável em peças de grande volume. Com isso, o estudo partiu do problema-chave que é o calor gerado pelo concreto em peças de grandes volume, visando avaliar, entre concretos com dois tipos de cimentos e adições de filer calcário e cinza volante, o que gerará menos calor. Para isso, realizaram-se pesquisas bibliográficas, com o propósito de obter um embasamento teórico, sempre tendendo a trazer tal pesquisa para um enfoque mais real. Logo, foram realizados ensaios laboratoriais dos cimentos puros e com as adições, com o intuito de comprovar alguns fatos apresentados nas bibliografias. Através da realização da pesquisa, pode-se avaliar que, em temperaturas até 40°C, os traços com cimento CP IV e com adição de cinza volante, apresentaram menos calor gerado. Contudo, ao se aumentar a temperatura, para 80°C, os concretos com CP II e filer calcário tiveram melhor desempenho.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O aumento do tráfego de veículos e a crescente carga de transporte nas últimas décadas têm contribuído fortemente para a degradação da malha viária. Devido a estas circunstâncias e a necessidade de restauração das vias, surgiu como uma alternativa que aproveita as vantagens do pavimento de concreto de cimento Portland, porém, com um custo aparentemente inferior por afirmar-se economizar recursos utilizando o pavimento existente como base, e com liberação parcialmente acelerada ao tráfego, fatores considerados desde que haja uma boa execução. Trata-se do Whitetopping, que consiste na aplicação de uma camada de concreto sobre um pavimento asfáltico existente e com certos limites de deterioração, que passa a ter a função de base para o novo pavimento.Esta técnica foi aplicada na Rodovia Estadual SC-114, entre o município de Otacílio Costa e o entroncamento com a BR-282 (acesso ao município de Lages - ambos os municípios localizados no estado de Santa Catarina) compreendendo uma extensão de 32,832 km, de uma forma razoavelmente mais rápida devido à utilização de pavimento asfáltico no trecho citado acima.

Data: 27/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho apresenta um estudo comparativo entre a relevância de variáveis (ou grupos de variáveis) para modelos de avaliações de terrenos ZR2 em Curitiba (capital do estado do Paraná) e Almirante Tamandaré (cidade pertencente a região metropolitana). Tem-se como objetivo entender quais os principais fatores que devem ser levados em consideração na hora de calcular o preço de terrenos e o por quê. Foram feitos modelos distintos, para aumentar a assertividade do estudo, através CastleR. Realizou-se analise das variáveis utilizadas, comparou-se a significância das mesmas e o quanto elas influenciam na formação do valor final. Pode-se concluir que as variáveis relevantes para ambas as cidades foram: renda do IBGE, infraestrutura presente no endereço, serviços presentes no entorno e área privativa. Já exclusivamente em Curitiba tem-se data do evento e coeficiente de aproveitamento, por sua vez em Almirante Tamandaré pavimentação no endereço. Também criou-se dois terrenos hipotéticos, um para cada cidade, com todas as características iguais, com exceção da renda do IBGE para ser possível uma análise de valor/m2. O valor final do terreno, em Curitiba foi de R$865,00/m2, já em Almirante Tamandaré 52,5% menor, resultando R$ 411,00/m2.

Data: 25/01/2018 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como objetivo a determinação das causas e origens das manifestações patológicas ocorrentes em uma edificação unifamiliar, construída a partir da metade da década de 90, localizado no município de Curitiba-PR. A inspeção técnica no imóvel foi realizada afim de se determinar por motivos econômicos na construção, deficiência na qualificação de profissionais, estudos preliminares inadequados que afetam a edificação ecologicamente e a ausência de recursos tecnológicos que influenciaram no aparecimento de manifestações patológicas nos ambientes encontrados. Para a identificação dos problemas mais incidentes foram realizadas inspeções visuais, assim como relatório fotográfico, o mapeamento das manifestações patológicas de acordo com a distribuição dos cômodos, caracterização da situação atual do imóvel quantificando e diferenciando o tipo de anomalia que mais estava afetando cada cômodo tanto fisicamente quanto visualmente. Para auxiliar na segurança tanto do imóvel quanto do usuário, foi elaborado um manual prático de reparos para os principais problemas encontrados para que os mesmos não voltem a ocorrer. Verificou-se a ocorrência de 11 manifestações patológicas distintas na edificação, como a presença de fissuras, tricas e rachaduras; problemas de umidade; dilatação térmica; e descolamento de revestimento da pintura. Constatou-se a necessidade de execução, manutenção preventiva e da segurança dos usuários que ali habitam e visitam o imóvel, especialmente quanto aos problemas mais aparentes encontrados nas alvenarias do lado direito do imóvel, como quem olha da rua.

Data: 25/01/2018 | Download do arquivo

Em lajes protendidas com monocordoalhas engraxadas existem tensões nas regiões das ancoragens proveniente da força de protensão, originando esforços de tração no concreto.As ancoragens têm por função transmitir permanentemente a força da protensão ao concreto, desta forma o estudo das ancoragens é de extrema importância.A força aplicada no cabo de protensão nas ancoragens têm o funcionamento básico de um bloco parcialmente carregado, e será mostrado neste trabalho o comportamento do concreto nesta região, devido a diferentes tipos de disposições de ancoragens.Será mostrado também processo de cálculo da armadura para combater a esses esforços, recomendando de maneira adequada a execução destas armaduras na região.

Data: 25/01/2018 | Download do arquivo

O concreto protendido tem sido utilizado no Brasil desde 1948 e, desde então, está sendo aplicado em vários projetos de estruturas de concreto apresentando-se vantajoso em relação ao concreto armado convencional. Nos anos 50 surgiu a primeira patente de protensão que utilizava bainhas individuais de plástico extrudadas

Data: 25/01/2018 | Download do arquivo

As tensões normais atuantes em uma seção transversal são resistidas pelo concreto comprimido e pela armadura longitudinal previamente tracionada no concreto protendido. As vigas submetidas a um carregamento vertical qualquer, com ou sem esforço normal, estão trabalhando em flexão simples ou composta não pura e, nesta situação, o momento fletor é variável e a força cortante passa a ser diferente de zero, surgindo na seção transversal, além das tensões normais, tensões tangenciais que equilibram o esforço cortante. Para cargas de pequena intensidade, em que as tensões de tração na flexão não superam a resistência à tração do concreto (estádio I), o comportamento da estrutura e o cálculo das tensões tangenciais decorrentes de esforço cortante podem ser obtidas com o auxilio das fórmulas da resistência dos materiais. Ao se aumentar o carregamento, ultrapassada em alguns pontos a resistência à tração na flexão do concreto, há o início de sua fissuração (estádio II), e é produzido um complexo reequilíbrio de tensões entre o concreto e armadura, que resistidas pelo concreto comprimido, que se mantém íntegro entre as fissuras (bielas comprimidas), e as tensões de tração são resistidas por uma armadura transversal (armadura de cisalhamento). No caso de peças de concreto protendido, dependendo do nível de protensão (parcial, limitada ou completa), a fissuração do concreto pode ocorrer somente após, por exemplo, no caso de proteção completa, a atuação das cargas correspondentes à combinação rara; mas ainda assim, para efeito de dimensionamento, no estado limite último haverá a fissuração do concreto e, portanto, o cálculo no estado limite último deve ser feito como o concreto armado. No reequilíbrio das tensões, após o início da fissuração, outros mecanismos passam a atuar, tais como o engrenamento dos agregados do concreto, efeito pino da armadura longitudinal, que, podem ser considerados na resistência final da peça ao cortante.

Data: 25/01/2018 | Download do arquivo

O objetivo deste trabalho é analisar as etapas do processo de recuperação e impermeabilização da estrutura do teatro L?occitane que tiveram como referência as especificações de um projeto de recuperação. Este trabalho busca contribuir no aperfeiçoamento dos procedimentos construtivos e de reparo das estruturas de concreto armado. Para isto foi realizado uma pesquisa bibliográfica sobre recuperação das estruturas de concreto juntamente com o estudo de caso da obra de recuperação do teatro L?OCCITANE em Trancoso-BA. Através deste trabalho foi possível constatar a importância de se avaliar a concepção estrutural e escolha dos acabamentos não apenas a nível de estabilidade mas também de se buscar soluções que atendam a questões funcionais e de manutenção visto que os problemas que geraram os trabalhos de recuperação tiveram origem na escolha do tipo de acabamento do revestimento da fachada e nos encontros entre as estruturas de concreto armado e estruturas metálicas, pois geraram problemas como fissuração nos encontros das estruturas que danificaram a impermeabilização, além do acúmulo de umidade de sujidade na fachada que se tornaram insustentáveis ao tipo de uso e público do espaço. Por fim o estudo de caso conseguiu comprovar a importância e eficácia de um projeto de recuperação e impermeabilização que através do tratamento das causas raízes, escolha adequada dos materiais e especificação da metodologia executiva adequada conseguiu solucionar os problemas existentes.

Data: 20/01/2018 | Download do arquivo

As tensões normais atuantes em uma seção transversal são resistidas pelo concreto comprimido e pela armadura longitudinal previamente tracionada no concreto protendido. As vigas submetidas a um carregamento vertical qualquer, com ou sem esforço normal, estão trabalhando em flexão simples ou composta não pura e, nesta situação, o momento fletor é variável e a força cortante passa a ser diferente de zero, surgindo na seção transversal, além das tensões normais, tensões tangenciais que equilibram o esforço cortante. Para cargas de pequena intensidade, em que as tensões de tração na flexão não superam a resistência à tração do concreto (estádio I), o comportamento da estrutura e o cálculo das tensões tangenciais decorrentes de esforço cortante podem ser obtidas com o auxilio das fórmulas da resistência dos materiais. Ao se aumentar o carregamento, ultrapassada em alguns pontos a resistência à tração na flexão do concreto, há o início de sua fissuração (estádio II), e é produzido um complexo reequilíbrio de tensões entre o concreto e armadura, que resistidas pelo concreto comprimido, que se mantém íntegro entre as fissuras (bielas comprimidas), e as tensões de tração são resistidas por uma armadura transversal (armadura de cisalhamento). No caso de peças de concreto protendido, dependendo do nível de protensão (parcial, limitada ou completa), a fissuração do concreto pode ocorrer somente após, por exemplo, no caso de proteção completa, a atuação das cargas correspondentes à combinação rara; mas ainda assim, para efeito de dimensionamento, no estado limite último haverá a fissuração do concreto e, portanto, o cálculo no estado limite último deve ser feito como o concreto armado. No reequilíbrio das tensões, após o início da fissuração, outros mecanismos passam a atuar, tais como o engrenamento dos agregados do concreto, efeito pino da armadura longitudinal, que, podem ser considerados na resistência final da peça ao cortante.

Data: 20/01/2018 | Download do arquivo

O presente artigo analisa resultados nas cargas dos pilares da estrutura de concreto armado comparado com a mesma concepção estrutural em concreto protendido de um edifício de 10 pavimentos com lajes lisas. Projetos estruturais protendidos em edificações residenciais e comerciais aumentaram nos últimos anos seja através do número crescente de projetistas na área de protensão, seja pelo aumento de empresas executoras de protensão ou mesmo pela facilidade da execução com o uso de coordoalha engraxada e plastificada. Os resultados de carregamentos originados pelos cabos de protensão, são considerados no projeto de concreto armado durante o processamento do pórtico espacial ou pórtico plano para a obtenção dos esforços e dimensionamento dos pilares, lajes e vigas. O objetivo do trabalho compara resultados de cargas nos pilares entre as duas situações distintas, uma resulta de cargas nos pilares no projeto estrutural sem protensão considerando somente concreto armado e a outrano mesmo projeto estrutural mas com as lajes protendidas. O método aplicado consiste de modelagem numérica com o uso do software comercial CAD/TQS versão 16.8.

Data: 20/01/2018 | Download do arquivo



2017

Com a crescente esbeltez das estruturas, torna-se imprescindível analisar as estruturas nos Estados-Limites de Serviço (ELS), especialmente o Estado-Limite de Vibrações Excessivas (ELS-VE). Diferentemente do Estado-Limite Último (ELU), o ELS está ligado à percepção de incômodo do usuário e pode ser de difícil aferição, pois varia para cada indivíduo conforme diversos fatores. Neste artigo são discutidos os critérios abordados pelas normas técnicas brasileiras para a avaliação de lajes sujeitas às atividades humanas com relação ao conforto dos usuários. São apresentadas as principais características que regem a análise de vibrações, como a frequência natural da estrutura e o fator de amortecimento, bem como maneiras de se determinar estes parâmetros. São discutidas as vibrações causadas pelo caminhar e também por atividades rítmicas, como dança e ginástica. São apresentados os critérios utilizados para a determinação da percepção da vibração que gera desconforto aos usuários, baseados nas acelerações geradas pelas forças dinâmicas aplicadas às lajes, conforme suas frequências naturais. É discutido o critério do peso efetivo mínimo necessário para a aceitabilidade de lajes sujeitas às atividades humanas no ELS-VE, para as diversas condições de utilização, e também são apresentadas aplicações do critério proposto. Os resultados obtidos com a aplicação do critério demonstram que a abordagem da NBR 6118:2014 não garante uma condição de conforto dos usuários com relação às vibrações sentidas em lajes sujeitas às atividades humanas. Conclui-se que o critério do peso efetivo mínimo necessário para a aceitabilidade de lajes de concreto no ELS-VE, está em consonância com os resultados obtidos em ensaios experimentais realizados por outros autores, podendo ser aplicado a lajes pertencentes a quaisquer sistemas estruturais e tipologias.

Data: 09/12/2017 | Download do arquivo

Este trabalho visou fazer um estudo comparativo entre os sistemas de manta asfáltica autoadesivo e aderido à maçarico com relação à aderência à superfície e estanqueidade dos sistemas. Para o estudo também foram considerados como variáveis a umidade superficial da regularização e o tipo de primer utilizado nos sistemas de mantas asfálticas (emulsão e solução). O método de pesquisa utilizado foi o de programa experimental, executado no laboratório de materiais de construção civil da Universidade São Judas (SP), através de protótipos que simulam o sistema de impermeabilização (base, regularização, imprimação e manta asfáltica). Para verificação do desempenho foram executados testes de aderência e estanqueidade dos sistemas. Com os resultados obtidos, ficou comprovado a influência da umidade superficial na aderência dos sistemas de manta asfáltica autoadesiva, independentemente do tipo de primer adotado, e do sistema de manta asfáltica aderido à maçarico com primer água. No sistema autoadesivo observou-se também maior vulnerabilidade das sobreposições com relação à estanqueidade.

Data: 31/07/2017 | Download do arquivo

O concreto é considerado o material de construção mais utilizado no mundo e está em constante aprimoramento. Em 1986, no Japão, foi criado o concreto autoadensável, capaz de se moldar nas formas sem a necessidade de vibração. Este concreto é classificado através de norma brasileira ABNT NBR 15823:2010 - Concreto auto-adensável e promove adensamento em estruturas altamente complexas. Devido as variações climáticas existentes no Brasil e a exposição dos agregados à intempéries para a execução de concretos, neste trabalho, foi realizado um concreto auto adensável tipo SF3 como referência e analisada a perda de fluidez submetendo os seus agregados a variação de temperatura (5C a 125C com variações de 20C para cada ensaio). A realização destes ensaios possibilitou confirmar a influência da alteração da temperatura dos agregados na perda de fluidez do concreto, bem como na temperatura final do concreto e nas resistências à compressão. Quando submetido a temperaturas baixas (5C), o concreto tende a apresentar um aumento significativo de trabalhabilidade, atrelado a descaracterização do traço pela esxudação. Quando submetido a temperaturas mais elevadas (25C a 125C), o concreto tende a apresentar perda de trabalhabilidade acentuada, sendo ela gradual ao aumento da temperatura.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

Durante o dimensionamento de elementos estruturais depara-se com a questão de como se ocorre a transferência dos esforços entre as vigas e os pilares. A determinação da rigidez da ligação entre estes elementos é fundamental para que a modelagem estrutural resulte em um dimensionamento ideal e que seja a mais representativa possível da estrutura depois de construída. O presente trabalho tem por objetivo avaliar os impactos da variação do grau de engastamento das ligações no consumo de aço. Também se analisam os impactos dessa variação na estabilidade global da estrutura e nas flechas das vigas. Realizou-se o cálculo estrutural de três estruturas de concreto armado com auxílio do programa Eberick. Ao final do dimensionamento das estruturas organizaram-se os resultados obtidos em forma de gráficos e tabelas. Fez-se a análise dos resultados das três estruturas analisadas e constatou-se que a redução no grau de engastamento implicou em um menor consumo de aço total, porém com a implicação de uma significativa redução na estabilidade global das estruturas e um aumento nos seus deslocamentos horizontais.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia se uma estrutura pré-fabricada que não foi verificada para situações de incêndio na fase de projeto, dimensionada somente levando em consideração as normas específicas de projetos de concreto e elementos pré-moldados, tais como, NBR 6118 (ABNT, 2014) – Projeto de estruturas de concreto e NBR 9062 (ABNT, 2006) – Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado, atende também quando avaliada levando em consideração as normas de incêndio. Foi verificado individualmente cada um dos elementos pré-fabricados componentes da estrutura através das normas NBR 14432 (ABNT, 2001) – Exigências de resistência ao fogo dos elementos construtivos das edificações e NBR 15200 (ABNT, 2012) – Projetos de estruturas de concreto em situação de incêndio, e conclui-se que a maioria dos elementos não apresentam resultados satisfatórios quanto ao cobrimento mínimo das armaduras para atender ao tempo requerido de resistência ao fogo exigido. Com o resultado deste trabalho, reforça a importância do tema, e a necessidade de uma preocupação maior por parte do responsável, com maior cobrança dos órgãos competentes a fim de evitar e minimizar os riscos de incêndio, prezando pelas vidas humanas de quem utiliza a estrutura, evitando danos ao meio ambiente e ao patrimônio.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

No início, o dimensionamento dos pisos e pavimentos de concreto era baseado em critérios e métodos de execução rudimentares que acarretavam em altos custos e baixa durabilidade. Assim, em pouco tempo, surgiam manifestações patológicas, as quais implicam na perda da produtividade das fábricas, comércios e rodovias. Com o aumento da produção industrial e a exigência da implementação das normas de segurança do trabalho, novos materiais, técnicas e tecnologias passaram a ser utilizadas, diminuindo a ocorrência dessas manifestações. Este trabalho teve como objetivo a determinação dos principais procedimentos de execução dos pisos/pavimentos de concreto para evitar a manifestação patológica fissuração. Para isso, fez-se uma extensa revisão bibliográfica sobre o assunto, definindo pisos/pavimentos de concreto e quais suas finalidades e utilizações, apresentando a classificação dos tipos de pisos de concreto, as suas etapas executivas, e as principais manifestações patológicas com ênfase na fissuração, destacando suas causas e medidas preventivas a serem adotadas. Ao final, foram feitas sugestões para trabalhos futuros nessa área de pesquisa.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

O presente Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) foi desenvolvido a partir da dificuldade encontrada em campo para implantação de um pavimento destinado ao corredor exclusivo de ônibus ligando as cidades de Itapevi e Jandira, localizadas na Região Metropolitana da cidade de São Paulo.O local escolhido para implantação do empreendimento margeia a linha férrea da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que vem sofrendo com invasões por parte dos moradores, aterros irregulares e falta de saneamento básico.O projeto enviado para execução determinava os parâmetros que deveriam ser atendidos para as várias camadas de pavimento, porém as análises apresentadas, que geraram o projeto, não conferiam com os ensaios realizados “in loco”. O subleito apresentava diferentes valores do Índice de Suporte Califórnia (ISC/CBR) e deflexões recuperáveis e com isso surgiu a necessidade de se criar uma metodologia para uma tomada rápida de decisão.Estudou-se, a partir daí qual seria a camada ideal de material granular para estabilizar os subleitos com baixa capacidade de suporte.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

O presente Trabalho de Conclusão de Curso apresenta um estudo comparativo de sistemas de classificações geotécnicas, aplicadas aos solos tropicais oriundos da região de Nova Mutum, Estado do Mato Grosso, visando qualificar o método que melhor caracteriza os solos tropicais utilizados no meio rodoviário. Nos dias atuais, os sistemas classificatórios mais comumente empregados são: Sistema Unificado deClassificação de Solos (SUCS) e do Transportation Research Board (TRB). Estes sistemas foram criados para solos de climas temperados, onde por essa razão nem sempre caracterizam os solos de comportamento tropical com exatidão. Assim não raro, solos tropicais com boas propriedades são descartados pelas classificações tradicionais. Visando sanar esta deficiência, foi desenvolvido o método Miniatura Compactado Tropical (MCT), que visa melhor classificar os solos de comportamento tropical. Assim o objetivo da pesquisa é verificar se o método MCT atende e melhor classifica os solos tropicais. Para tanto, foram coletadas 11 amostras, as quais foram ensaiadas e classificadas nos três métodos apresentados, além de terem sido submetidas a ensaios do Índice de Suporte Califórnia (ISC/CBR) cujos resultados foram correlacionados com os grupos de cada classificação, em que seus valores depurados, na maioria, encontram-se entre o limite laterítico e não laterítico.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

Um edifício em concreto armado pode ser construído através de diferentes sistemas estruturais. Entre algumas variações podemos citar0, os sistemas construtivos das lajes, que dentre outras pode ser: maciça, nervurada retangular com formas em madeira, nerv

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

A determinação da vida útil de um pavimento é vital para definir o momento de intervenção na estrutura, a demora na ação corretiva compromete as funções do pavimento, prejudicando o desenvolvimento econômico, além de afetar diretamente o conforto e a segurança. O presente trabalho tem como objetivo principal determinar a vida útil restante do pavimento flexível em um seguimento da Avenida dos Autonomistas em Osasco (São Paulo), através da retroanálise dos dados deflectométricos do projeto de recuperação da via e implantação da faixa de ônibus, empregando os programas de método empírico-mecanicista Evercalc 5.0 e ELSYM5.Para o cálculo da retroanálise dos módulos deresiliência, foram utilizados os valores de deflexão obtidos através do equipamento por impacto, Falling Weight Deflectometer (FWD). Com o emprego do programa Evercalc 5.0 de método empírico-mecanicista foram lançadas as bacias de deflexão identificadas pelo FWD e obtidos os valores do modulo de resiliência para as camadas da estrutura. Com os modulo de resiliência encontrados na retroanálise, utilizou-se o programa ELSYM5 para a obtenção das características elásticas de cada camada. Obtido todos os valores das deformações, empregou-se a instrução de projeto IP-DE-P00/001 do Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo, que define as condições para escolha de metodologia para cada camada, estabelecendo-se então o valor da carga de trafego da estrutura, sendo possível realizar comparações com as soluções adotadas no projeto.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

O objetivo deste trabalho é verificar a resistência de aderência a tração daargamassa tipo ACIII (piso sobre piso) aplicada sobre substrato pintado e com cola de contato.A principal justificativa para este estudo é a possibilidade de redução damão de obra, materiais e entulhos gerados durante a obra, com a otimização do cronograma físico financeiro e dos recursos naturais disponíveis.Para o bom entendimento do tema, este trabalho conta com uma fundamentação teórica, com o intuito de esclarecer todos os aspectos importantes para a compreensão do tema em questão, com a abordagem de diversos aspectos das argamassas em estado fresco e endurecido, bem como as principais propriedades e recomendações de norma para aplicação de revestimentos com argamassas colantes.A seguir, foi executado o programa experimental, com a utilização deplacas de concreto impregnadas com latex acrílico ou cola de contato, com diversos níveis de raspagem, e posterior colagem de revestimento cerâmico com utilização de argamassa tipo AC-III (piso sobre piso).Foi utilizado o ensaio para determinação da resistência de aderência atração, após cura de 28 dias da colagem, onde os resultados demonstram ao atendimento a NBR 13.755/96, com valores acima de 0,30 MPa em todos as amostras.

Data: 26/06/2017 | Download do arquivo

Para evitar o surgimento de possíveis manifestações patológicas como odesplacamento do revestimento de argamassa, foi desenvolvido este trabalho, que teve como objetivo avaliar a influência da resistência característica à compressão do concreto do substrato na resistência à aderência à tração da argamassa de revestimento aplicada sobre este concreto. Para tanto foi desenvolvido um programa experimental onde foram moldados placas de concreto com 4 (quatro) níveis diferentes de resistência à compressão (30, 50, 80, 95 MPa). As superfícies das placas foram tratadas apenas com água em alta pressão sendo realizado posteriormente o chapisco e lançamento da argamassa de forma manual. O programa experimental contemplou a caracterização dos materiais, o preparo e sua aplicação. Após isto foram realizados os ensaios de arrancamento da argamassa, conforme NBR 13528 por um laboratório terceirizado (Bianco). Por fim observou-se que os resultados de resistência da aderência à tração do revestimento de argamassa são afetados pela resistência à compressão do concreto do substrato.

Data: 24/06/2017 | Download do arquivo

Este trabalho tem por objetivo determinar as zonas de localização, dentre as estudadas, que possuem maior índice de degradação de corrosão, de fissuração e de desplacamento. No desenvolvimento deste trabalho foi utilizado o levantamento de campo como procedimento metodológico. Foram inspecionadas sete passarelas de idades próximas, pertencentes a três zonas metropolitanas de São Paulo (oeste, sudeste e leste) e com os dados coletados, gerou-se um mapeamento das manifestações patológicas encontradas. Desenvolveu-se uma análise quantitativa dos danos coletados utilizando a metodologia de determinação do grau de deterioração das estruturas. Este grau de deterioração foi dado através da razão entre a área deteriorada pela área total, sendo que a estrutura foi dividida em famílias de elementos (guarda-corpo e piso) e subdivida em acesso e tabuleiro. De acordo com os dados levantados de projeto, a resistência do concreto não se demonstrou como fator determinante na degradação da estrutura. Por fim, o que se obteve como resultado foram maiores índices de corrosão da armadura e fissuração na Zona Sudeste da região metropolitana de São Paulo e o desplacamento se mostrou mais significativo na Zona Oeste.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

A revisão da NBR 6118 ? Projeto de estruturas de concreto armado ? realizada em 2014, possibilitou o uso de concretos de alta resistência com resistência característica à compressão de até 90 MPa. Isto possibilitou o emprego, cada vez mais comum, de estruturas esbeltas e de elevada resistência, em paralelo a esse cenário, a utilização de desmoldantes e fôrmas plastificadas. Tais fatores contribuem para que a superfície do concreto se torne lisa e de baixa porosidade, o que dificulta a penetração e a ancoragem dos produtos de hidratação da argamassa de revestimento no interior do substrato. O trabalho teve como objetivo avaliar a influência da resistência característica a compressão do concreto na resistência à aderência à tração da argamassa do emboço. Para atender o objetivo proposto, moldaram-se primas de concreto com 8 (oito) níveis de resistência (20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 MPa) sobres os quais foram aplicados revestimentos de argamassa. Não foram realizados tratamentos superficiais e tanto o chapisco quanto a argamassa foram industrializados, com a finalidade de diminuir as interferências sobre os resultados do experimento. O programa experimental contemplou a caracterização dos materiais, o preparo e sua aplicação. Após isso foram realizados ensaios de arrancamento na argamassa, conforme NBR 13528 - Revestimento de paredes de argamassas inorgânicas - Determinação da resistência de aderência à tração. A partir dos resultados dos ensaios tecnológicos, dadas as limitações impostas no trabalho, verificou-se que a utilização do chapisco colante para concreto, proporciona uma aderência adequada, entre o chapisco e substrato, independentemente do valor de resistência a compressão do concreto ser, já que o tipo de rompimento mais frequente, ocorreu entre a interface da camada de chapisco e a argamassa de reboco, com valores de resistência a aderência superior ao da referida norma. Portanto, considera-se que no estudo de caso, a utilização da argamassa adesiva para chapisco diminui as possíveis interferência da má aderência entre a interface chapisco e substrato (concreto).

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

As construções sofrem diversos tipos de ataque ambiental ao longo de sua vida útil. Alguns dos compostos de enxofre são conhecidos por atacarem concreto e argamassa causando manifestações patológicas severas. Neste trabalho foi realizada uma avaliação da variação dimensional de corpos de prova de argamassa moldados com diferentes tipos de cimento submetidos ao ataque ácido de agentes compostos de enxofre com o intuito de avaliar a diferença entre os diferentes tipos de cimento a essas agressões. Dentre os corpos de prova moldados, foram utilizados três tipos diferentes de cimento, sendo que esses foram CP II Z, CP IV-32 RS e CPV. Os ensaios foram realizados submetendo parte dos os corpos de prova à solução de sulfato de sódio, solução prescrita pela NBR 13853 (2014), outra parte dos corpos de prova em ácido sulfúrico e a terceira parte em solução de água saturada com cal, para referência. Após a cura dos corpos de prova, foi realizada a medida inicial dos mesmos em um relógio comparador e posterior imersão dos mesmos nas soluções. As medições para avaliar a variação dimensional foram realizadas aos 14, 28, 51, 58 e 63 dias. O tipo de cimento que apresentou maior variação dimensional foi o CP II-Z, sendo a menor do CP IV 32 RS, entretanto, ao longo das medições, principalmente nas primeiras idades, não foi observada apenas expansão relativa à solução de referência de água saturada com cal. A variação do pH da solução de referência e da solução de sulfato de sódio só tiveram divergência para os diferentes cimentos a partir da medição de 63 dias. Foi observada uma maior agressão pela solução de ácido sulfúrico, já havendo necessidade de realizar correção no pH da solução nas primeiras medições.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

Este trabalho tem por objetivo avaliar a relação entre o acréscimo de resistência à flexão do elemento estrutural e o custo direto das técnicas de reforços, utilizando adição de armadura, chapa colada de aço e polímero reforçado com fibra de carbono, aplicadas a uma laje maciça de concreto armado. Para o desenvolvimento do trabalho foram adotadas lajes maciças em concreto armado apoiadas com espessuras e vãos livres variados. Aplicaram-se os diferentes tipos de reforços, calcularam-se os acréscimos do momento resistente e levantaram-se os custos diretos para cada intervenção. Concluiu-se que os métodos de reforços que apresentam menores custos diretos, em função das combinações de vãos, espessuras e necessidade de acréscimo de resistência, foram aqueles com adição de armadura e adição de chapa metálica.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

Atualmente para a sociedade o tema desenvolvimento sustentável está em evidência, e neste diapasão a indústria da Construção Civil é fortemente afetada, tendo como um dos assuntos mais abordados a durabilidade das construções. As estruturas de concreto se degradam por vários mecanismos, tendo sua vida útil reduzida caso não sejam adotadas medidas de manutenção corretivas e preventivas. Esta degradação compromete o desempenho da estrutura, uma vez que as propriedades físicas e químicas do concreto são alteradas em função das características de seus componentes e das respostas destes aos condicionantes do meio ambiente. Diversos estudos apontam a corrosão como uma das manifestações patológicas de maior incidência e maiores custos de reparo, uma vez que sua permanência pode significar risco à estabilidade da edificação. Assim, este trabalho apresenta um software de previsão de vida útil de estruturas de concreto armado, capaz de prever o tempo necessário para a despassivação da armadura, seja por ação de cloretos ou de CO2, de uma forma prática, com interface amigável e aplicável na definição do plano de manutenção de estruturas já existes, onde poucos ensaios e dados sobre a estrutura estão disponíveis. Os softwares foram desenvolvidos com uma interface de fácil manipulação, com dados de entrada obtidos de maneira rápida e barata, que servem para auxiliar o planejamento de manutenções de estruturas de concreto armado, aliados à intenção de utilizar os resultados para balizar tomadas de decisões, respeitando sempre as limitações descritas.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

A durabilidade de uma estrutura de concreto armado é sua capacidade demanter a integridade frente aos agentes que a danificam. Existem diversos agentes quecontribuem para a corrosão da armadura presente na estrutura, diminuindo assim adurabilidade da estrutura. No Brasil, devido a sua extensa faixa litorânea, há muitasconstruções expostas ao ambiente agressivo do litoral. A proteção da estrutura podeser dada tanto pela aplicação de agentes protetores quanto pela escolha adequada deseus constituintes. A inadequação em projeto da edificação ao seu uso acarreta emgastos excessivos com manutenção corretiva. O uso de recursos naturais também estápresente nas manutenções corretivas. Para esta pesquisa abordou-se os íons de clorocomo agente agressivos. O ingresso de cloretos no concreto pode ocorrerprincipalmente por mecanismos de absorção e difusão. O cimento é formado peloclínquer e adições. O presente estudo teve por objetivo avaliar a penetração de cloretosem corpos de prova de argamassas produzidos com três tipos de cimento: CP II-F, CPII-Z e CP IV a penetração de cloretos. Para completa ação as adições no cimento oscorpos de provas foram curados em via úmida durante 84 dias. A penetração decloretos foi avaliada por aspersão de AgNO3 após imersão em solução de cloreto. Asmedições ocorreram em 30, 60 e 90 dias no corpo de prova seccionado ao meio. Aprofundidade de penetração do cloreto foi medida a partir da borda externa do corpode prova. A diferença entre os valores de penetração de cloreto nos corpos de prova deargamassa evidenciou o comportamento das adições na resistência na penetração decloretos. Os cimentos com adição de pozolana tiveram maior resistência a penetração.As penetrações médias no corpo de prova com cimento CP IV foram muito inferioresaos demais corpos de prova. A escolha do cimento CP IV para construções emambientes agressivos pode garantir maior resistência a penetração de cloretos.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

Os métodos para controle de fissura em elementos estruturais estão cada dia mais automatizados buscando formas para aumentar a segurança e garantir a estabilidade do elemento. O objetivo desse trabalho foi estudar a viabilidade da régua potenciométrica no monitoramento de fissuras em materiais de concreto. As análises foram feitas em um corpo de prova de 15x15cm, onde foi induzida uma fissura, acoplado a régua potenciométrica e o paquímetro, o protótipo, através de um parafuso, movia-se representando a abertura da fissura. Os resultados obtidos viabilizam a utilização da régua potenciométrica para o monitoramento de fissuras em elementos de concreto de forma qualitativa.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como temática principal a determinação dos tipos de manifestações patológicas presentes na estrutura do edifício do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Paraná, localizado no campus Politécnico no município

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

A falta de procedimentos adequados e de um eficaz sistema de controle de qualidade nas edificações está intimamente ligada ao surgimento das manifestações patológicas nas edificações. Por isso, salienta-se que as edificações devem atender às exigências de qualidade e durabilidade, tendo desempenho satisfatório dentro de determinadas condições. Sendo assim, o presente trabalho possui como objetivo o levantamento das manifestações patológicas em unidades privativas de edificações residenciais de oito empreendimentos, com idade de até cinco anos, executadas por uma construtora de Vila-Velha, ES, pesquisa essa, classificada como documental, considerando que, para a realização da mesma foram analisados os arquivos junto ao setor de assistência técnica da empresa das solicitações de manutenções atendidas. De acordo com as análises, os principais problemas encontrados nas edificações foram no item das instalações hidráulicas, com percentual de 45,16%, seguido pelas esquadrias de alumínio e esquadrias de madeira, com 10,73% e 10,38%, respectivamente, das reclamações feitas pelos usuários em questão.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

Revestimento argamassado trata-se de um sistema que desempenha papel fundamental na durabilidade das edificações, executado com uma ou mais camadas superpostas de espessura normalmente uniforme, resulta em superfícies aptas a receber a decoração final, além de constituir a camada que assegura a proteção das superfícies contra agentes agressivos de natureza física, mecânica e biológica, possuindo a função de absorver tensões e aliviar deformações decorrentes das solicitações a que estão sujeitos, contribuindo para o isolamento termo acústico e estanqueidade, portanto gerando conforto ao usuário. Neste trabalho verifica-se a influência da proporção de adesivo base PVA usado em chapiscos convencionais na determinação da resistência de aderência à tração do emboço quando o conjunto chapisco + emboço é aplicado sobre concreto de alta resistência, analisa-se também a resistência de aderência à tração em função das condições de aplicação recomendadas por normas e das adotadas em obras que não tomam os carecidos cuidados de preparo das bases e aplicação devido à aceleração do processo produtivo requerido pelo mercado de trabalho. Para tanto se utilizou substratos de concreto em forma de placas com dimensão 50 x 25 x 2 cm em idades superiores a 28 dias, moldados conforme Anexo B da NBR 14081 ? Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas ? Parte 2: Execução do substrato-padrão e aplicação da argamassa para ensaios (ABNT,2015). O lado liso das placas foi chapiscado mecanicamente com argamassas fluidas de cimento e areia média à grossa, adicionadas de diferentes proporções de adesivo. No terceiro dia da aplicação dos chapiscos fez-se a aplicação de uma argamassa de revestimento industrializada em camada única de espessura 3 cm. Com idade superior a 28 dias da aplicação da argamassa de revestimento submeteram-se as placas ao ensaio de arrancamento a fim de se determinar a resistência de aderência à tração conforme NBR 13528 - Revestimentos de paredes de argamassa inorgânica ? Determinação da resistência de aderência à tração (ABNT, 2010). A partir dos resultados obtidos verificou-se que não há influencia da proporção do adesivo utilizado, todavia em função da condição de aplicação constatou-se a necessidade do uso do adesivo em menores proporções.

Data: 31/01/2017 | Download do arquivo

O presente memorial tem como objetivo definir e apresentar os documentos, parâmetros, materiais, cargas e combinações utilizados na análise estrutural para o dimensionamento de estrutura metálica de um edifício industrial do projeto SAIPEM do Brasil – Welding Laboratory & Training Centre.

Data: 27/01/2017 | Download do arquivo

A Modelagem da Informação da Construção, que corresponde à sigla internacional BIM, como é mais conhecida, vem sendo cada vez mais utilizada pelas empresas do mercado de Arquitetura, Engenharia e Construção que buscam uma melhoria dos seus processos afim de reduzir desperdícios e aumentar a qualidade final dos seus produtos. Porém, para que essas empresas possam usufruir dos benefícios advindos dessa tecnologia, é necessário que haja uma mão de obra qualificada atuante em todas as etapas de sua aplicação. Dessa maneira, o papel das Universidades no ensino do BIM é fundamental para a formação de profissionais habilitados, de modo a suprir a falta deles no mercado. Nesse contexto, este artigo visa analisar como está o ensino do BIM nos cursos de Arquitetura e Engenharia nas quatro maiores Universidades de Curitiba/PR – Universidade Federal do Paraná, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pontifícia Universidade Católica do Paraná e Universidade Positivo. Para o desenvolvimento do presente trabalho, fez-se inicialmente uma revisão bibliográfica sobre alguns temas pertinentes dentro do ensino do BIM. Na sequência foi desenvolvido um questionário para a coleta das informações necessárias e o foi enviado para estudantes e recém-formados dos cursos especificados. Por fim, os dados levantados foram analisados e pôde-se fazer uma comparação, em linhas gerais, entre o cenário atual do ensino do BIM nas Universidades citadas e um cenário macro do ensino do BIM a nível nacional e internacional.

Data: 27/01/2017 | Download do arquivo

A crescente evolução dos hardwares nos últimos anos, aliada a necessidade de inovação na Indústria de Arquitetura, Engenharia e Construção, permitiu grande acúmulo de informações em um único local para melhor gestão da informação. Esta nova realidade associada à pequena quantidade de ferramentas que elaborem cálculo de instalações complementares com base em parâmetros normativos brasileiros, tais como elétrica e hidrossanitária, fomentou a necessidade de validação de software que permitam operação em Building Information Modeling. Selecionou-se o QiBuilder da AltoQi, uma vez que esta é uma ferramenta de cálculo e dimensionamento de projetos complementares e possibilita exportação para IFC – extensão universal largamente utilizada para facilitar a interoperabilidade de plataformas – para validação de software perante as necessidades mínimas exigidas pela tecnologia BIM.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

Este trabalho realizado para a conclusão da Pós Graduação em Gerenciamento e Execução de Obras, descreve todo um embasamento teórico relacionado ao tema de vedação acústica em edificações de cultos religiosos. Trata-se de uma igreja de pequeno porte, que anteriormente foi construída no método de alvenaria convencional e por estar alocada em área de preservação ambiental precisou ser demolida no ano de 2014. Analisado todo o contexto, no intuito de melhorar o conforto acústico, foi reconstruída no método de steel frame, com utilização de manta de lã de rocha, esquadrias de alumínio com vidros fixos, telhas sanduíche e forro mineral. Foi realizada uma pesquisa a campo, utilizando um questionário, e medições da intensidade de som emitidos durante alguns momentos do culto. Observa-se que os diagnósticos apresentados neste trabalho, apontam algumas percepções onde foi possível chegar a um índice satisfatório de conforto ambiental acústico em relação à emissão de ruídos pela igreja construída no novo sistema, e consequentemente absorvidos pela vizinhança. Com as necessidades ambientais emergentes, há uma preocupação em questão de conforto tanto para os fiéis que estão diretamente envolvidos, quanto à vizinhança que indiretamente sofre o impacto quando não levado em conta suas necessidades, torna-se viável e proveitoso este estudo. Os resultados levaram a sugerir que sejam feitos novos estudos, abordando a acústica interna e a utilização de equipamentos e instrumentos emissores de som, buscando analisar parâmetros que gerem mais conforto aos usuários.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho quantifica e qualifica os ensaios tecnológicos determinados por norma e controles indicados pela boa prática na execução de obras. Aplicando estes dados em uma obra de um edifício residencial de 4 pavimentos, chegou-se ao impacto destes custos sobre o orçamento total da obra. Ao final da análise observou-se um custo inferior a 1% para os ensaios e controles abordados, face ao valor despendido para a construção do empreendimento. Adicionalmente estes controles conferem à obra maior garantia quanto aos parâmetros exigidos para os materiais aplicados, evitando o retrabalho nas peças concretadas, diminuindo o desperdício de argamassa de revestimento, e impedindo o aparecimento de manifestações patológicas ligadas à qualidade destes materiais.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

Com o intuito de se estudar o processo de criação de modelos BIM e seus diferentes níveis de desenvolvimento, este artigo procura mostrar através de metodologia experimental os impactos de diferentes estratégias de modelagem na obtenção de dados de quantitativos de materiais em sistemas de alvenarias de vedação em blocos cerâmicos.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O objetivo do presente trabalho é avaliar de que forma o orçamento podecontribuir na gestão de custos de uma obra, pois se observa que na maioria das construtoras não há uma integração entre os setores de planejamento e execução de uma obra. Para o desenvolvimento desse trabalho, foi feito um estudo de caso de uma agência bancária concluída em 2014. Dentre as justificativas desse trabalho, pode-se destacar a crescente competitividade no setor da construção civil, que demanda melhores técnicas de controle e redução de custos. A partir do orçamento analítico dessa obra, puderam ser desenvolvidas algumas ferramentasde controle, que poderão ser utilizadas em obras futuras. Entre elas, pode-se citar a curva S e o cronograma físico-financeiro. Concluiu-se que o orçamento é uma ferramenta eficiente, e que pode ser utilizada na gestão de custos durante a execução da obra, e não ser apenas um documento sem utilidade após fase de planejamento.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

A representatividade econômica das rochas brasileiras, bem como a sua vasta utilização na construção civil nacional, contradiz com o pouco que se encontra na literatura técnica sobre as especificidades desse insumo. Incluído nesse tema, esta pesquisa apresenta um programa experimental que tem como objetivo determinar, dentre três tipos de argamassas, qual argamassa possui melhor custo benefício para o assentamento do granito. Baseado na NBR 14081:2012 que trata de placas cerâmicas, os procedimentos metodológicos adotados foram às execuções dos substratos-padrão e dos ensaios de tempo em aberto, resistência à tração e deslizamento. Além dos requisitos técnicos, também fez parte da metodologia o levantamento dos custos das argamassas. Demonstra que o desempenho das argamassas ACII, ACIII e ACIII Mármores e Granitos é satisfatório em relação aos ensaios de tempo em aberto e resistência à tração. No entanto, o ensaio de deslizamento possibilita concluir que apenas as argamassas ACIII e ACIII Mármores e Granitos possuem índices normativos. Ao correlacionar o desempenho das argamassas ensaiadas com os preços praticados de cada argamassa, conclui-se que a argamassa que apresenta o melhor custo benefício e maior versatilidade de uso é a ACIII. Entretanto, em usos horizontais, onde a característica de deslizamento não é restritiva, pode-se optar pela utilização da argamassa ACII, devido aos resultados obtidos nos ensaios de tempo em aberto e resistência à tração.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho tem por finalidade apresentar e contribuir com a prática do dimensionamento de edifícios industriais de pequeno porte, com o auxílio de software, de maneira contextualizada e de acordo com as prerrogativas normativas e mecânicas, embasado nas práticas de literaturas e normas nacionais e internacionais, apresentando dimensionamento racional.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

Este memorial tem por objetivo apresentar as metodologias e resultadosobtidos na concepção e dimensionamento estrutural de um edifício industrial metálico.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O objetivo do presente trabalho é dimensionar o principal pórtico de umedifício industrial de aproximadamente 940,00 m² de área construída, utilizando perfis metálicos de alma cheia.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

Memorial descritivo e de cálculo referente ao edifício industrial, situado na cidade de Guarujá / SP.A edificação será composta por um galpão “Welding Laboratory & Training Centre” da Saipem. O galpão possuirá uma ponte rolante, para o auxílio na movimentação dos materiais no interior do galpão. Na lateral direita possui um anexo com piso na elevação +3.00 m com vigas mistas formando o sistema de laje tipo Steel Deck.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

Este documento tem por objetivo apresentar o memorial de cálculo, bem como as premissas adotadas no mesmo e seus resultados, para a estrutura metálica do edifício industrial do Laboratório de Soldagem da empresa Saipem do Brasil, localizado em terreno plano ou fracamente acidentado, em região com edificações baixas e esparsas.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho apresenta as premissas de projeto, as considerações seguidas, as análises de alguns elementos da estrutura passo a passo, os resultados obtidos e as conclusões, sobre o desenvolvimento. Para a estrutura metálica do edifício industrial do Laboratório de Soldagem da empresa Saipen do Brasil, localizado em terreno plano ou fracamente acidentado, em região com edificações baixas e esparsas.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

A indústria AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção) está em constante processo de transformação e possui necessidade permanente de atualização de metodologia de processos de projeto e de gestão.Mudanças solicitadas relativas a produtos e serviços referentes à indústria da construção hoje tornam necessária a existência de equipes multidisciplinares que atuem de forma colaborativa. Para que esse processo seja bem-sucedido é preciso que ele seja bem coordenado e gerido. O BIM (Building Information Modeling) é uma metodologia de processos de projeto e gestão capaz de auxiliar e garantir o sucesso desta transformação da indústria AEC. Além disso, para assegurar que esse projeto seja bem gerido, com processos mais eficientes, são necessários espaços adequados à multidisciplinaridade.Os ambientes interativos de projetos voltados à coordenação possuem requisitos e padrões específicos relacionados a seu espaço físico e funcionalidade. Estudos existentes destacam vários desses pontos, mas ainda deixam em aberto outros tão importantes quanto os já estudados. Em busca de uma funcionalidade ainda melhor desses ambientes, esse trabalho abordará e enumerará pontos em aberto que, futuramente, devem ser estudados com maior profundidade.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O LOD (Level Of Development), nível de desenvolvimento de um projeto, surgiu para definir a exigência de conteúdo dos modelos BIM (Building Information Modeling). A estrutura do LOD traz entendimento e recursos para compreensão do desenvolvimento do modelo, desde o conceito até a concepção final. O estudo de materiais bibliográficos permitiu aprofundar os conceitos teóricos sobre os Níveis de Desenvolvimento, assim como o estudo de caso permitiu a aplicação deste conceito. Deste modo, a proposta deste trabalho apresenta a definição e as aplicações do LOD no modelo BIM.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

A impermeabilização é considerada uma das etapas mais importantes de uma construção, seja ela de qualquer segmento, pois proporciona aumento do desempenho técnico e proteção das edificações, fazendo com que a estrutura obtenha maior vida útil. Os profissionais deste ramo estão em constantes buscas por tecnologias, visando boa qualidade, menor impacto ambiental e ótimo custo. Desta forma o presente trabalho evidencia primeiramente quais são os sistemas de impermeabilização conhecidos no mercado, no segundo momento apresenta quais são as principais manifestações patológicas recorrentes da ação da umidade da água, gases e cloretos e então, como objetivo final, aponta os meios de prevenção das mesmas. Para elaboração e análise de resultados, foi realizada uma pesquisa de campo através de um questionário, onde engenheiros e arquitetos responsáveis de obras em Curitiba-PR, responderam algumas perguntas sobre o tema, evidenciando as prevenções.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a viabilidade técnica e econômica do reuso de água subterrânea do empreendimento centro de aprimoramento de Porto Alegre para uso não potável, através de pesquisa de referências bibliográficas e levantamento de dados dos equipamentos existentes e condições do local de análise da proposta. O estudo das técnicas utilizadas para reutilização da água do lençol freático visa a economia de água na edificação, com a finalidade de trazer benefícios ambientais, sociais e econômicos, uma vez que a água é um recurso natural não renovável em qualidade. Após concluir-se que o reuso é tecnicamente viável, foi feita uma análise de viabilidade econômica que apontou que a proposta teria um retorno de prazo muito longo, portanto economicamente inviável. Sob o ponto de vista sustentável, apesar do longo prazo para o seu retorno econômico, a proposta se mostrou atrativa levando-se em conta seus benefícios ecológicos e sociais.

Data: 26/01/2017 | Download do arquivo



2015

Tem este artigo como objetivo, apresentar como foram avaliadas as manifestações patológicas presentes nas estruturas de concreto armado de um Conjunto Habitacional localizado em São José dos Campos, composto por duas torres (A e B), o qual teve sua constr

Data: 20/12/2015 | Download do arquivo

Há necessidade de se buscar métodos construtivos que possuam mais agilidade na execução, que gerem menos resíduos, que tenham menor custo, entre outras características, por este motivo, havendo um grande crescimento na mudança de sistemas convencionais de contrução por outros que possuam tais características e tenham disponibilidade regional, se tornando assim de aplicação viável para a aplicação em determinado local. Isto se aplica no caso entre, uma estrutura em concreto armado realizada in loco, utilizada comumente e uma estrutura em peças pré moldadas. Desse modo, este estudo busca apresentar a melhor solução do ponto de vista econômico para uma edificação de médio porte, situada especificamente na cidade de União da Vitória, no estado do Paraná. Na comparação entre os dois sistemas de estrutura em concreto armado e estrutura pré moldada, obteve-se que o custo da infraestrutura e supra-estrutura, é ainda mais baixo no método convencional, ou seja, na estrutura executada em concreto armado.Além disso, por apresentar maior facilidade local em certas atividades, como muitos trabalhadores com conhecimento de execução deste método, logo diminuição no custo com mão-de-obra, apesar de não haver melhor investigação na avaliação do tempo, na estrutura convencional se torna de um custo de diferença de relevancia alto, tendo em vista, que esta diferença de tempo na execução entre ambos sistemas é muito pequena, e apesar na montagem e transporte em relação ao sistema pré moldado muitas vezes se faz necessário uso de maquinário de maior custo, no sistema convencional há uma necessidade de maior numero de trabalhadores na execução dos serviços.Na soma de valores de todos os itens em relação aos materiais, o sistema de estrutura executada em elementos pré-moldados, apresentou um abatimento de custo em relação ao outro perfil de obra investigado. Concluiu-se deste modo, uma melhor aplicabilidade do sistema de estrutura executada em elementos pré-moldados em obras de médio porte na região.

Data: 10/12/2015 | Download do arquivo

No Brasil, em edificações de alvenaria estrutural de blocos de concreto, um dos sistemas comumente utilizados é o sistema de revestimento de fachada de chapisco, emboço e textura. Sendo esta uma das etapas críticas em uma obra, pois tem um alto custo e um prazo longo para execução. Constantemente são desenvolvidas novas técnicas e utilizados novos materiais na busca de uma melhor eficiência e viabilidade, tanto técnica, quanto econômica. Uma das técnicas, e objeto de estudo desta pesquisa, é a aplicação de textura hidrorrepelente diretamente sobre os blocos de concreto, não sendo necessária a execução do chapisco e emboço, visando tornar mais ágil e menos oneroso o revestimento das fachadas. Este artigo tem como objetivo avaliar, técnica e economicamente, a execução de revestimento com textura rústica hidrorrepelente diretamente sobre blocos de concreto em comparação com o sistema tradicional, com chapisco, emboço e textura. Foi realizado um estudo econômico para uma obra executada na cidade de Curitiba- Paraná, analisando o custo e o tempo de execução de ambos os métodos, além de ensaios baseados nas normas técnicas brasileiras realizados para determinação da aderência ao substrato do revestimento em ambos os métodos estudados.

Data: 10/12/2015 | Download do arquivo

A impermeabilização de baldrame é de suma importância para edificaçõestérreas, pois tem a função de proteger as paredes da edificação das diversas ações deletérias da água proveniente do solo. Enquanto algumas grandes etapas da obra, como por exemplo, a estrutura demanda um percentual de aproximadamente 25% do montante final, a impermeabilização acarreta cerca de 3% dos custos da obra (Vedacit), sendo relativamente baixos seu custo se comparado a outras etapas. A impermeabilização deve ser projetada e bem executada para que problemas de infiltração sejam evitados, pois, qualquer reparo é sempre mais custoso que quando já previsto. Tomando em consideração a não realização da impermeabilização, ou a execução errada, o custo para reparo pode chegar até 15 vezes mais que o previsto em projeto, pois além de proceder com a execução da impermeabilização pós-obra, deve-se fazer os serviços de retirar pisos cerâmicos e argamassas, onde a falha ou ausência tenham ocorrido no piso, ou a remoção das camadas até chegar ao substrato caso tenha apresentado falhas em paredes. Segundo a NBR 9575 (ABNT, 2010), impermeabilização é o produto resultante de um conjunto de componentes e serviços que objetivam proteger as construções contra a ação deletéria de fluidos, de vapores e da umidade. Isso deve ser feito com materiais que impeçam o transpasse da água pelos elementos a serem impermeabilizados, exigindo então um serviço especializado onde qualquer falha pode comprometer otrabalho. Desta forma serão abordados os diferentes tipos de impermeabilização possíveis de serem aplicados aos baldrames e ao final, será exposta uma comparação entre a impermeabilização feita junta à obra e futuros reparos provenientes pela falta dela.

Data: 10/12/2015 | Download do arquivo

Na execução de revestimentos de fachada uma etapa importante é a execução do chapisco, uma camada rugosa feita com argamassa de cimento que visa promover a aderência do emboço ao substrato, proporcionando uma boa ligação entre as partes e evitando descolamento. Na tentativa de otimizar essa ligação, há construtoras que realizam lavagem sob pressão dos substratos e da alvenaria de concreto como forma de preparação prévia ao recebimento e maior aderência das camadas de acabamento. Esta etapa visa regularizar a base, remover resíduos e materiais soltos. Na intenção de verificar se isso realmente favorece a aderência das camadas de chapisco às estruturas de concreto e alvenaria, realizou-se o teste de arrancamento, conforme orientações da NBR 13528:2010, em estruturas que receberam preparação prévia e em outras que não receberam tratamento algum.

Data: 10/12/2015 | Download do arquivo

O presente trabalho tem por objetivo realizar um levantamento das incidências de manifestações patológicas em uma amostra de 30 casas de padrão popular, com idade de até cinco anos, na cidade de Passos, estado de Minas Gerais. Busca-se identificar as incidências de manifestações patológicas. É conhecido que ao longo dos últimos anos foram feitos investimentos em prol do aumento de habitações populares no país, entretanto tem-se o crescimento das reclamações dos usuários das moradias, que tem enfrentado diversos problemas, como trincas, fissuras, umidades, destacamento de revestimentos, mau cheiro, entre outros. O trabalho busca formular indicadores para otimizar as decisões relacionadas com a prevenção de falhas, atuando de forma a identificar as incidências de anomalias, bem como sua frequência, contribuindo para que as construtoras possam atuar de forma preventiva e não corretiva. Para fins didáticos, foram selecionadas as variáveis de caracterização de uma edificação e para cada variável selecionada buscou-se as anomalias mais comuns. As variáveis selecionadas foram: alvenaria, sistemas hidrossanitário e pluvial, sistema elétrico, acabamentos e pintura. Em seguida foi realizado um levantamento do histórico das construções para obtenção de dados referentes à idade e tipo de estrutura. Após a obtenção destes dados, foi realizada uma inspeção visual nas edificações. Como resultado do levantamento identificou-se que todas as unidades pesquisadas apresentaram algum tipo de problema e que as manifestações que mais destacaram-se foram as relacionadas às alvenarias.

Data: 10/12/2015 | Download do arquivo



2014

O Sistema de Revestimento Cerâmico de Piso é composto por diversas camadas formadas por base, camada intermediária, argamassa colante, placas cerâmicas e juntas. Este trabalho buscou verificar se a forma de aplicação da argamassa colante no revestimento cerâmico de piso influencia a resistência de aderência à tração da argamassa. Foram executadas 03 amostras com 06 placas cerâmicas em cada amostra utilizando diferentes formas de aplicação da argamassa colante: aplicação conforme a NBR 13753 (ABNT, 1996), aplicação da argamassa apenas no contrapiso e assentamento da placa cerâmica sem o cruzamento dos cordões de argamassa colante. Após 29 dias da execução do revestimento cerâmico, foram realizados os ensaios de resistência de aderência à tração nos corpos de prova das 03 amostras. Conclui-se que as placas cerâmicas assentadas com argamassa colante aplicada em desacordo com os padrões normativos estão sujeitas à menor resistência de aderência à tração.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho tem como objetivo verificar a resistência a tração de uma argamassa colante no sistema piso sobre piso, quando submetidas há três tipos diferentes de superfícies de peças cerâmicas, sejam elas, superfície cerâmica esmaltada, superfície acetinada e superfície antiderrapante. Para este trabalho o qual faz uma análise da técnica de assentamento no sistema piso sobre piso, foi utilizada como referência dos parâmetros a serem atingidos a Norma 14081:1 (ABNT, 2012), pois não há atualmente uma Norma específica para parametrizar esta técnica. Para a realização do ensaio foram construídos para cada tipo de superfície cerâmica, três modelos para a realização do ensaio de arrancamento, com o auxílio do equipamento Aderímetro e com basenas normas disponíveis, principalmente a norma a NBR 14081:4 (ABNT, 2012), que trata do ensaio de arrancamento. Os resultados que foram obtidos após a realização do ensaio foram inferiores se comparados as recomendações da Norma 14081:1 (ABNT, 2012). Concluímos que o ponto de ruptura, para o ensaio de arrancamento, mais frágil do sistema é a interface revestimento base e argamassa piso sobre piso e também que quanto maior a rugosidade do revestimento base, maior será a resistência de aderência a tração do sistema piso sobre piso.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho visa analisar a variação da perda de massa resultante dos ensaios de perda ao fogo e da velocidade de propagação de ondas ultrassônicas nas camadas superficiais de amostras de concreto. Essa análise é justificada pela busca por uma alternativa pouca invasiva para a identificação da espessura de concreto danificada pelas altas temperaturas, que implique em aumento da precisão das especificações técnicas e orçamentos, além da qualidade das recuperações executadas, e na redução do desperdício de recursos naturais aplicados. Para isso, foram moldados corpos de prova de concreto de resistência à compressão normal e de alta resistência à compressão. As amostras foram submetidas em grupos à ação das altas temperaturas, atingindo 200 ºC, 400 ºC e 600 ºC, com taxa de aquecimento e resfriamento de 1 ºC/min, seguindo as recomendações RILEM TC 200 HTC e 129-MHT. Constatou-se que a elevação da temperatura reduziu nas amostras a velocidade de propagação média de ondas ultrassônicas entre 4 e 59% e a perda ao fogo média entre x e x%, valor intensificado em função da elevação da temperatura e da superficialidade da camada analisada.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

A corrosão das armaduras tem influência na durabilidade e na estabilidade das estruturas de concreto armado, podendo reduzir sua segurança e capacidade de serviço. Observa-se que a ocorrência desta manifestação patológica é significativa e sua recuperação é dispendiosa. Na construção civil, um dos métodos empregados para retardar a corrosão é a proteção catódica galvânica, inserindo-se ânodos de sacrifício de zinco. Portanto, ter conhecimento sobre a vida útil dos ânodos é essencial para projetá-los de forma apropriada, prevendo possíveis manutenções nas estruturas de concreto armado. Este trabalho tem por objetivo realizar uma análise comparativa, através de um estudo de caso de 2010, de uma proteção catódica em estacas de concreto armado de um píer. Traz resultados de previsão de vida útil de ânodos de sacrifício de zinco, calculados pela fórmula decorrente da Lei de Faraday. Para tanto, após quatro anos da recuperação das estacas, foram realizadas leituras da corrente dos ânodos e medidas sua perda de massa. Os resultados mostram diferenças relevantes entre os valores iniciais e atuais da corrente elétrica, consequentemente da vida útil,com uma perda de massa variando entre 15% e 32%. Confirmou-se que há uma proporcionalidade no aumento de corrente com a perda de massa.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a execução de estacas escavadas na região de São Caetano do Sul ? SP. Após ensaios verificou-se que as estacas apresentaram resistências inferiores as estabelecidas em projetos. Para compreender o ocorrido se fez necessário realizar ensaios com o concreto, o fluido estabilizante e verificar a metodologia de execução. Foram extraídos testemunhos em três estacas, duas delas deficientes executadas com lama polimérica e uma executada com lama bentonítica, aparentemente adequada aos limites normativos de recalque.O material extraído das estacas foi submetido a ensaios de resistência à compressão, massa específica, absorção de água e índice de vazios, reconstituição de traço e análise petrográfica.Com o resultado destes ensaios, analisados em conjunto com os documentos de acompanhamento de campo é possível encontrar qual a origem, ou origens, das anomalias encontradas nas estacas.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia comparativamente a eficiência de 4 (quatro) produtos de tratamento superficial (argamassa polimérica, resina acrílica, resina de poliuretano e hidrofugante), através do ensaio acelerado de carbonatação do concreto em uma câmara construída pelos colaboradores deste trabalho, para determinar o produto que proporciona a melhor barreira e proteção contra a penetração de gases externos. Foram moldados corpos de prova de concreto, os quais foram curados durante 7 (sete) dias em câmara úmida saturada com cal, aplicado os produtos de tratamento superficial nos mesmos e submetidos à carbonatação em câmara com aproximadamente 100% de concentração de CO2 durante o período de 28 dias, controlando a umidade relativa do ar e a temperatura no interior da mesma. A profundidade de carbonatação foi determinada com o rompimento transversal dos corpos-de-prova e aspersão de solução aquosa proveniente da misturada de álcool com fenolftaleína. Os resultados obtidos mostram a tendência real da carbonatação ser maior e mais acelerada nos corpos de prova tratados com argamassa polimérica e mais resistentes nos tratados com resina de poliuretano. Portanto, não é aconselhado o uso somente de produtos com base cimentícia como proteção superficial da estrutura de concreto.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a eficiência das camadas de fibra de carbono em reforço de elementos estruturais sujeitos a confinamento.A metodologia aplicada foi o programa experimental, com ensaios de grupos de 3 corpos de prova de concreto, reforçados com camadas de fibra de carbono e avaliados o incremento de resistência através de ensaio de compressão axial.Através do experimento foi possível verificar um incremento de resistência da ordem de 190% para o grupo de corpos de prova em que foram utilizadas 4 camadas de PRFC, sendo que com 5 camadas chegamos ao limite da prensa de 200 toneladas.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Dentre os principais mecanismos de deterioração das estruturas de concreto os íons cloreto respondem por uma parcela significativa da perda de desempenho dessas estruturas. Isso se deve, em parte, à possibilidade detransporte desses íons para o interior da estrutura, atingindo a armadura,causando corrosão. Na tentativa de minimizar a entrada desses agentes agressivos ao concreto, uma medida preventiva que pode ser aplicada é a inserção de aditivos impermeabilizantes na massa de concreto, que tem o intuito de diminuir a quantidade de poros no concreto e, consequentemente, minimizar a entrada dos íons cloreto. O objetivo deste trabalho é investigar a influência do uso de aditivos impermeabilizantes por cristalização do concreto e distintas relações água/cimento frente ao avanço de íons cloreto nas estruturas de concreto. Para a produção dos concretos foi utilizado cimento Portland com escória de alto forno, considerando três relações água/cimento (0,45; 0,55; 0,65), sem e com aditivo impermeabilizante, totalizando seis proporções de materiais. Os corpos de prova foram curados em câmara úmida e ensaiados nas idades de 28 e 91 dias. Após isto foram retiradas duas seções de seus núcleos e realizados ensaios de penetração acelerada de íons cloreto pelo método recomendado pela ASTM C1202. Após o ensaio de penetração de cloretos foram realizados ensaios de indicadores colorimétricos com aspersão de nitrato de prata, com o objetivo de constatar a profundidade da camada contaminada. Paralelamente, determinou-se a resistência à compressão axial destes concretos como parâmetro de controle.Após o agrupamento dos dados e análise efetuada, os resultados mostraram que o uso do aditivo impermeabilizante por cristalização resultou em valores inferiores de penetração de cloretos, configurando-se maior resistência a esses agentes agressivos.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a qualidade do pavimento de concreto de um trecho da estrada de acesso a fábr4ica Itambé. A avaliação foi realizada de acordo com as normas sobre inspeção visual e avaliação dos pavimentos do DNIT, 060/2004 e 062/2004 respectivamente, por meio de uma avaliação do pavimento no ano de 2014 e, ainda, com dados de um estudo realizado em 2012 utilizando a ferramenta georreferenciamento, será possível comparar a qualidade do pavimento entre os dois anos. De acordo com a comparação, os resultados obtidos apresentaram uma evolução das manifestações patológicas durante os dois anos de estudo. Ainda, mesmo com a empresa responsável pelo pavimento executando manutenção corretiva (existe um reparo no trecho em estudo), a falta de manutenção preventiva na selagem das juntas de movimentação agravou a incidência de esborcinamento, o que compromete a qualidade do pavimento a longo prazo. Entretanto, de acordo com o índice de condição do pavimento calculado para a inspeção visual realizada no ano de 2014, mostra que a qualidade do pavimento está boa.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho discute as características dos Concretos de Alto Desempenho e também qual a ponte de aderência necessária para unir duas peças de CAD com mesma idade, visto que este concreto possui uma porosidade e uma rugosidade baixa se comprado ao concreto convencional. Existem diversos tipos de ponte de aderência, neste trabalho foram dois tipos o cimentício e epoxídico, primeiro foram moldados corpos de prova de CAD e em seguida foram cortados para quefossem recolados usando estas ponte de aderência com dois tipos de superfície, rugosa e lisa. Após a colagem entre os corpos de provas cortados, utilizando prensas hidráulicas foi possível testar a resistência à compressão e à tração por compressão diametral, ao comparar os resultados obtidos verificou-se que o tipo de ponte de aderência e o tipo de superfície rugosa ou lisa interferem significativamente no resultado da resistência do corpo de prova, assim sendo muito importante o estudo deste assunto para escolha do método mais apropriado.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

A eficiência na utilização de recursos hídricos é fundamental nos tempos atuais devido à escassez desta fonte vital para humanidade. As boas práticas na execução de impermeabilização de grandes reservatórios de água potável, além de utilização de produtos de qualidade são premissas de um bom de desempenho do sistema de impermeabilização. No processo de pesquisa foi identificada a deficiência em fontes para auxiliar na aplicação de produtos flexíveis para impermeabilização e metodologia adequada para o bom desempenho do sistema. No presente trabalho é feito um estudo comparativo de argamassas flexíveis disponíveis no mercado brasileiro, suas características técnicas, aplicações e cuidados. Busca-se fornecer fonte de fácil acesso, metodologias e principais características para facilitar a especificação ou aplicação dos produtos na impermeabilização de grandes reservatórios de água potável em concreto armado.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

A metodologia de determinação de propriedades mecânicas do concreto porultrassom é uma técnica não destrutiva, qualitativa e de confiabilidadeconsagrada, que se baseia na dependência da velocidade do pulso ultrassônico (VPU), através de propagação das ondas ultrassonoras com o estado de tensão do material. As principais vantagens desta técnica são seu caráter não destrutivo e o custo dos equipamentos envolvidos e velocidade de execução do ensaio. O objetivo do presente trabalho é correlacionar as velocidades dos pulsos ultrassônicos medidos de forma semidireta e indireta com a medida direta, uma vez que os parâmetros de velocidades utilizados atualmente baseiam-se somente nas medidas obtidas de forma direta.Para tanto, foi desenvolvido um programa experimental onde o ensaio de VPU foi realizado em 36 (trinta e seis) vigotas de concreto nas dimensões 10 x 10 x 100 cm. Estas vigotas foram divididas igualmente em 3 (três) lotes nos quais variaram o traço, fator água cimento, tipo de agregado graúdo.Por sua vez cada lote foi dividido igualmente em 2(dois) conjuntos, sendo que em um deles foi adicionado peças de poliestireno (isopor) em prismas de 2 x 2 x 5 cm e laminas quadradas com espessura de 3mm x 5x5cm de comprimento e largura, com objetivo de simular imperfeições de concretagem.O resultado da pesquisa determinou que a relação entre a velocidade indireta com a direta confirma as informações fornecidas pelo Ultrasonic Pulse Velocity Test Technical Reference Manual CNS Farnell, que menciona a correlação próxima de 1,05% para este caso; e que a correlação semidireta com a direta aumenta com a idade das vigotas medidas (7, 28 e 56 dias) O mesmo foi notado com a relação entre as medidas indiretas e semidiretas. Foi notório neste estudo que as velocidades verificadas nas tomadas indiretas são as mais variáveis, se comparado às obtidas com as medidas direta e semidireta, fazendo aumentar o coeficiente de variância (CV) em até 7,01%.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Este trabalho visa determinar o comportamento da resistência de aderência à tração da argamassa colante considerando diferentes intervalos de tempos em aberto da mistura após aplicação da argamassa tipo ACIII, para o assentamento da placa cerâmica, com registro de temperatura, umidade do ar e tempo de aplicação. O tempo em aberto é considerado um dos principais requisitos de desempenho das argamassas colantes. Um dos fatores mais importantes que o influencia é a perda de água que ocorre tanto por sucção pela base quanto por evaporação para o meio ambiente. Foi desenvolvido um programa experimental em laboratório com a execução do assentamento de dez corpos de prova de revestimento cerâmico para cada placa.Foram utilizadas sete placas, cada uma representando um tempo em aberto da argamassa colante, a fim de verificar a influência na resistência de aderência à tração ao longo das amostras ensaiadas e diante das condições estabelecidas. Finalmente, com o resultado do programa experimental confirmou-se que realmente há a redução da resistência a tração ao longo dos diferentes tempos em aberto da argamassa comprovando-se também que além dos problemas e dificuldades encontradas nas obras, como a falta de mão de obra especializada, processos executivos viciados e condições ambientais adversas (exposição ao vento e a variações térmicas), é importante divulgar e implantar nos procedimentos de trabalho a atenção para o tempo em aberto da argamassa colante.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Este trabalho tem como finalidade demostrar o levantamento demanifestações patológicas de uma residência unifamiliar, com cinco pavimentos alternados, localizada na cidade de Curitiba-Paraná. A residência em questão apresenta fissuras e infiltrações desde a sua concepção. A inspeção predial inicia-se com a coleta de dados da edificação inloco, logo após uma entrevista com os moradores, em seguida o levantamento arquitetônico e um mapeamento fotográfico. Ensaios não destrutivos como: espias de gesso; câmera térmica e medidor de umidade foram utilizados para comprovar a origem das anomalias e falhas da estrutura.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia como a resistência à compressão de prismas de blocos estruturais pode sofrer acréscimo ou decréscimo em valor absoluto com a simples variação nas áreas de aplicação da argamassa utilizada para o assentamento dos blocos. Foram utilizados blocos estruturais cerâmicos e blocos estruturais de concreto, ambos comercializados com resistência de 4,5 MPa. Os prismas foram ensaiados com três diferentes disposições da argamassa variando nas paredes longitudinais e transversais. A argamassa de assentamento dos blocos foi industrializada em fábrica, sendo necessário apenas a adição de água para sua dosagem. O controle tecnológico obedeceu às normas da ABNT, para resguardar os resultados obtidos. Os laboratórios envolvidos possuem certificado de calibração de ferramentas e equipamentos conforme padrões do INMETRO. Os resultados obtidos com os ensaios confirmaram que há variação na resistência à compressão e que pode-se trabalhar com melhoria no dimensionamento da estrutura. Os resultados para blocos cerâmicos foram diferentes em valor absoluto de resistência à compressão em relação aos blocos de concreto.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Este trabalho avalia a solução de impermeabilização que foi dada a uma laje de subpressão de um prédio comercial em construção em Vila Velha. Após o prazo de cura da referida estrutura em estudo, esta fissurou em toda sua extensão superficial, aproximadamente 1.700 metros quadrados. Foi dada uma solução para correção do problema por uma empresa especializada em impermeabilização, a qual será comentada neste trabalho, com intuito de fornecer às empresas de construção civil e profissionais correlatos subsídios técnicos para a tomada de decisões adequadas e oportunas, desde a concepção do projeto até a conclusão da obra. Há premissas que devem ser levadas em consideração para execução de cada etapa da obra, envolvendo principalmente os aspectos relacionados com a técnica de bem construir e requerendo cuidados especiais durante a execução. Os resultados obtidos neste trabalho demonstraram a importância de pensar em soluções tidas como complexas e onerosas na fase de projeto, pois tais soluções, se ocorrerem na fase subsequente (que pode ser até na conclusão da obra) ou em fase em que aparecem as manifestações patológicas, poderão não obter o desempenho desejado da estrutura e os custos ser muito maiores do que se tais custos forem inseridos no processo de planejamento e concepção da obra.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

A proteção de estruturas de Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) vemsendo alvo de muitos estudos quanto a desempenho e vida útil, pois o tratamento dos efluentes residenciais e industriais são muito importantes para a preservação do meio ambiente e para a saúde da população.As falhas ou interrupções no sistema de tratamento podem prejudicar o ecossistema trazendo malefícios à região afetada. Por isso, é importante a minimização de paralisações para manutenção e um estudo mais aprofundado de sistemas de proteção mais eficientes.Visando comparar o desempenho de diferentes películas, foram estudados 03 produtos (Resina Epoxídica, Poliuréia Híbrida Aromática e PoliuretanoVegetal) quanto à resistência química em soluções de ácido sulfúrico (H2SO4)com concentrações de 0,024%, 5%, 20% e 50% e com concomitante avaliação de pHs.A metodologia utilizada para o programa experimental constituiu-se pormoldagem das películas e ensaio baseado na norma ASTM-G20-10 ? Standard Test Method for Chemical Resistenceof Pipeline Coatings.Nos períodos de 30 e 60 dias foram analisados os comportamentosqualitativo e quantitativo das películas em seus meios submerso e atmosférico e notou-se que a película a base de Poliuretano Vegetal apresentou menores alterações em suas características frente ao ataque químico.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Um sistema de revestimento cerâmico normalmente é assentado sobre um substrato padrão que a norma até então trata como um conjunto poroso e que quando especificado conforme determinam às normas vigentes formando têm-se as suas camadas aderias e contínua. Com o advento dos conceitos de sustentabilidade, aliado à sistematização da construção civil em otimizar custos e racionalizar tempo, indústria de argamassas disseminou um número expressivo de produtos para o assentamento de sistemas comumente chamado de ?piso sobre piso?. Tendo em vista que as normas brasileiras vigentes não tratam especificamente sobre esse sistema é importante discutir as especificações desse sistema, tanto para o aperfeiçoamento de fabricação quanto para o controle desse tipo de produto quando chega ao consumidor final. Este trabalho aborda a resistência de aderência de revestimentos assentados através do sistema de ?piso sobre piso?, que consiste no assentamento de uma nova camada cerâmica, utilizando-se argamassa colante especial para esta aplicação, em sobreposição a um sistema de revestimento cerâmico já existente. A eficiência desse sistema de revestimento da perfeita ancoragem das novas peças cerâmicas ao conjunto pré-existente. Dentro deste contexto, este trabalho investigou se o tipo de superfície da cerâmica base, existente no conjunto antigo, influenciam na aderência entre os componentes do sistema de revestimento cerâmico aplicado.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho tem como objetivo acompanhar a aplicação de técnicas e ferramentas de planejamento de obras para a construção de um Hipermercado, observando-se as peculiaridades pertinentes a este tipo específico de empreendimento. Para este acompanhamento foi abordado, preliminarmente, um breve histórico do negócio supermercadista, enfocando-se um panorama do passado e atual do setor e como são concebidas as obras dentro do ramo de supermercados e hipermercados. Posteriormente, foi elaborada uma síntese das principais técnicas e ferramentas existentes na área de planejamento de obras. Finalmente foram coletadas informações do planejamento e parcialmente acompanhada a execução de uma obra de um hipermercado em construção na cidade de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba - PR. Através do acompanhamento desta obra, foi possível perceber a importância da etapa de planejamento em obras do segmento de supermercados, assim como características particulares do setor varejista de autosserviço interferem no planejamento, gerenciamento e execução de tais obras.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente trabalho avaliou a mudança na resistência à compressão, módulo de elasticidade, tração na flexão e fluidez do graute epoxídico ao se alterar a dosagem do material seco presente na mistura. A motivação deste estudo se justificou pela dificuldade de aplicação do produto encontrada na prática, ao se utilizar a dosagem indicada pelo fabricante em locais onde o espaço é confinado, além do curto tempo de trabalhabilidade após a mistura. Em virtude da ausência de normas brasileiras específicas para este material, foram realizados ensaios adotando-se parâmetros de concreto e argamassa conforme as recomendações das normas técnicas brasileiras vigentes. Essas adequações foram realizadas, pois alguns parâmetros para avaliar as propriedades de corpos de prova de concreto não poderiam ser aplicados a este graute epóxi, especificamente, por imposições do fabricante que poderiam comprometer os resultados do catálogo técnico. Houve uma grande dificuldade na realização dos ensaios, pois os equipamentos necessários para a realização destes necessitaram de reparo e algumas datas pré-definidas foram extrapoladas e outras antecipadas. Mesmo assim, verificou-se que a redução da dosagem do agregado graúdo facilitou a aplicação em locais com espaços muito reduzidos, o tempo de trabalhabilidade foi aumentado e a sua resistência à compressão e deformabilidade não foram comprometidas consideravelmente.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Este trabalho visa confrontar e verificar a resistência a arrancamento de pastilhas cerâmicas reassentadas e pastilhas cerâmicas antigas, em prédio residencial, com o objetivo de atestar a viabilidade técnica na substituição de peças soltas, constatadas em teste de percussão, em detrimento da troca de toda a fachada.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Este trabalho tem como objetivo apresentar as principais falhas ocorridas na preparação de superfícies que receberão concreto usinado e as patologias decorrentes disso. O referencial teórico que norteia este estudo de caso baseia-se na discussão sobre os

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O trabalho apresenta o sistema construtivo empregado em um pavimento industrial de concreto aplicado na cidade de Montes Claros, contratado por uma empresa concessionária de máquinas e veículos pesados. O presente trabalho avalia a compatibilidade entre a execução do pavimento industrial de concreto e seu projeto estrutural. O pavimento apresentou diversas manifestações patológicas pós-aplicação do concreto. Será avaliada a condição final do pavimento através da inspeção visual (levantamento, identificação, fotos, mapeamento e croquis das manifestações patológicas apresentadas) e do controle dos materiais empregados. Além da inspeção visual, será feita uma consulta nas normas brasileiras vigentes e na literatura técnica sobre o assunto, confrontando o projeto e o aparecimento precoce das manifestações patológicas do pavimento. Serão apresentados também dados sobre a influência do clima (precipitação pluviométrica, umidade e temperatura) nas datas de concretagem e cura do pavimento. Os dados estudados serão compilados e analisados para conclusão do trabalho.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

Conforme é de conhecimento da comunidade técnica, o material concreto sofre a ação de agentes agressivos que podem alterar suas propriedades.O presente trabalho irá expor como e por quais agentes se dão as reaçõesde carbonatação do concreto que alteram sua alcalinidade e sua capacidade de se tornar um elemento protetor das armaduras de aço contra a corrosão, no caso do concreto armado e demonstrar qual o comportamento destas reações quando são aplicados três tipos de tintas imobiliárias, como elemento de proteção adicional, mesmo que não sejam formuladas para tal desempenho.Através de ensaio acelerado em câmara de carbonatação, serão demonstrados os comportamentos frente ao ataque do gás dióxido de carbono (CO2) durante determinado período de tempo, em semanas.Por fim, o presente trabalho irá comparar o desempenho dos três tiposde tintas aplicadas em relação ao avanço da frente de carbonatação.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo

O presente estudo de caso trata especificamente sobre origens de manifestações patológicas em pavimentos asfáltico, tendo por objetivo verifica-las quanto as suas origens. O estudo de caso foi realizado na Avenida dos Ferroviários, município de Porto União, estado de Santa Catarina. Como metodologia para tal estudo o mapeamento das manifestações patológicas, verificação dos ensaios realizados, dos projetos e dos arquivos de execução da obra. Compilando todos os dados apresentam-se duas causas distintas as manifestações patológicasmapeadas: erro no processo executivo e erro de projeto. Apresentam-se ainda considerações a respeito do calculo da deflexão do projeto da Avenida dos Ferroviários e da relação com o tráfego calculado do projeto.

Data: 10/12/2014 | Download do arquivo



2013

Este trabalho tem como finalidade identificar o valor unitário de uma vaga de garagem em um apartamento residencial na cidade de Curitiba, PR, utilizando o a regressão linear, que considera entre suas variáveis independentes a área útil dos imóveis, o número de vagas de garagem, e como variável o valor unitário por metro quadrado do imóvel (R$/m2). Através desse estudo, com dados reais do mercado imobiliário de Curitiba, o modelo de regressão apresenta que, para vagas com 12,50m², existe uma variação de valor de R$ 8.962,03 a R$ 164.677,24; representando uma porcentagem relativa de 3,11% a 62, 79%. Conclui-se também que, o valor unitário de uma vaga de garagem em apartamentos de diferentes tamanhos tendem a variar muito, a amplitude dessa variação é bastante significativa, variando de R$ 716,96, em apartamentos pequenos, chegando a R$ 13.174 em apartamentos grandes.

Data: 12/12/2013 | Download do arquivo

A execução de ensaios não destrutivos em estruturas de concreto armado, realizados de uma maneira eficiente, permite coletar dados que caracterizam melhor a edificação, complementando as inspeções visuais preliminares. Estimar a resistência à compressão do concreto é uma necessidade em muitos trabalhos de inspeção de estruturas de concreto armado. Na inexistência dos projetos executivos e seguindo as prescrições estabelecidas pelas normas da ABNT ? Associação Brasileira de Normas Técnicas é possível obter essa informação através de extração de testemunho, técnica considerada destrutiva por causar danos às peças, e dois outros ensaios menos onerosos, a esclerometria e o ultrassom. O ensaio não destrutivo mais utilizado no Brasil é o da determinação do índice esclerométrico. Apesar do método se basear na medição da dureza superficial do concreto, fornecendo elementos para uma avaliação qualitativa do material, a NBR 7854:2012 permite a estimativa daresistência à compressão do concreto a partir da correlação com a resistência de testemunhos extraídos. O presente trabalho tem como objetivo elaborar uma curva de correlação, com a realização de esclerometria em determinados pontos da estrutura inspecionada, associada aos valores obtidos em ensaios de ruptura de corpos de prova moldados com o concreto utilizado na obra. Foram efetuadas leituras horizontais em 24 pontos da estrutura analisada, utilizando-se um esclerômetro de reflexão tipo Original Schmidt N-34, da Proceq SA, em peças não esbeltas, realizadas em superfícies secas, limpas e planas de concreto com idades de 7 e 28 dias, sendo 12 em pilares e 12 e vigas, obtendo uma correlação satisfatória com a resistência à compressão do material. Os resultados obtidos permitiram concluir que a utilização do ensaio de esclerometria de maneira quantitativa, através do uso de curvas de correlações elaboradas a partir do concreto utilizado na obra inspecionada, é uma técnica adicional que evita a extração de quantidades exageradas de testemunhos, porém, não substitui os métodos destrutivos.

Data: 12/12/2013 | Download do arquivo

Usando-se como referência uma nova edificação, locada dentro de uma planta industrial, o projeto escolhido trata-se de um prédio de apoio com vestiários, cozinha e refeitório onde, busca-se uma comparação entre os sistemas construtivos sugeridos para seguir o padrão do cliente final, com sistemas construtivos alternativos, em busca das melhores opções visando reduções de custo e prazo, sem percas das características principais e mantendo-se o uso final.Por se tratar de um prédio anexo à todo um complexo industrial, deve-se manter as mesmas características de fachadas e acabamentos internos e externos como já vistos nos demais prédios que compõem o complexo.Para ser possível uma análise entre métodos construtivos, serão elaboradas planilhas orçamentárias quantitativas como um padrão e, após aplica-las aos sistemas solicitados pelo cliente buscando manter as características dos empreendimentos industriais e aplicando-as em sistemas construtivos alternativos buscando um comparativo financeiro entre elas.Para avaliação de custos, será utilizado base para composição de custos (TCPO) e valores de aplicação de mercado levando-se em conta suas variáveis mas, baseando-se sempre no mercado paranaense.Após cada análise financeira, serão avaliadas suas formas de execução para método em busca de comparativos temporais (levando-se em conta fatores de segurança, acessibilidade e climáticos) buscando a redução de prazos e atendando-se às interferências.Ao final, espera-se encontrar um conjunto de métodos construtivos alternativos para redução de prazos e custos neste projeto padrão.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho visa à análise da NBR 15575/ 2013 ? EdificaçõesHabitacionais ? Desempenho, com relação às edificações executadas com osistema de construção a seco drywall. Esse sistema é composto por estruturas de aço e chapas pré-moldadas e industrializadas. Por fora parece uma parede de alvenaria, por dentro possui alta tecnologia, combinando estruturas de açogalvanizado com chapas de gesso de alta resistência mecânica e acústica,produzidas com rigoroso padrão de qualidade. Bastante popular em países daEuropa desde a década de 1970, no Brasil a técnica começou a ser maisconhecida, difundida e aplicada somente em meados da década de 1990,primeiramente apenas mediante importação do produto e, posteriormente, com a instalação de fábricas multinacionais no país. Visto o crescimento mundial do sistema, neste trabalho foi apresentada a nova norma NBR 15575, a qual foi modificada e entrou em vigor em Julho deste ano, mostrando a eficiência do sistema drywall e atendimento perante a norma.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Este trabalho tem como finalidade levantar os custos de fabricação e transportedo concreto na obra adequação de uma mineradora. Foram utilizadas váriasplanilhas elaboradas pelos próprios autores. A alimentação de dados destasplanilhas segue de levantamentos de insumos, mão de obra, equipamentos emaquinarias, por diversas informações contidas no contrato e CPU (composição de preços unitários). Assim, procurou-se fazer um estudo de caso detalhado dos fatores que influenciam o custo final do concreto de alto desempenho fabricado em central de concreto na própria obra.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho caracteriza as preferências quanto a itens de lazer em condomínios residenciais em Vila Velha através da realização de uma pesquisa e explicitados em forma de gráficos, permitindo analisar o que possui real valor para o consumidor, fornecendo-os para que as empresas possam elaborar projetos, buscando atender clientes satisfatoriamente quanto aos itens de lazer, para compra de empreendimentos.Com objetivo identificar as preferências como opções de lazer de um empreendimento residencial, através da elaboração, pesquisa e analise de dados de um questionário e correlacionar os itens de preferência com os perfis dos compradores, o trabalho baseia-se na hipótese de que as preferências estão em torno da piscina e das áreas de confraternização, o que pode ser comprovado através dos dados obtidos na pesquisa visto que a piscina foi classificada como muito importante por 62% dos entrevistados e mais de 30% responderam que a mesma é decisiva na compra de um imóvel. É notório que em todas as análises feitas, entre faixas etárias, quantidades de quartos do apartamento e faixa etária, os itens da hipótese deste trabalho estão no topo das preferências com diferenças de até mais de 20% em relação aos outros itens analisados.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

A construção civil tem como base a transformação de ideias e pensamentos em inovações tecnológicas, novos empreendimentos e infraestrutura que possa melhorar a vida das pessoas. A comparação de sistemas construtivos diferentes possibilita um melhor entendimento nhoque se refere a qual sistema é mais adequado para cada tipo de obra. O solo, meio ambiente, temperatura, cultura financeira, pesquisas mercadológicas, tudo influencia no que se diz respeito à construção de novos empreendimentos. Através da coleta de dados da Obra Alexandre Caron em Curitiba-PR, obra de alto padrão com lajes protendidas e da Obra Royal Palace em Esteio-RS, obra de alto padrão com lajes nervuradas, nosso trabalho visa, através do estudo comparativo entre estas duas obras com sistemas construtivos distintos, a criação de indicadores que possam facilitar o entendimento de qual dos sistemas é mais viável economicamente no que se refere a insumo / m² de obra analisando insumos , armadura, concreto entre outros.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho foi desenvolvido com base em pesquisa bibliográfica sobre conceitos, processos e ferramentas de gestão da manutenção predial. Tem a finalidade de apresentar, como objetivo geral, um sistema para o gerenciamento da manutenção predial do Estádio Major Couto Pereira. Para seatingir o objetivo principal fez-se necessário um aprofundamento do conhecimento sobre manutenção, seus métodos e tipos e identificação daestrutura de um sistema de gestão da manutenção. Por fim, foram realizadasvistorias in loco em todas as edificações e dependências do estádio, dividiu-se o mesmo em setores e sub setores baseados em nomenclaturas já utilizadas, e por fim, foi listado os principais sistemas e sub sistemas presentes em suasedificações, apresentados através de um check-list. A periodicidade das vistorias propostas nos check-list, foram baseadas na periodicidade das manutenções realizadas atualmente e também na frequência dos eventos que o estádio recebe.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

A manutenção predial vem adquirindo uma importância cada vez maior no setor da construção civil, visto que uma edificação é construída para atender uma vida útil mínima de projeto e este tempo podendo ser até mesmo prolongado caso haja e se aplique um plano de manutenção específico para o empreendimento.Elaborou-se um plano de manutenção para um edifício residencial multifamiliar em Joinville através de planilhas para a gestão da manutenção de cada item deste edifício que necessita de um acompanhamento de manutenção preventiva, de maneira a garantir a vida útil de projeto. Para a elaboração das planilhas utilizou-se como base fundamental as Normas NBR 15575(ABNT, 2013)- Desempenho, NBR 5674(ABNT, 2012)? Manutenção de Edifícios e NBR 14037(ABNT, 2011)? Diretrizes para elaboração de manuais de uso, operação e manutenção de edifícios.Concluiu-se que é de suma importância a realização de uma gestão de manutenção predial, seguindo a normatização, de maneira a garantir os deveres, obrigações e responsabilidades entre as partes, construtora/cliente.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho compara o orçamento de dois sistemas construtivos, sendo um em alvenaria convencional de blocos cerâmicos e outro em alvenariaestrutural de blocos de concreto utilizando um projeto de edificação modelohabitação popular elaborado pela Caixa Econômica Federal. Para tal éapresentado as características e propriedades principais dos sistemas e entãoelaborado os orçamentos conforme quantitativos do projeto e valores extraídos das tabelas referenciais do SINAPI/ES e IOPES/ES. Nota-se ao final das análises das planilhas orçamentárias que financeiramente o melhor sistema refere-se a edificação construída em alvenaria convencional de blocos cerâmicos.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Pesquisa realizada na área de gestão da construção civil com ênfase na aplicação do programa 5S para ser desenvolvida no canteiro de obras da Construtora PGI, para diagnosticar entre os trabalhadores o grau de conhecimento dos cinco sensos e procurar melhorar o conhecimento dos mesmos sobre o assunto acima citato .Através do manual ?Lições do Canteiro de Obras? de Wagner Matias de Andrade realizou-se o treinamento, por oito semanas, com esses trabalhadores, elevando o grau de conhecimento, apresentando contribuições para a melhoria contínua de qualidade no uso dos Cinco Sensos nos Fatores de Qualidade: Ambientes, Pessoas, Equipamentos, Materiais, Métodos e Medidas. Aplicou-se dois questionários, um de sondagem para diagnosticar o grau de conhecimento com 7 questões e um outro de verificação de aprendizagem com 8 questões e ainda a realização de entrevista com os trabalhadores.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho desenvolve uma análise de investimento que avalia se aconstrução de uma casa padrão popular é um negócio lucrativo. Com o ?boom? no setor da construção civil, como não se via há anos, surgiu o interesse em investir nesse ramo. Diante desse cenário, fez-se necessário o estudo de viabilidade econômica para a realização efetiva desse projeto, além do conhecimento das técnicas de construção. Este trabalho tem como objetivoprincipal apresentar os dados obtidos no estudo de viabilidade econômica paraconstrução de habitação popular. Para isso, foram realizadas pesquisas demercado, elaboração de projeto arquitetônico, planilha de custo e valor final de venda. Como resultado da pesquisa, conclui-se que, o empreendimento é viável e lucrativo em determinados bairros e dependendo do bairro escolhido, o que seria um ?negócio? torna-se um prejuízo.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Este trabalho consiste em uma análise de viabilidade econômica da alvenariaestrutural em blocos de concreto. Mostrar por meio de comparações financeiras, pelas vantagens e desvantagens do método, em que casos o uso do método é viável. Primeiramente fazendo uma apresentação do método, como deve ser sua execução, quais os requisitos que o método exige, mostrar os tipos de blocos, os tipos de argamassa e as manifestações patológicas possíveis. Posteriormente mostrar segundo normas de qualidade quais os procedimentos de controle de qualidade que são necessários para a obtenção de sucesso na execução. Então foi realizada uma comparação financeira para um edifício em estudo, na qual os itens que diferenciam a alvenaria estrutural do de estrutura de concreto armado com alvenaria de vedação são orçados e comparados.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Este trabalho apresenta o desenvolvimento de ferramentas que auxiliem no gerenciamento da produção dentro da construção civil, fundamentadas em princípios e diretrizes da linha de pensamento da produção enxuta, Lean Production. A criação destes meios de controle propostos neste trabalho originou-se da inexistência de métodos que auxiliem de forma eficaz a programação de aquisição de insumos específicos em series repetitivas, dependentes de largas programações, bem como um monitoramento de serviços que seja padronizado e que utilize de tecnologia avançada disponível no mercado e de fácil visualização e identificação por todos os setores da engenharia de uma construtora. Baseando-se nos sistemas construtivos e de aquisição de insumos de um empreendimento de edifícios residenciais, o desenvolvimento das ferramentas fundamenta-se singularmente em identificadores visuais, empregados em larga escala pelos sistemas de produção enxuta. Apresentados neste trabalho, o desenvolvimento das ferramentas surgem das necessidades de diferentes informações, identificados os melhores métodos de obtê-las e através de diferentes equipamentos, seja através de murais ou aparelhos eletrônicos portáteis. Partindo da criação e posterior aplicação dos métodos propostos, o trabalho tem por intuito demonstrar a amplitude dos resultados obtidos e assim confirmar as melhorias existentes sob o controle do gerenciamento da produção em benefício da utilização de princípios da produção enxuta. A aplicação e análise das ferramentas propostas neste trabalho comprova a obtenção das informações requeridas de forma ágil, padronizada e de fácil visualização como propostos em seus desenvolvimentos.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia quatro alternativas de movimentação detijolos em plano horizontal de obra predial e indica parâmetros para basear esta escolha. Fez-se a análise de diversos métodos, com a seleção de quatro eanalise do impacto destas opções no local de trabalho. A avaliação dos dadosindica que a escolha do método de transporte impacta nos custos da obra eseu cronograma físico.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

O presente trabalho apresenta uma metodologia de planejamento para layout de canteiro de obras, através da aplicação do Sistema de Planejamento de Layout (SPL) no desenvolvimento de um Ensaio Temático.São discutidos os conceitos utilizados como referencia para o desenvolvimento da metodologia, e os princípios de racionalização construtiva e da nova filosofia de produção de edifícios, incorporados como diretrizes para a elaboração do projeto do canteiro de obras.Conclui-se com uma análise crítica da metodologia, a partir da simulação da sua aplicação a uma das obras estudadas e as contribuições obtidas com a metodologia apresentada.

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo

Este trabalho foi estruturado em oito capítulos.No 1º capitulo define-se os aspectos gerais da pesquisa, PROBLEMA, HIPÓTESE, OBJETIVO e JUSTIFICATIVAS.No 2º capítulo é onde faz-se necessário uma REVISÃO BIBLIOGRÁFICA das bases científicas, técnicas e instrumentais do assunto definido na pesquisa, com o intuito de subsidiar o leitor no entendimento do trabalho.No 3º capítulo trata-se da METODOLOGIA aplicada, aqui especificamos os procedimentos utilizados para se responder ao problema, aceitando-se ou refutando-se a hipótese.Com o 4º capítulo, APLICAÇÃO DA METODOLOGIA, busca-se dados e informações que serão usados para refinar o tutorial, apresentação do questionário e justificar o próximo capítulo.No 5º capítulo a ANÁLISE DOS RESULTADOS, que irá finalmente aplicar o questionário, e apresentar um relatório do canteiro pesquisado.No 6º capítulo encontra-se as CONSIDERAÇÕES FINAIS. Aqui verifica-se o PROBLEMA foi solucionado, se o OBJETIVO foi cumprido e se a HIPÓTESE foi aceita. Neste momento aproveita-se para incluir sugestões para trabalhos futuros que refinem ainda mais o tutorial ou ainda criem vertentes distintas para trabalhos futuros.No 7º capítulo temos todo o REFERENCIAL BIBLIOGRAFICO que nos serviu de subsídios para a execução deste trabalho de conclusão de curso.E finalmente no 8º capítulo temos o ANEXO relacionando várias LISTAS DE VERIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS utilizados na construção civil

Data: 10/12/2013 | Download do arquivo



2012

O presente trabalho avaliou e comparou a Lei 10.785/03 e Decreto Lei 293/06 do Município de Curitiba-PR, no tocante ao dimensionamento do reservatório de aproveitamento de água de chuva para uso não potável com as metodologias de dimensionamento especificadas na NBR 15527 de 2007 e legislações vigentes na cidade de São Paulo e Rio de Janeiro. Também se utilizou como comparação a metodologia desenvolvida por FENDRICH (2002). A comparação foi feita em função do volume de armazenamento, área de projeção, custo de construção e impacto financeiro ocasionado pela área de ocupação do reservatório. O reservatório foi projetado levando em consideração as cinco metodologias descritas e utilizou-se como estudo de caso um conjunto residencial composto por três edifícios, localizado naregião central de do Município de Curitiba-PR. Os edifícios são de 30 pavimentos, com um total de 324 apartamentos e os reservatórios de água de chuva foram situados na garagem de cada edifício. O estudo demonstrou que o método de dimensionamento descrito na Lei 10.785/03 e Decreto lei 293/06 da cidade de Curitiba-PR, que leva em consideração o número de apartamentos e quantidade de quartos por apartamentos, e não a área de coleta (cobertura) das edificações (fator primordial de dimensionamentopreconizado nos outros métodos analisados), resulta em volume de reservação muito superior às outras metodologias estudadas.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

Compatibilidade é o atributo do projeto cujos componentes dos sistemas ocupam espaços que não conflitam entre si e, além disso, os dados compartilhados tenham consistência e confiabilidade até o final do processo de projeto e de obra (GRAZIANO, 2003).

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

A proposta deste trabalho é avaliar o desempenho de tintas imobiliárias não industriais de classificação econômica, cores claras, com adição de 5, 10 e 15% de massa acrílica, em volume, com objetivo de aumentar a durabilidade em função da redução da porosidade, visto que estamos promovendo a substituição de um componente que agrega qualidade ao produto (resina), por outro que confere maior capacidade de cobertura (cargas). Observou-se que esta prática é comum entre pintores, sem evidências cientificas que comprovem a variação na qualidade doserviço, a opção foi pela realização de um experimento capaz de fornecer respostas suficientemente robustas que possibilitem validar ou rejeitar a prática desta conduta nos canteiros de obras. A metodologia utilizada para este ensaio foi teste de abrasão úmida, descrito conforme norma NBR 14940/2010. Para a determinaçãodas variações foram executados quatro corpos de prova, um sem a adição de massa acrílica, denominado de painel de referência e outros três, com as respectivas proporções indicadas acima. Dentre os resultados observou-se que após a adição da massa niveladora (acrílica) a tinta, apresentaram desempenhos similares quando comparados entre si e quando comparados com amostra da tinta pura. As amostrasforam ensaiadas exatamente aos 7 dias, conforme prescrição da norma.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

O presente trabalho tem por objetivo avaliar o melhor desempenho de três tipos de proteções aplicado ao concreto para a variação de três tipos de concentrações de ácido sulfúrico: 5%, 20% e 50%. A metodologia utilizada para a realização do trabalho foi o programa experimental que consistiu na moldagem de corpos de prova, aplicação dos sistemas de proteção (epóxi, poliuretano e cimentício) e a imersão dos mesmos em ácido sulfúrico de acordo com as concentrações acimacitadas.Para a avaliação do sistema de proteção utilizou-se o ensaio de resistência à compressão, para a verificação do ataque das peças frente ao ácido sulfúrico.Observou-se ao longo do desenvolvimento do trabalho que os materiais que possuem matriz fechada apresentaram melhor desempenho do que materiais que possuem matriz aberta e base água.O desenvolvimento do tema fez-se necessário para que fosse possível verificar qual a melhor indicação para estruturas sujeitas a ataque de ácido sulfúrico biogênico em obra hidráulicas, especialmente as RAFA?s.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

Este trabalho tem como objetivo estudar duas formas diferentes de projetar e executar uma edificação de dois pavimentos com quatro apartamentoscada, trazendo informações que possibilitem auxiliar aos construtores na escolha do melhor tipo de execução que resulte num melhor custo-benefício.A primeira maneira estudada é a alvenaria convencional com bloco cerâmico, onde são utilizados pilares e vigas para suportarem o peso da estrutura.A outra maneira estudada é a alvenaria estrutural com bloco de concreto, onde as próprias paredes da edificação fazem o papel estrutural do edifício.Buscando subsídios que retratem a realidade nestas execuções, realizaram-se visitas periódicas a duas construtoras diferentes, cada uma trabalhando com um tipo de execução aqui estudado, para projetos semelhantes de edificações de dois pavimentos com oito apartamentos no total.Foram estudadas as particularidades, facilidades e dificuldades de cada um. Analisaram-se os cronogramas financeiros para chegar ao custo final de cada método, para então poder comparar e verificar em função dos benefícios, desvantagens e tempo de execução de cada método. Desta forma, buscou-sereunir o máximo de informações para auxiliar o construtor na tomada de decisão referente à escolha do melhor projeto e método de execução para o seu caso em particular.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

As empresas da Construção Civil vêm buscando cada vez mais novas tecnologias para diminuição dos custos de suas obras tornando-se competitivas no mercado atual. A exemplo disso, destaca-se o serviço de corta e dobra fornecido por grandes usinas de aço, com intuito de reduzir desperdícios e custos com mão de obra especializada. Porém, ainda percebe-se certa resistência por parte de algumas construtoras em aderir a essa nova tecnologia. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo estabelecer um comparativo entre processos produtivos de corte e dobra de aço em canteiro e industrializado para estruturas de concreto armado, levantando custos relativos às variáveis de cada processo produtivo, verificando também as vantagens e desvantagens de cada um deles.Para tanto, foi escolhida uma obra em fase de execução que utilizasimultaneamente os dois processos em diferentes situações. Três projetosespecíficos de armaduras foram selecionados para servir de objeto de estudo. Foi solicitada a um fornecedor de aço, uma formatação de preços para o fornecimento de barras retas e de serviços de corte e dobra necessários à execução destes projetos. Através das quantidades, em massa, especificadas no projeto, foi elaborado um orçamento para o fornecimento do material cortado e dobrado. Foi realizado um estudo do consumo total de barras retas necessárias à realização do projeto, levando-se em consideração uma otimização de corte e anotando-se as quantidades perdidas. Para a realização do corte e dobra, foram quantificadas as horas/homem necessárias à realização do corte e dobra das barras. Por fim, os custos totais de cada processo foram comparados.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

Alguns blocos de fundação podem ser considerados como estruturas de concreto massa e requerem meios especiais para reduzir a possibilidade de fissuração. O presente trabalho simula computacionalmente, por meio do software b4cast, 24 blocos de fundação com bases quadradas, variando as larguras de 1x1 m a 8x8 m e as alturas de 1 a 3 m, com concreto de fck 30 e 35 MPa, com cimento CPIII 40, para as condições ambientais e materiais usualmente utilizados na cidade de São Paulo. A utilização do software possibilita o cálculo tridimensional das temperaturas e tensões geradas no interior das estruturas, a fim de avaliar a possibilidade de fissuração de origem térmica do concreto e determinar as condições necessárias para minimizar esta manifestação patológica. Nesse trabalho verificou-se que blocos que usualmente não seriam considerados como estrutura de concreto massa, e por isso não seriam feitos estudos específicos a fim de mitigar a fissuração de origem térmica, se mostraram propensos a esse tipo de manifestação patológica. Isso ocorreu para os blocos com volumes de concreto iguais e superiores a 50 m³, o que permite concluir que para verificar a possibilidade de ocorrência de fissuração de origem térmica não basta apenas conhecer a geometria do bloco, é necessário o conhecimento das propriedades do concreto, os materiais constituintes, condições ambientais, propriedades da fundação, propriedades das formas, condições de cura e das metodologias construtivas.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

Este trabalho objetiva identificar as falhas dos projetos arquitetônicos e estruturais em concreto armado de obras públicas destinadas a escolas, analisando as suas discrepâncias por incompatibilidade e que podem originar anomalias executivas. Os projetos de obras públicas devem atender à Lei 8.666/93, que estabelece regras para licitações na administração pública. Entretanto, equívocos na interpretação da Lei, acrescido de outros fatores apresentados neste estudo, faz com que haja projetos falhos, incompletos, que antecipam vícios construtivos, podendo provocar anomalias, falhas e possíveis colapsos estruturais durante e no pós obra, além da diminuição de sua vida útil. A metodologia de análise, para a identificação das falhas, será através da verificação direta de frequência de compatibilidade, entre os projetos de arquitetura e os projetos estruturais em concreto armado, excluindo os projetos complementares, em função de que a ocorrência de especificidades de cada obra, em princípio, poderia comprometer e dispersar o foco de análise e o objeto deste trabalho. São analisados doze projetos de obras, cujos autores e locais estão mantidos em máscara, e após a averiguação das incompatibilidades, foram obtidos índices entre 6 a 20% de frequência na repetição de suas características. Este resultado, ainda que não encerre a questão, permite afirmar que esse conhecimento poderá contribuir para evitar falhas dessa natureza em novos projetos e abre espaço para estudos mais profundos e complementares.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

A indústria da construção civil é reconhecida pela sua importância nodesenvolvimento econômico e social, porém, suas atividades geram grande impacto ao meio ambiente, tanto pelo grande volume de resíduos gerados quanto pelo consumo excessivo de recursos naturais. O processo produtivo inerente ao setor contribui negativamente nesta questão, pois na maior parte dos empreendimentos não existe formalização do mesmo, e problemas como alterações do projeto, erros de execução, especificação inadequada de materiais e principalmente a falta de planejamento acabam por agravar ainda mais o problema. Em uma era onde a Sustentabilidade é uma preocupaçãoconstante da sociedade, a adoção de práticas sustentáveis, programas de redução de perdas e de sistemas de gestão da qualidade tornou-se uma questão essencial para as empresas do setor. Neste contexto, as práticas propostas pela Lean Construction, ou Construção Enxuta, podem apresentar grandes benefícios, pois seu objetivo principal é controlar e eliminar os desperdícios da construção. Uma vez que ambos os conceitos ? Lean Construction e Sustentabilidade ? apresentam ideologias semelhantes, este trabalho busca analisar a relação entre eles, com o objetivo de identificar os benefícios obtidos através da interação das duas filosofias. Através de uma ampla pesquisa bibliográfica, em um primeiro momento buscou-se entender as características da construção civil, as causas da geração dos resíduos e as particularidades que envolvem a aplicação de cada conceito, para posteriormente, identificar junto ao mercado cases de sucesso na aplicação da Lean Construction e de práticas sustentáveis, com o objetivo de identificar os benefícios obtidos na interação dos dois conceitos. Através dos resultados obtidos nesta pesquisa, fica evidente que a interação entre os dois conceitos apresenta inúmeros benefícios, tanto às empresas do setor da construção civil, através da redução de custos e desperdícios, melhorias no sistema produtivo e valorização junto ao mercado, quanto aos usuários dosempreendimentos e principalmente ao meio ambiente, contribuindo para o desenvolvimento sustentável nas esferas econômica, social e ambiental.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como tema o estudo da impermeabilização com manta asfáltica em lajes de cobertura expostas. O estudo busca apresentar procedimentos de verificação de projeto, material, execução e uso, no sistema de impermeabilização com manta asfáltica visando a estanqueidade de uma laje de cobertura exposta, cujo resultado será a minimização de suas manifestações patológicas. Sabemos que é relevante e também preocupante quantidade de manifestações patológicas ligadas a infiltrações de água e ou umidade em nossas edificações, que são incompatíveis com os níveis e estágios avançados de inovações tecnológicas que a construção civil brasileira tem vivido nos últimos anos. Por meio de uma revisão bibliográfica serão abordados todos os itens referentes a projeto, execução, materiais, execução e uso, de forma a se apurar os principais pontos que deverão ser considerados em cada fase do sistema de impermeabilização em laje de cobertura exposta com manta asfáltica. O resultado do trabalho será a apresentação de tabelas, fluxograma e procedimentos que permitam uma rápida constatação dos itens relevantes em todo o processo, de forma a se garantir o desempenho esperado do sistema de impermeabilização.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

O mercado da construção civil no Brasil está em constante crescimento, maior parte desta expansão está na construção de projetos habitacionais. Desta forma, as empresas estão investindo em processos que melhorem e gerem eficiência e lucratividade, através da racionalização e otimização na construção civil. O presente trabalho teve como objetivo demonstrar a sistemática do aprimoramento de uma técnica, que visa melhorar o rendimento através da ordenação racional, do espaço e de seus componentes baseada na modulação funcional. A partir de uma coleta de dados, estudo de caso em empreendimento da construtora A, conceituação e analise de três elementos construtivos (alvenaria estrutural, esquadrias e revestimentos internos), foi possível analisar que a coordenação modular é um sistema capaz de ordenar e racionalizar obras desde o projeto até o produto final, além de eliminar adaptações locais, minimizar perdas de materiais, aumentarem a produtividade e trazer ganhos financeiros.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo

Com o crescimento da construção civil nos últimos anos, é de suma importância pensar nos trabalhadores diretamente envolvidos nas obras e na organização dos canteiros. O presente trabalho avaliou seis obras por meio de questionários aplicados aos funcionários e pela observação dos pesquisadores em visitas realizadas nos canteiros. Com base na literatura referente à organização e segurança de canteiros de obras, em especial a Norma Regulamentadora 18 (NR18/2011), pôde-se analisar e comparar as respostas aos questionários em quatro quesitos diferentes, sendo eles a logística, a organização, a satisfação e a segurança. Da análise feita pelos funcionários percebeu-se que as obras satisfazem os mesmos de uma forma geral, porém da análise mais criteriosa e normativa feita pelos pesquisadores pôde-se perceber que o estudo do canteiro nas várias etapas da obra não é feito, prejudicando a produtividade, a segurança e a satisfação dos operários deste setor.

Data: 10/12/2012 | Download do arquivo



2011

Com a expansão do mercado de construção no Brasil parte incentivada pelo Governo Federal com projetos habitacionais e de infraestrutura, e outra pelaexpansão econômica do país a necessidade de novos métodos de construção tornou-se fundamental para atingir as metas de habitação do mercado. Desta forma, o presente trabalho teve como objetivo analisar a viabilidade técnica e econômica de construir uma edificação unifamiliar de até 200m² com a utilização de estrutura mista aço/concreto.A partir de um estudo bibliográfico e com o levantamento de informaçõesde uma empresa colaboradora foi possível analisar que a construção mistaaço/concreto possui resultados técnicos que reduzem o tempo de obra, racionalizam as atividades, diminuem os desperdícios, colaboram com o meio ambiente e ainda possuem custos próximos aos atuais na construção convencional.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

As redes sem fio específicas para a área de Automação & Controle caracterizam-se por terem baixas taxas de transmissão e robustez para ambientes hostis. Estas redes proporcionam significativas vantagens econômicas e operacionais. Entretanto, como todo sistema sem fio, sua confiabilidade é uma preocupação constante, principalmente se aplicada em uma planta industrial de processo cujos riscos operacionais são mais críticos, com possíveis e sérias consequências ambientais, humanas e patrimoniais. Neste trabalho foi realizado um estudo sobre determinados aspectos considerados relevantes do uso de redes wireless para automação e controle em plantas industriais de processo, especificamente a rede de protocolo aberto 802.15.4, cujas camadas física (nível 1) e de enlace (nível 2) sãopadronizadas pelo Institute of Electrical and Eletronics Engineers (IEEE). De início, são apresentados os conceitos tecnológicos pertinentes ao padrão em questão e demais assuntos necessários para se atingir os objetivos do trabalho: legislação brasileira para equipamentos de radiação restrita; básico da Teoria de Controle (Malhas abertas e fechadas) e aspectos de classificação de área e técnicas construtivas apropriadas de invólucros de equipamentos bem como de instalação de infra-estrutura de cabos.Em resultados, é apresentado o levantamento dos fabricantes de sistemas wireless 802.15.4 em nível mundial e suas atuais expectativas comerciais, no Brasil. Foram simuladas duas redes para automação, sendo uma cabeada e outra wireless, buscando-se estimar a economia de custos de uma em relação à outra. Depois, com base em entrevistas com profissionais de uma planta da indústria de processo atuante no Brasil, pode-se avaliar qual é o nível de aceitação da tecnologia IEEE 802.15.4 na planta em questão. Por fim, considerações sobre as baterias de dispositivos de campo da tecnologia IEEE 802.15.4 foram tecidas, visando um maior esclarecimento destes aspectos para os projetos e aplicação da tecnologia em questão.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

Esta pesquisa tem como escopo, em um primeiro momento, a revisão doscritérios de estudo das manifestações patológicas detectadas no pavimentoem pedra portuguesa em um trecho do calçadão de Copacabana.Num segundo momento, são apresentados os resultados encontrados parao piso avaliado conforme o método de avaliação de pavimentosdesenvolvido por Bradshaw em 1993.Fazem parte dessa pesquisa Leis e regulamentos vigentes, métodos dediagnóstico de manifestações patológicas e tabelas comparativas contendo o estado de conservação do pavimento.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

A resistência à compressão é considerada um dos principais parâmetros para avaliar a qualidade do concreto de uma estrutura. Geralmente é determinada aos 28 dias, por ruptura de corpos de prova cilíndricos, moldados com o concreto no seu estado fresco, conforme descrito pela NBR 5739 / 2007: Concreto ? Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como temática principal a determinação da frequência das manifestações patológicas presentes na edificação da Escola de Artes Fafi, um prédio de 1928 localizado no município de Vitória, ES. Foram realizadas inspeções visuais para identificação dos problemas, quantificando-se áreas, comprimentos, elementos e ambientes afetados. A partir desses dados, determinou-se a frequência de ocorrência da manifestação em cada caso analisado, ou seja, a quantidade de vezes que determinada situação se repetiu, geralmente apresentada como o percentual (do ambiente, da área ou do comprimento) afetado pelo problema. Verificou-se a ocorrência de 16 manifestações patológicas distintas na edificação, como a umidade, o desplacamento de revestimento, as fissuras, as trincas, e os problemas em esquadrias, pisos e teto. Constatou-se a necessidade da execução de programas de manutenção preventiva e corretiva, principalmente no que tange à conservação da segurança dos transeuntes que por ali circulam, especialmente quanto aos problemas estruturais encontrados nos pilares analisados. Para auxiliar a futura realização de intervenções no edifício, elaborou-se um manual prático de reparos.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O presente trabalho visa determinar as variações nas propriedades da argamassa de emboço após a adição de resina (base PVA) na proporção de 6,0% sobre o peso do cimento. Para a determinação das variações foram executados dois painéis de argamassa, um sem a adição da resina (base PVA) denominado de painel de referência e outro com a adição da resina que foi denominado de painel experimental. Posteriormente foram realizados os seguintes ensaios em ambos os painéis: resistência de aderência a tração, resistência a tração na flexão, resistência a compressão, módulo de deformação, índice de consistência padrão, densidade de massa e teor de ar incorporado e capacidade de retenção de água. Dentre os resultados observou-se que após a adição da resina (base PVA) a argamassa, apresentou um aumento na resistência à tração na flexão em relação à argamassa de referência aos 28 dias. Quanto aos sete dias e 14 dias foi menor e aos 21 dias foram semelhantes, isto devido ao atraso da hidratação do cimento, provocado pela adição da resina. Perceberam-se ainda aos 28 dias as argamassas modificadas possuem maior capacidade de absorver deformações.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O controle tecnológico do concreto visa contribuir para a qualidade das construções, devendo ser considerado como parte integrante das mesmas. O objetivo deste trabalho é comparar se o concreto fornecido pela concreteira possui a resistência realmente indicada pelo fornecedor, verificando se o concreto atende às normas técnicas vigentes. Contextualiza-se qualidade e controle no âmbito da indústria daconstrução civil e divide-se os mecanismos de controle de qualidade em controle de produção e de aceitação. Aborda-se também a resistência à compressão do concreto, sua importância e campo de aplicação, pois é o principal parâmetro considerado para o controle de qualidade. Discute-se o tratamento estatístico a ser aplicado aos resultados dos ensaios de resistência, a fim de considerar os efeitos de sua variabilidade e representá-los em um único valor final com certo nível de significância. Além disso, comenta-se sobre os fatores que afetam a resistência àcompressão e sua relação com a resistência do concreto a outros esforços. Detalhase também os procedimentos e requisitos necessários ao controle de produção e de aceitação do concreto. Para o controle de produção, define-se os procedimentos a serem realizados para o controle tecnológico dos materiais componentes, bem como as condições exigidas para o concreto dosado em central. Já o controle de aceitação é dividido em aceitação do concreto fresco, avaliada segundo o ensaio de abatimento de tronco de cone, e aceitação do concreto endurecido, avaliada através dos resultados de resistência à compressão. Divide-se então os resultados em lotes e estima-se sua resistência característica, de acordo com o tipo de controle adotado, total ou parcial, para enfim ser comparada à resistência característica de projeto e se proceder a aceitação ou rejeição do lote de concreto fornecido. Este trabalhoapresenta os resultados dos ensaios de resistência à compressão do concreto e aplica o procedimento descrito e discutido para verificação da conformidade, ou não, com as especificações de projeto.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

São várias as composições dos grautes para reparos hoje comercializados.Algumas composições são definidas objetivando características bastanteespecíficas, outras menos, entretanto todas as aplicações são direcionadas ao reparo e reforço estrutural.O presente trabalho de estudo experimental tem como objetivo avaliar a variação da correlação da resistência à compressão versus tempo em um graute oriundo da mistura de outros dois com presença de aditivo em sua composição.Para esta avaliação, será utilizado o método de ensaio de resistência àcompressão conforme NBR-7215 (1996) da ABNT.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

Na construção civil, produtos utilizados para unir materiais de propriedadesdistintas, que tem necessidade de boa aderência, são conhecidos como pontes de aderência. Não há conhecimento de muitos estudos conclusivos que possam atestar a real necessidade e a influência desses sistemas de ponte de aderência.Assim, este trabalho tem por objetivo identificar, através de ensaios dearrancamento, qual a influência na resistência de aderência à tração de argamassa polimérica estrutural sobre substrato de concreto, com a utilização de ponte química de aderência. Para isso foi executado um programa experimental, utilizando-se de ponte de aderência de base epóxi e uma situação de referência com o substrato saturado e sua superfície seca. Com isso, foi possível avaliar o uso de ponte de aderência.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O conteúdo deste trabalho tem como objetivo mostrar uma rede metropolitana que atenderia a cidade de Curitiba e alguns municípios vizinhos utilizando a tecnologia GEPON em sua implantação derivando de um ponto central para as localidades ao redor.Os tópicos desse trabalho irão descrever vantagens e desvantagens entre o GEPON e as demais tecnologias desmembrando quesitos como valores, equipamentos, fornecimento de equipamentos e materiais, prazo de implantação dentre outros que servirão como base para chegarmos a uma conclusão da tecnologia a ser empregada.Ao final desse conteúdo com base nas informações levantadas se mostrará que se compararmos a tecnologia GEPON utilizada em cima de uma rede mista mesclada com rádio enlace com uma rede óptica convencional, o GEPON é a tecnologia adequada para ser usada nessa implantação.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

Este trabalho aborda os aspectos técnicos e econômicos resultantes da implantação da tecnologia VoIP em uma PME. É feita uma introdução ao transporte de voz através de redes de dados que se utilizam do protocolo IP, abrangendo o âmbito teórico, regulatório e de equipamentos. Em seguida é feito um estudo de caso em uma empresa de médio porte, envolvendo tarifas e custos de aquisição, implantação, configuração e desempenho. Ao final são apresentadas considerações e conclusões sobre os resultados obtidos, além das tendências de utilização e aplicação da tecnologia VoIP.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

Com a grande oferta de imóveis no mercado da construção civil, énatural que os interessados na aquisição destes bens passem a demonstrar umnível mais alto de exigência quanto à qualidade e durabilidade do produto. Nosimóveis de alto padrão, este nível de exigência quanto ao desempenho destesimóveis é ainda maior.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O projeto de pesquisa avalia o estado de conservação do pavimento flexível através das manifestações patológicas, na Avenida Alano Melgaço, entre a Avenida Argentina e Rua Doutor Candido, situada em Pará de Minas/MG. Foram apresentadas as principais causas e os tipos de manifestações patológicas, os principais ensaios laboratoriais e in loco, metodologias de restauração e recuperação. Foram escolhidos aleatoriamente dois trechos (estações) onde foram feitas as inspeções, oslevantamentos de dados e preenchidas as fichas de campo mensurando cada tipo de defeito. Com o cálculo do IES (Índice do Estado de Superfície), segundo a norma do DNIT 008/2003 ? PRO, e os conceitos quantitativos e qualitativos das condições do pavimento flexível para cada trecho analisado, obteve-se o grau real do estado da superfície do pavimento na Avenida Alano Melgaço. Com base na norma 006/2003 doDNIT-PRO, nos conceitos estudados, nos tipos de intervenção de recuperação e reabilitação do pavimento, visando à segurança e o conforto dos usuários, a solução julgada adequada para este caso é a reconstrução da base e do revestimento do pavimento reciclando o material retirado da capa asfáltica aumento da resistência da base.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O presente trabalho possui como tema o revestimento cerâmico em fachadas de edifícios e como objetivo elaborar tabelas e fluxogramas correlacionando as principais falhas que podem ocorrer nesta importante etapa construtiva com suas origens e causas. O conhecimento destas origens e causas de manifestações patológicas em Revestimento Cerâmicos de Fachadas de Edifícios (RCFE) constitui um fator preponderante para a profilaxia destes problemas, contribuindo para a execução de fachadas tecnicamente corretas, seguras, duráveis e que atendam todos os demais requisitos para os quais foram projetadas. Por meio de uma abrangente revisão bibliográfica, serão abordadas todas as camadas constituintes do sistema de revestimentos, os diversos tipos de juntas necessários em uma fachada, a origem dos movimentos e tensões nos revestimentos, as diversas etapas de um revestimento cerâmico, as principais manifestações patológicas que geram defeitos nas fachadas e as normas técnicas e ensaios previstos pela ABNT sobre o tema. O resultado do trabalho será a elaboração das tabelas e fluxogramas que permitam uma análise rápida mostrando a origem, ou seja, a fase do processo em que, provavelmente, ocorreu a falha, ou falhas e as prováveis causas, permitindo a partir desta análise evitar ou corrigir a manifestação patológica.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O revestimento de fachadas com placas pétreas vem sendo muito utilizado na construção civil, devido a sua durabilidade e também o aspecto arquitetônico na valorização da edificação. Os sistemas de fixação utilizados atualmente são sistemas de adesão por argamassa e sistemas de fixação por inserts metálicos. Em edifícios com revestimentos de rochas em elevadas alturas, é utilizado fixação mecânica com inserts metálicos evitando muitas patologias e também maior segurança. A utilização de inserts metálicos torna a execução rápida e racionalizada. O sistema consiste em uma fixação afastada da parede, onde as placas pétreas são fixadas nos componentes metálicos que estão fixados na fachada ou em estruturas auxiliares, este sistema também é conhecido como fachada ventilada. O presente trabalho estuda a aplicação de um sistema de fixação de placas de granito com suportes metálicos, em um edifício com 125 metros de altura, onde é feito todo o acompanhamento da aplicação deste sistema. São abordadas as principais características e propriedades dos componentes utilizados no sistema segundo as normas existentes. Foi realizado também um relatório fotográfico da execução do sistema de fixação abordando todo procedimento.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia a viabilidade da implementação de serviços de internet e televisão em ambientes domésticos utilizando a tecnologia HPNA. Esta verificação é realizada através de testes comparativos de desempenho entre tecnologias (HPNA, wireless, PLC e ethernet), entre outros parâmetros decomparação predefinidos. São realizadas avaliações técnicas e econômicas paraindicar qual a tecnologia de rede doméstica mais indicada, no cenário brasileiro,para transmitir os serviços de internet e televisão em ambientes domésticos.

Data: 10/12/2011 | Download do arquivo



2010

Os endurecedores de superfície vêm sendo amplamente utilizados em pisos de concreto como proteção superficial, a fim de melhorar a resistência à abrasão do mesmo. Mais recentemente, os mesmos estão sendo aplicados em fachadas com revestimentos em argamassa, como proteção, e até utilizados em recuperação de revestimentos cerâmicos,sobre argamassas de emboço com problemas de resistência de aderência à tração. Neste contexto, o presente trabalho, predominantemente experimental, tem por objetivo avaliar a influência da aplicação dos endurecedores de superfície na resistência de aderência à tração em argamassas de base para revestimentos cerâmicos. Para tal, foramconfeccionados cinco painéis de argamassa com traço ?pobre?, sendo o painel que não recebeu endurecedor de superfície chamado de uma argamassa ?padrão? e os outros quatro com aplicação de endurecedores de superfície de duas bases distintas (silicato de sódio e fluorsilicato de magnésio), através de pintura e aspersão cada um. Posteriormente foramrealizados os ensaios de determinação da resistência de aderência à tração. Como resultado, foi constatado que para cada produto e aplicação utilizada, o desempenho foi diferente, mas em todos os casos houve ganho na resistência de aderência à tração.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Procura-se com este trabalho avaliar a durabilidade de ânodos de sacrifício utilizados como proteção catódica contra a corrosão de estacas de concreto armado, cravadas em solo marinho e em região sujeita a variação de maré. A proteção catódica é uma técnica bastante utilizada atualmente e, para sua utilização e estudos neste trabalho, foram necessários diversos ensaios preliminares, os quais apontaram para a empregabilidade desta técnica no que tange um possível aumento da vida útil da estrutura. Após os resultados dos ensaios preliminares, foram definidos dois diferentes tipos de reparos necessários à estrutura, para estes ensaios a técnica de proteção catódica foi empregada e estudada. Tão logo os reparos foram executados e a proteção utilizada, foram feitos novos ensaios, desta vez com o intuito de comprovar a durabilidade dos ânodos, cujos resultados mostraram-se satisfatórios.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

O presente trabalho abordou a aplicação de blocos intertravados de concreto como faixa de transição entre pavimento rígido e pavimento flexível, optou-se em avaliar o estado atual das faixas de transição implantadas no município de Curitiba em 14 cruzamentos com aAvenida Iguaçu entre a Rua Lamenha Lins e a Rua Carneiro Lobo, após passado a metade da vida útil (10 anos). Através da determinação do PCI Índice de Condição de Pavimento, foram emitidos conceitos sobre o estado de conservação das transições, tratando-se de avaliação objetiva e seguindo os preceitos contidos no Manual de Patologias de Pavimentosde Concreto Intertravado (Interlocking Concreto Pavement Distress Manual, 2007). O conceito médio de 69,00 atribuído através do PCI as faixas em questão foi classificado como bom, o que indica que as faixas de transição corresponde aos objetivos esperado em projeto, atendendo satisfatoriamente ao tráfego urbano local. Os defeitos levantados pormeio de inspeção visual, foram catalogados e descritos tecnicamente e que servirá de subsídios para trabalhos futuros em programa de manutenção preventiva e corretiva.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho apresenta um estudo das manifestações patológicas ocorridas no pavimento da calçada da Rua Marechal Deodoro, a partir da sua revitalização projetada e executada pelo poder público em um trecho de aproximadamente 1100m de extensão no ano de 2006, analisando o comportamento dos pisos utilizados: Paver, Petit Pave,Tátil e Bordas de concreto das tampas das concessionárias. Descreve um método para a avaliação das condições atuais destes pavimentos tendo como orientação a metodologia desenvolvida pelo pesquisador canadense Chris Bradshaw, a fim de diagnosticar as condições pós revitalização. Utiliza-se o projeto detalhado executado pelo IPPUC em 2004 e planilhas preparadas para levantamento in loco das manifestações patológicas mais freqüentes nos pisos analisados. A partir das informações obtidas foram compilados e comparados os dados através de tabelas e gráficos relacionando (tipo de pavimento, manifestações patológicas e estado de conservação da calçada). Podemos observar ainda que o pavimento da mesma encontra-se em boas condições, necessitando apenas melhorias e aperfeiçoamento, comprovando com isto a nossa hipótese.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho apresenta um estudo de caso que mapeia as manifestaçõespatológicas nas juntas do piso de concreto armado de um galpão industrial no município de São José dos Pinhais ? Paraná. Devido às tensões provocadas pelo carregamento e por variações volumétricas das placas, as juntas quando mal executadas podem apresentar patologias, reduzindo assim a vida útil do piso industrial. Este estudo de caso visa levantar as condições das juntas: identificando, classificando e quantificando os defeitos encontrados, demonstrando através de gráficos o resultado encontrado. O estudo teve como referência as Normas do DNIT. Os resultados encontrados mostraram que as juntas do piso estudado sofreram algum tipo de patologia, causadas por falha na execução e também por falta de projetos. Dessa forma, pôde-se quantificar a incidência das patologias ocorrentes nas juntas transversais e longitudinais, bem como de forma global no piso do galpão.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

O presente trabalho avalia as diferenças entre sistemas de proteção em resinas epóxi e poliuretano ambos a base de água e abertos a difusão de vapor, quando aplicados no concreto contra a penetração de cloretos na face inferior de laje de cobertura de reservatórios de água potável. Tal estudo foi motivado pelo resultado de uma pesquisa que revelou que este elemento é o mais afetado pela corrosão de armaduras. Estes sistemas de proteção apresentam tecnologias inovadoras que atenuam o impacto ambiental e permitem maior durabilidade à estrutura, minimizando o impacto das intervenções, evitando-se a paralisação no abastecimento de água. A análise iniciou-se a partir da comparação dos resultados de ensaios laboratoriais que determinam a quantidade de íons cloretos e de água que passam pelas barreiras. Os resultados obtidos indicam diferença aproximada de 5% entre os dois sistemas de proteção, mas com um ganho de 48% em relação aos corpos de prova sem qualquer tipo de proteção. O estudo permitiu ainda calcular o coeficiente de difusão de cloretos aparente e a relação entre a espessura de cobrimento e a expectativa devida útil.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho avalia as características da potabilidade da água para consumo humano armazenada em reservatórios de concreto armado, após o contato dela com resina de poliuretano utilizada e para tratamento e selamento de fissuras existentes no concreto pelas quais vazam água; para isso são abordados preliminar e rapidamente alguns temas que podem interferir na potabilidade das águas armazenadas, tais como: As características necessárias dos projetos estruturais de um reservatório; métodos construtivos adequados para que os reservatórios sejam estanques, impermeáveis e mantenham a potabilidade da água neles armazenada; qualidade do concreto empregado na construção de um reservatório; manifestações patológicas em estruturas hidráulicas de concreto para reserva de água, em específico serão abordadas as trincas e fissuras; será estudado como se executam as injeções de poliuretano nas estruturas de concreto de reservatórios.Objetivamente foi analisado em laboratório o efeito do contato da resina de poliuretano com a água para verificar a potabilidade da água após contato. Após obter o resultado da análise da potabilidade da água em laboratório, pode-se chegar ao resultado de que a resina de poliuretano é apropriada tecnicamente, economicamente viável e eficiente para a eliminação de vazamentos e perdas de água em reservatório de concreto armado.Este trabalho está baseado nos parâmetros da potabilidade da água para consumo humano, determinado pela PORTARIA 518 de 25/03/2004 do Ministério da Saúde, e nas análises feitas com a resina MC Injekt 2300 NV de fabricação da MC Bauchemie Brasil.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho visou corroborar a existência de diferença na resistência à carbonatação de concretos dosados com diferentes tipos de cimento. Por meio de programa experimental corpos de prova dosados com três tipos de cimentos diferentes, CPII-32-E (Votorantim e Lafarge), CPIII e CPV-ARI (ambos Votorantim) foram submetidos a ensaios de compressão axial e de carbonatação acelerada em câmara de carbonatação. Para análise da frente de carbonatação, fatiaram-se os corpos-de-prova com espessura de aproximadamente 3 cm para posterior aspersão de fenolftaleina diluída na face interna, possibilitando uma visualização clara da região não carbonatada. Os resultados obtidos possibilitaram confirmar a hipótese inicial e ainda, contribuir com novas observações como, a influência da localização dos corpos-de-prova dentro da câmara, no fenômeno da carbonatação e o ganho de resistência à compressão após a carbonatação do concreto.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho consiste na pesquisa de procedimentos de restauração validados, ou seja, recomendados na bibliografia, para aplicação nas manifestações patológicas encontradas no pavimento de concreto da Avenida dos Trabalhadores. O pavimento desta avenida tem uma extensão de 5.500 m, sendo dividido em duas pistas de 2.750 mcada, entre as Ruas José Drulla Sobrinho e a Avenida Comendador Franco. Apesar de já terem se passado mais da metade de sua vida útil (10 anos), de maneira geral ele se encontra em excelente estado de conservação. Mesmo assim, para se prolongar sua durabilidade são necessárias intervenções para recuperar sua condição funcional. Acatalogação dos defeitos desta avenida leva em conta o trabalho de Souza et al. (2010) que determinou o ICP - Índice de Condição do Pavimento para o referido trecho, possibilitando o levantamento da tipologia das manifestações patológicas encontradas.A partir dos problemas encontrados na avenida em estudo, pesquisou-se na bibliografia, dentre elas dos órgãos estaduais, federais, livros publicados, etc., as técnicas de restauração indicadas. Verificou-se uma convergência nas técnicas recomendadas, com pequenas diferenças nas suas especificações. Foi possível também indicar uma técnica para o procedimento de reparo em toda espessura da placa ainda não apresenta na bibliografia citada acima.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo

Este trabalho tem por objetivo avaliar os custos e os benefícios de três sistemas estruturais de reforço ao cisalhamento para vigas de concreto armado, reforço com chapa metálica, reforço com incorporação de estribos e reforço com fibra de carbono. No desenvolvimento deste trabalho foi idealizado um caso hipotético de um pavimento de uma edificação com a necessidade de reforço devido ao acréscimo de carregamento, ficando esse trabalho restrito ao reforço de uma viga ao cisalhamento. Para o desenvolvimento do estudo foi realizada uma revisão bibliográfica, posteriormente, o dimensionamento do reforço da viga hipotética, considerando os três sistemas de reforços e, com base, nos quantitativos e procedimentos metodológicos adotados, foram levantados os custos e analisados os benefícios de cada sistema. Com base nos estudos realizados, os sistemas de reforço com chapa metálica e fibra de carbono demonstraram ter custos próximos e inferiores ao custo direto para a execução do reforço por incorporação de estribos, além disto, a rapidez, limpeza e minimização dos transtornos na rotina da edificação são notórias nos dois primeiros sistemas; contudo, os três sistemas têm sua aplicabilidade, conforme a situação e as necessidades de cada caso.

Data: 10/12/2010 | Download do arquivo